Pessoa Física

Como investir na bolsa de valores de Portugal? Descubra aqui!

Investir na bolsa de valores de Portugal pode ser vantajoso para quem deseja ter bons lucros. Leia este artigo para saber como fazer isso!

O mercado financeiro internacional oferece diversas oportunidades para brasileiros investidores que buscam por novas formas de ganhar mais dinheiro. Nesse sentido, saber como investir na bolsa de valores de Portugal pode ser muito vantajoso.

Muitos investidores buscam uma renda extra com moedas mais valorizadas que o real. Porém, a opção pode ser atrativa não só para investidores, como também para empresas investidoras.

Aquelas que sabem como investir na bolsa de valores de Portugal podem contar com aumento de fluxo de caixa e otimização de gestão.

No entanto, para ter sucesso é necessário pesquisar e entender como funciona o mercado internacional. Além disso, saber das particularidades específicas de investimento no país.

Pensando em quem quer começar a investir na bolsa de valores de Portugal, separamos algumas dicas essenciais que vão ajudar nessa missão! Continue acompanhando e descubra.

O que é e como funciona a bolsa de valores de Portugal?

A bolsa de valores de Portugal é a Euronext. Ela é resultado da fusão de diversas bolsas espalhadas pela Europa, sendo elas em Paris, Bruxelas, Dublin, Amsterdam, Oslo e Lisboa, além do mercado de derivados londrinos.

A Euronext é considerada a maior bolsa de valores da Europa continental. Em Lisboa, capital de Portugal, ela recebe o nome de EURONEXTLIS.

Por fazer parte de um grupo tão grande, ao investir na bolsa de valores de Portugal os investidores conseguem exposição internacional. Assim, têm acesso a diferentes mercados e ações, com elevada profundidade e liquidez.

Mas como investir na bolsa de valores de Portugal, na prática? Se seu foco são as ações, você precisará entrar em contato com uma corretora, responsável por intermediar as operações.

Ela, por sua vez, trabalha conforme as taxas no dinheiro investido. Portanto, é importante pesquisar e estudar diferentes corretoras, buscando sempre o melhor custo-benefício.

Nesse sentido, é importante considerar os seguintes critérios:

  • valor cobrado em comissões (taxas);
  • custos associados (administrativos);
  • qualidade dos serviços prestados (atendimento, suporte, tempo de resposta);
  • tipos de instrumentos oferecidos para investir.

O último item diz respeito à variedade da carteira e às opções de investimento, que podem variar entre:

  • ações;
  • fundos;
  • investimentos conservadores.

Para buscar uma corretora na bolsa de valores de Portugal, você pode começar suas pesquisas pela internet.

Para isso, é bom sempre considerar os critérios citados anteriormente. Dessa forma, faça comparações conforme o que você prioriza, seja o atendimento, seja as taxas menores ou o tipo de investimento.

Após escolher a corretora e realizar seu cadastro, é só começar a investir. É claro que, para não perder dinheiro, é importante continuar entendendo sobre como investir na bolsa de valores de Portugal. Além disso, sempre estudar o mercado atual e sua volatilidade.

Agora que você já sabe como investir na bolsa de valores de Portugal, vamos explicar os tipos de investimentos disponíveis. Também falaremos quais são os mais recomendados para lucrar com esse negócio. Confira!

Quais são os tipos de investimento disponíveis?

Existem diferentes opções no mercado de investimentos de Portugal, que variam entre riscos baixos, conservadores ou altos.

Para quem está começando agora, os investimentos de baixo risco são a opção mais adequada para evitar perder dinheiro.

Já os de alto risco são melhores para quem já possui certo conhecimento sobre a bolsa de valores e busca opções mais ousadas.

Nesse sentido, separamos alguns investimentos em cada categoria. Confira todos!

Depósito a prazo

O depósito a prazo é uma opção de investimento de baixo risco, que funciona como uma espécie de consórcio.

Nesse investimento, você deposita uma quantia determinada de dinheiro para uma instituição financeira, que definirá as condições de prazo.

