Dólar cai pelo 3o dia consecutivo e mercados tentam esquecer tensões entre China e EUA, conta Pablo Spyer

EUA com +0,5% de alta, Europa sobe +0,8%. Confira análise do dia com Pablo Spyer.

Minuto Econômico, com Pablo Spyer

No Minuto Econômico de Hoje

  1. Mercados tentam esquecer tensões Estados Unidos-China;
  2. Empresas dos EUA trazem boas surpresas no segundo trimestre;
  3. Novo pacote de estímulos nos EUA começa a ser discutido;
  4. EUA com +0,5% de alta, Europa sobe +0,8%;
  5. Bloomberg alerta que ações podem estar em terreno de sobre-compra;
  6. Maia diz em live que seu substituto deve ser alguém disposto a aprovar a reforma tributária;
  7. Dólar cai 3 dias seguidos;
  8. Brasil tem aumento de fluxo de capital estrangeiro;
  9. Hoje EUA solta desemprego semanal americano.

Transcrição

Bom dia, Brasil

Hoje os mercados tentam esquecer as tensões Estados Unidos e China.

O Trump acusa a China porque ele sabe rende votos: eles são culpados pelo desemprego americano!

Hoje o foco está nos resultados da empresas que estão trazendo boas surpresas do segundo trimestre e no andamento do novo pacote de estímulos americanos. 

O seguro emergencial deles por lá, aqueles U$ 600 semanais, andou. Os democratas e os republicanos não estavam se entendendo e agora estão.

A bolsas nos Estados Unidos amanhecem com +0,5% de alta. 

A Europa está subindo mais…, +0,8%.

Mas a bloomberg avisa a gente. As ações mundiais estão subindo tanto, que elas começaram a testar hoje o terreno do sobre-comprado. Ou seja, as ações estão ficando pesadas mundo afora.

Ontem em uma ‘live’, o Maia disse o candidato para substituí-lo, vai ser quem ajudar a aprovar a reforma tributária.

Isso é música para os nossos ouvidos!

Aliás o dólar vem caindo há 3 dias seguidos.

É claro que é por conta do pacote de € 750 bilhões de euros aprovado na Europa, que fortificou o euro e enfraqueceu o dólar frente às moedas emergentes e foi positivo.

Mas aqui tem um clima positivo de Brasil com o andamento da reforma tributária.

Todo mundo sabe qual é reforma mais importante, não sabe?

É a próxima!

Nós estamos se mechendo, saindo da inércia, aqui o fluxo de entrada de capital estrangeiro aumentou. E então isso é tudo positivo. 

Na agenda de hoje tem o desemprego semanal americano. A expectativa é que 1.3 milhões semanais. É muito!

Eu sou Pablo! 

Bons negócios!

Vai tourinho!