Casos de Covid-19 explodem no Reino Unido

por André Galhardo
3 minutos de leitura

Visão Geral

O dólar comercial fechou a última sexta-feira (16) em estabilidade, a R$5,1147, após ter começado o dia cotado a R$5,1129. O Euro fechou o pregão a R$6,0379, e também apresentou estabilidade após ter iniciado o dia em R$6,0390.

A moeda americana iniciou esta segunda-feira (19) cotada a R$5,1185 e o Euro abriu o dia cotado a R$6,0424.

Agenda de hoje

Exterior

Japão – Índice de preços ao consumidor (jun)

Zona do Euro – Produção mensal do setor de construção (mai)

Brasil

Índice de preços ao consumidor semanal – FIPE

Boletim Focus – Banco Central

Balança comercial semanal

Perspectiva para o dia

Real x Dólar:

Apesar da agenda de indicadores  relativamente vazia neste início de semana, o mercado amanheceu com direção bem definida no Ocidente.

O que preocupa os investidores desta vez, como tem sido nos últimos meses, é o aumento de casos de Covid-19, desta vez, no Reino Unido e nos Estados Unidos.

O Reino Unido, que vinha reportando cerca de 2 mil casos diários por longo período, registrou mais de 51 mil casos no último sábado (17), patamar mais elevado desde 15 de janeiro deste ano.

O aumento de casos tem colocado em risco o processo de retomada econômica e aumentado o clima de incerteza.

A tendência diária é de desvalorização da moeda brasileira.

Real x Euro:

A maioria das bolsas europeias caiam fortemente às 10:00 do horário de Brasília, seguindo a maior parte dos mercados asiáticos, que fecharam o pregão desta segunda-feira com quedas expressivas.

O setor de construção europeu avançou 0,95% no mês de maio, depois de ter recuado 2,2% em abril. Como há uma defasagem muito grande na publicação do indicador, ainda não podemos captar a influência do aumento do número de casos de Covid na Europa sobre ele.

Em função do aumento expressivo de casos e do decorrente aumento do clima de incerteza, a tendência diária é de desvalorização do real.

Assuntos relacionados