Como investir em ações da Apple

Investir em ações da Apple

A Apple é uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, acumulando saldos positivos ano após ano. Ter ações da Apple é uma garantia de bons rendimentos para qualquer investidor. Neste artigo você vai descobrir como investir em ações da Apple sem sair do Brasil.

A Apple foi a primeira empresa privada a atingir o patamar do trilhão, chegando a US$ 1 trilhão em valor de mercado em 2018. Antes disso, a companhia já era considerada uma das maiores, mais ricas e inovadoras do mundo.

Se você quer incluir a empresa em sua carteira de ações mas não sabe como, este artigo é para você! Veja como investir em ações da Apple a seguir. 

Por que investir em ações da Apple?

Por diversas vezes considerada a empresa mais valiosa do mundo, a Apple (NASDAQ: AAPL) atualmente divide o ranking com outras gigantes do mercado, como Google e Amazon, por exemplo. Todas elas fazem parte do acrônimo FAANG, que inclui as ações das empresas de tecnologia mais valorizadas da bolsa americana.

Isso já seria motivo suficiente para quem está em dúvida sobre investir ou não nas ações da empresa. Outros fatores também podem ajudar na hora da decisão. Entre eles está o seu desempenho na bolsa. 

A Apple estreou na bolsa americana em 1980, com uma oferta pública inicial (IPO) de US$ 22 cada. Ao final do primeiro dia, as ações já valiam US$ 29. Desde o lançamento do primeiro iPhone (em 2007), suas ações só têm crescido. No primeiro trimestre de 2019, a empresa registrou o maior lucro por ação da sua história, US$ 4,18. 

Em geral, os dividendos de sua performance são distribuídos quatro vezes ao ano para os acionistas da empresa.

Investir em ações da Apple é uma garantia de bons rendimentos para qualquer investidor.
Você pode investir em ações da Apple através de BDRs ou diretamente na bolsa de valores americana.

Como investir em ações da Apple?

O investidor brasileiro pode adquirir ações da Apple de duas formas:

BDRs

Os Brazilian Depositary Receipts (BDRs) são certificados emitidos pelas corretoras para representar frações de ações. Isso quer dizer que o investidor não adquire a ação em si, mas parte de uma ação que pertence à corretora. Os BDRs da Apple estão entre as mais negociadas na B3 (bolsa de valores brasileira).

Para adquirir uma BDR da Apple, o investidor precisa ter uma conta aberta em uma corretora autorizada pela B3. Cada corretora conta com suas próprias taxas de corretagem, que podem ter um valor fixo ou percentual. Algumas corretoras não cobram tarifa

Além disso, é necessário ter saldo em conta. O investidor deve fazer uma transferência do seu banco para a corretora. Com o valor na conta da corretora, o investidor poderá usar o sistema de negociação online para adquirir sua BDR ou entrar em contato com a mesa de operações, informar quantidade e valor para adquirir sua ação. 

Nasdaq (bolsa americana)

Para investir diretamente na bolsa americana e adquirir ações da Apple, o investidor deve abrir uma conta em uma corretora internacional. É possível abrir uma conta em uma instituição tradicional ou uma corretora online, como a Interactive Brokers, TD Ameritrade ou Drivewealth.

Em seguida, terá que fazer uma transferência no valor que deseja investir para a conta. A Remessa Online é a melhor opção para quem precisa enviar dinheiro para uma corretora no exterior

Com a Remessa Online, o investidor terá os menores custos do mercado para enviar dinheiro ao exterior. O processo é simples e rápido. Veja como a Remessa Online pode te ajudar a adquirir ações da Apple

Resumindo

Como ter ações da Apple?

O caminho mais fácil é através de uma corretora de investimentos. Escolhida a corretora você pode optar pelos BDRs ou investir diretamente na bolsa de valores americana.

Como pagar pelas ações que eu quero obter?

Você precisará enviar o dinheiro para uma conta no exterior (seja essa conta sua ou da sua corretora). Use a Remessa Online nesse procedimento. É rápido, seguro e você paga as menores tarifas do mercado.