Já conhece o conceito Lifelong Learning? A gente explica!

por Fabiana Lima
3 minutos de leitura
Lifelong Learning

Um estudo realizado pela empresa de consultoria em recursos humanos, ManpowerGroup, revela que 65% dos empregos futuros ainda não existem. O dado revela uma necessidade dos profissionais se manterem sempre atualizados e preparados para o futuro. Nesse sentido, o conceito Lifelong Learning faz cada vez mais sentido.

Provavelmente, você já deve ter ouvido que precisa continuar estudando, mesmo depois de ter uma formação e é sobre isso que vamos falar neste artigo. Entenda a seguir o que significa lifelong learning!

O que é lifelong learning?

Lifelong Learning é o que chamamos de aprendizagem continuada, no Brasil. O termo é formado por quatro pilares e se diferencia do modelo educacional tradicional, que forma os estudantes. No modelo tradicional, a educação tem início e fim e é considerada permanente. 

O conceito de Lifelong Learning ultrapassa os limites das instituições e estimula o desenvolvimento do indivíduo de forma voluntária e proativa a partir de diversas experiências de aprendizagem.

Mas não é só na educação que o conceito de Lifelong Learning se aplica. No ambiente corporativo, o conceito é utilizado para incentivar o fortalecimento de uma cultura organizacional e para estimular o processo de aprendizado dos profissionais. 

4 pilares do Lifelong Learning

1. Aprender a conhecer

No processo de aprendizagem contínua o primeiro pilar é focado na obtenção de conhecimento. O objetivo é estimular o senso crítico e a capacidade do indivíduo de refletir e se posicionar frente aos diferentes contextos. 

Para isso, o indivíduo deve instigar a curiosidade e a atenção, desenvolver autonomia e dominar diferentes linguagens. Além de aprender a pensar e não apenas reproduzir um pensamento.

2. Aprender a fazer

No mercado corporativo, mais do que uma qualificação profissional, é preciso aprender a fazer, enfrentar desafios e trabalhar em equipe. O fazer, portanto, vai além de uma prática instrumental. Isso quer dizer que está relacionada com as habilidades humanas que são construídas nas relações interpessoais de trabalho. Os profissionais precisam ter iniciativa, intuição, boa comunicação, capacidade de resolução de conflitos e estabilidade emocional.

3. Aprender a conviver

Esse pilar está relacionado com a capacidade de cada indivíduo em compreender o outro, estabelecer vínculos e gerenciar conflitos. O trabalho em equipe e a participação em projetos em comum, a cooperação com outros profissionais e a soma dos conhecimentos de cada um são processos fundamentais para desenvolver esse aprendizado.

4. Aprender a ser

O último pilar garante que o indivíduo vai se desenvolver integralmente, permitindo que possa agir com mais autonomia, discernimento e responsabilidade.

Para isso, precisa desenvolver suas potencialidades com inteligência, sensibilidade, memória, raciocínio, sentido ético e estético. Além de outras características, como pensamento crítico, autônomo, imaginação, iniciativa, criatividade etc.

Com o desenvolvimento dos quatro pilares, os indivíduos conseguem se manter em constante aprimoramento, tornando-se profissionais e pessoas mais capacitadas para qualquer tipo de trabalho e posição.

O Lifelong Learning facilita esse processo, pois utiliza ferramentas tecnológicas e digitais, como dispositivos mobile, plataformas online, entre outros recursos.

Continue aprendendo mais sobre esse e outros temas no blog da Remessa Online.

Assuntos relacionados