Ao final, a instituição vai remunerar o dinheiro depositado, conforme a correção do capital.

Nesse sentido, essa forma de investimento nada mais é do que uma maneira de guardar dinheiro e fazê-lo render.

Isso pode ser mais vantajoso no mercado de Portugal, devido à força da moeda do país. Afinal, ela pode trazer mais lucros para quem investe do que o real brasileiro.

Embora esse possa ser considerado um investimento de baixíssimo risco, a remuneração não é tão alta. Os juros obtidos no investimento variam de 0,1% até 2,0% ao ano. Portanto, investir pouco dinheiro nessa opção talvez não seja assim tão vantajoso.

Certificados de Aforro

Os certificados de Aforro funcionam como um empréstimo feito ao Estado. Nesse investimento, você compra títulos de dívida pública e é pago com juros trimestralmente.

O investimento mínimo nos certificados é de 100 euros. O cálculo dos juros a serem recebidos é feito da seguinte forma:

Média da EURIBOR (referência financeira para empréstimos no país) dos 3 meses + 1% + Prémio de Permanência (0.5% entre o segundo e o quinto ano e 1% do sexto ao décimo ano).

Como é possível observar no cálculo, os Certificados de Aforro são boas opções de investimento a longo prazo. Isso porque quanto mais tempo você investir nessa categoria, maiores serão as porcentagens de juros a serem recebidos.

Para aplicar nos Certificados de Aforro, você pode ir diretamente no site do Governo de Portugal.

Além dos certificados de Aforro, também existe outra forma de investir com empréstimos feitos ao Estado, nos chamados Certificados de Tesouro Poupança.

Certificados de Tesouro Poupança

Os Certificados de Tesouro Poupança têm valor mínimo de depósito de mil euros e prazo de duração de 7 anos. Além disso, você só poderá movimentar o dinheiro depois de um ano de investimento.

O rendimento no primeiro ano é de 0,75%, e pode chegar até 2,25% no último ano. Esse investimento é considerado conservador e é uma ótima opção para quem quer ganhar mais, sem ter que se arriscar tanto na bolsa de valores.

Fundos de Investimento

Já os Fundos de Investimento são uma opção para quem busca por uma categoria mais arriscada. No entanto, se você está pesquisando sobre investimentos, provavelmente já percebeu: quanto maior o risco, mais alto pode ser o lucro.

Os Fundos de Investimento contam com as chamadas unidades de participação. Elas são a soma de todo o capital arrecadado entre diversos investidores, formando um único patrimônio.

O valor arrecadado é gerido por especialistas, cuja missão é aumentar a carteira de rendimentos ao aplicar quantidades desse valor em diferentes ativos.

Por isso, para entender como investir na bolsa de valores de Portugal com os Fundos de Investimento, é necessário ter certo conhecimento sobre o mercado. É fundamental também se atentar às suas mudanças constantes, além de ter certa experiência em investimentos.

Os Fundos de Investimento são medidos nos níveis 1 ao 7, sendo o nível 1 menos arriscado e o 7 mais arriscado. O fundo de risco 6, por exemplo, apresenta uma lucratividade de até 35% no valor investido.

Como investir com segurança?

Para investir com segurança e evitar grandes perdas de capital, é interessante apostar em investimentos de baixo risco. Isso é válido, principalmente, para investidores inexperientes do mercado.

Afinal, investir em ações de alto risco, conhecendo pouco sobre a bolsa de valores de Portugal, você pode acabar perdendo o seu capital. Mesmo que tenha ajuda de especialistas durante as operações, é fundamental ter cuidado.

O ideal para investidores iniciantes é apostar nos investimentos que caracterizam uma espécie de poupança, em que o retorno é praticamente 100% garantido.

Nesse sentido, também é importante lembrar de ter paciência e, se possível, investir em grandes quantias. Assim, o dinheiro vai render muito mais.

Como investir na bolsa de valores de Portugal estando no Brasil?

