Declaração do Imposto de Renda 2018

O programa para declaração do Imposto de Renda em 2018 deve ser liberado nos próximos dias pela Receita Federal, com mudanças importantes e data limite para o envio dos documentos necessários, é importante que você junte os comprovantes e recibos para se organizar e declarar o quanto antes.

Entenda quem deve fazer a declaração do Imposto de Renda e porque é necessário enviar a declaração e recibo de entrega atualizado para a Remessa Online.

 

Quem deve fazer a declaração?

Nem todas as pessoas são obrigadas a declarar o Imposto de Renda em 2018. Caso você se encaixe em um dos critérios divulgados pela Receita Federal, ela se torna obrigatória.
Veja quem deve declarar: 

  • Contribuintes que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017, ou seja, trabalhadores, pensionistas ou aposentados.
  • Contribuintes que tiveram rendimentos não-tributáveis acima de R$ 40.000,00, aqueles que não geram lucro e valor líquido, sem a necessidade de pagar impostos.
  • Trabalhadores de campo com rendimento anual bruto de renda rural acima de R$128.308,50.
  • Contribuintes que investiram em bolsas de valores, mercado de capitais e etc.

  • Contribuintes com posses de imóveis ou terrenos acima de R$ 300.000,00.

  • Trabalhadores que isentaram o imposto de renda sobre o valor da venda de imóveis, desde que seja usado para compra de outro imóvel em até 180 dias.

Veja quem não precisa declarar:  

  • Quem não se enquadra em nenhum dos critérios acima.
  • Trabalhadores com renda inferior a R$ 1.903,98.

  • Trabalhadores diagnosticados com alguma doença prescrita na lei nº 7.713/88:

    -
    Hepatopatia Grave
    - Espondiloartrose Anquilosante
    - Neoplastia Maligna
    - Alienação mental
    - Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante)
    - Doença de Parkinson
    - Esclerose Múltipla
    - Paralisia Irreversível e Incapacitante
    - AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)
    - Cegueira
    - Cardiopatia Grave
    - Fibrose Cística (Mucoviscidose)
    - Nefropatia Grave
    - Tuberculose Ativa
    - Contaminação por Radiação

 

E se não fizer a declaração?

Caso você preencha um dos requisitos acima, a Declaração do Imposto de Renda é obrigatória. Se não fizer, seu CPF (Cadastro Pessoa Física) terá o status pendente de regularização, ou seja, você terá complicações ao fazer empréstimos, tirar passaporte, certidão para venda de imóvel, prestar concurso público e etc, além da possibilidade de receber multas e detenção de até 2 anos.

 

Por que deve ser enviada a declaração e recibo de entrega para a Remessa Online?

O envio da declaração e recibo de entrega do Imposto de Renda é obrigatório caso você tenha o Cadastro Completo, feito para clientes que transacionam valores acima de R$ 30.000 semestrais. De acordo com as normas do Banco Central do Brasil, o limite deve ser atualizado de acordo com o Imposto de Renda do contribuinte, para este continuar realizando operações com a Remessa Online.

O limite é baseado de acordo com o total de bens e direitos declarados no Imposto de Renda, portanto, solicitamos que todos os clientes com Cadastro Completo enviem a declaração do Imposto de Renda e o recibo de envio para atualizaçaõ do limite de suas transferências internacionais.

Dúvidas? Entre em contato com a gente! =)

 

Informações básicas necessárias:

  • CPF
  • Título de Eleitor
  • Informações sobre profissão
  • Endereço
  • Informes de rendimento

 

Informações sobre a Declaração do Imposto de Renda 2018

  • Contribuintes a partir de 8 anos de idade, precisarão ter CPF.
  • Gastos com educação (ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior) o limite anual individual é de R$ 3.561,50.
  • Gastos gerais, para si e dependente, é de até R$ 2.275,08 cada.
  • Em casos de guarda compartilhada, cada filho é considerado dependente de apenas um dos pais.
  • Para declarações da área da saúde, o contribuinte precisa lançar a despesa com o CPF do profissional.

 

Como entregar a Declaração do Imposto de Renda para a Receita Federal?

A entrega da Declaração do Imposto de Renda pode ser feita de três maneiras, veja quais são:

  • Pela internet na página do Fisco, com certificado digital
  • Receitanet, programa de transmissão da Receita Federal
  • Aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível para smartphones e tablets

 

Declaração de Disponibilidades no Exterior no Imposto de Renda 2018

É necessário realizar a declaração de Disponibilidades no Exterior à Receita Federal na declaração anual. Os residentes no Brasil que tenham feito transações de valor igual ou superior a US$ 100.000,00, são obrigados a fazer a declaração de Capitais Brasileiros no Exterior para o Banco Central do Brasil. 

Declaração no Imposto de Renda: A legislação brasileira determina que os valores mantidos em conta bancária no exterior devem ser declarados no ajuste anual, na ficha de "Bens e Direitos", utilizando o código "62 - Depósito bancário em conta corrente no exterior", o valor deve ser preenchido em R$, da conversão do saldo mantido na conta em US$ pela taxa do dia 31/12/2017. 

Como enviar a declaração e recibo de envio do Imposto de Renda para a Remessa Online?

Para enviar a sua declaração e recibo de envio do Imposto de Renda 2018 - referente a 2017, acesse seu Dashboard Remessa Online, clique em “Limite” e em “Atualizar Limite”. Envie sua declaração e também o recibo de envio, nós vamos analisá-la e enviaremos um email para você! 

Compartilhe:
Este é o seu guia para a Remessa Online. Encontre tudo o que você precisa saber aqui.

ENTENDA AS TAXAS

Valor do envio: -

Câmbio Comercial: -

Taxa de referência das moedas.

Spread: -

Diferença entre o Câmbio Comercial e a Taxa de Câmbio da operação.

Taxa de Câmbio: -

Cotação da moeda estrangeira para transferência.

Custo total: -