Minuto Econômico: Bolsas em alta puxadas pela China

Boas notícias, vindas da China, puxam as Bolsas para cima nesta segunda-feira. Confira o Minuto Econômico de hoje.

NO MINUTO ECONÔMICO DE HOJE:

  1. Bolsas em alta, puxadas pela China.
  2. Os lucros das Indústrias chinesas aumentaram 19%.
  3. Injeção de 3 bilhões de dólares no sistema bancário da China.
  4. Avanço nas negociações do Brexit.
  5. Petróleo em queda.
  6. Expectativas para o debate entre Donald Trump e Joe Biden.

TRANSCRIÇÃO

Bom dia e boa semana, Brasil!

Semana quente, agenda lotada. A semana começa com alta firme nas Bolsas, puxadas por um monte de boas notícias vindas da China. É isso aí.

  1. Um seguradora chinesa disse que vai comprar mais ações do HSBC, vai aumentar a participação dela no HSBC. Vale lembrar, o HSBC é o banco que mais empresta dinheiro na Europa. E tinha despencado para o menor nível em 30 anos, na semana passada, com a acusação de lavagem de dinheiro. 
  2. Os lucros das Indústrias chinesas aumentaram 19% em agosto. É o quarto mês seguido de alta lá na China. 
  3. O Banco Central da China disse que vai anunciar injeção de 3 bilhões de dólares no sistema bancário de lá. Vai recomprar títulos. 

As Bolsas na Europa estão disparando. Estão subindo com força – 2,30% de alta. O HSBC está puxando o sistema bancário lá, que some em média 5% agora. Também ajuda no otimismo: 

  1. As negociações do Brexit parece que vão andar. 
  2. Parece que o pacote de estímulos nos EUA vai sair.  

E os EUA também estão subindo mais de 1% agora. Com menor aversão ao risco, o dólar cai. Mas o petróleo também cai, com as preocupações do Coronavírus que ainda estão aí. Não acho que passou.

Na corrida da Casa Branca, amanhã tem debate entre Donald Trump e Joe Biden. Aqui, reunião importante hoje do Bolsonaro com líderes do governo para falar sobre sobre a Reforma Tributária e o Pacto Federativo.

E hoje estreia a Melmick na Bolsa. Seja bem-vinda!

Vai, Tourinho!