Atualmente, é possível investir de forma completamente online. Para isso, basta pesquisar a corretora certa para o seu negócio (ou até mesmo o próprio governo de Portugal) e fazer o seu cadastro.

É claro que, para investir em Portugal utilizando dinheiro brasileiro, você precisará realizar a conversão de moedas.

Nesse caso, você pode contar com a Remessa Online para transações completamente digitais e seguras.

Somos correspondentes cadastrados pelo Banco Cambial, e nossas taxas de conversão chegam a ser até 8 vezes mais baratas do que a de bancos convencionais.

Quais são as dicas para investir internacionalmente?

Para saber como investir na bolsa de valores de Portugal, além de escolher o melhor investimento, é necessário ter alguns outros truques na manga. Veja!

Não invista o que não tem

O objetivo do investimento é fazer mais dinheiro e não perder. Por isso, atente-se às suas contas e invista apenas o que sobra do seu orçamento. Lembre-se, não é recomendado utilizar aquele dinheiro para reserva de emergência.

Conheça as obrigações fiscais

Para investir, assim como outro qualquer negócio, existem certas obrigações fiscais com o Estado. Alguns tipos de investimentos requerem que você preste contas às finanças portuguesas. Nesse caso, contar com a ajuda de um profissional contábil é fundamental.

Estude e avalie

Investir em algo que você não conhece muito bem ou pesquisou pouco não é muito propício. Afinal, com dinheiro não se brinca.

Portanto, antes de aplicar parte do seu capital em alguma ação ou fundo, estude todos os riscos detalhadamente e atente-se às mudanças do mercado.

Como você viu ao longo deste artigo, saber como investir na bolsa de valores de Portugal pode ser uma boa oportunidade de ter bons lucros. Agora que você já entendeu o que deve fazer, é hora de começar seus investimentos.

Quer saber mais sobre o mercado internacional e como ganhar dinheiro com moedas mais valorizadas? Assine a newsletter da Remessa Online e receba novidades no seu e-mail!

Resumindo

Como investir na bolsa de valores de Portugal?

Para investir na bolsa de valores de Portugal, basta pesquisar a corretora certa para o seu negócio (ou até mesmo o próprio governo de Portugal) e fazer o seu cadastro.

Qual o valor mínimo para investir em Portugal?

Vai depender do tipo de investimento escolhido. Por exemplo, o investimento mínimo nos Certificados de Aforro é de 100 euros. Já os Certificados de Tesouro Poupança têm valor mínimo de depósito de mil euros.

Williane Magalhães

Relações Públicas por formação e pós graduada em Design Digital e Novas Mídias. Analista de Conteúdo na Remessa Online com ampla experiência em produção de conteúdo para o mercado de finanças pessoais e empreendedorismo.

Share
Published by
Williane Magalhães

Artigos recentes

  • Artigos

Consulta tabelas CNAE: Busca das atividades econômicas

Se você pretende abrir um negócio, mas ainda está em dúvida sobre qual é o…

2 dias ago
  • Pessoa Física

André Wetter, cofundador da a55,está no Remessa Talks #47

O Remessa Talks #47 está imperdível. Essa semana recebemos André Wetter, cofundador da a55. Confira…

2 dias ago
  • Economia e mercado

Rendimento da poupança hoje e acumulado em 2022

Quer saber quanto a poupança está rendendo de juros hoje? Entenda melhor sobre rendimento da…

2 dias ago
  • Pessoa Física

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil está regulamentado. Ainda não há liberação

Decreto regulamentou o empréstimo consignado do Auxílio Brasil. Saiba quais são os limites, juros, entre…

2 dias ago
  • Economia e mercado

Real x libra esterlina

Em relação à moeda britânica, nesta semana houve uma depreciação do Real de aproximadamente 0,9%.…

2 dias ago
  • Economia e mercado

Real x euro

Ao longo desta semana, vimos uma depreciação do Real de aproximadamente 1,21% em relação ao…

2 dias ago

Simule suas transferências internacionais com as melhores taxas e prazos!

Simule como PJ
Simule como PF