10 Dicas para sua viagem à China

A China é um país milenar com uma história fascinante e culturas diversas. Neste texto, confira nossas dicas para sua

Prepare sua viagem a China com esse guia prático.

A China é um país milenar com uma história fascinante e culturas diversas. Neste texto, confira nossas dicas para sua viagem à China ser perfeita!

O país mais populoso do mundo, a República Popular da China possui cerca de 1.40 bilhão de habitantes, o que corresponde a quase um quinto de toda a população do planeta!

A China também é o maior país da Ásia Oriental e é governada pelo Partido Comunista da China (PCC). Desde as reformas econômicas de 1878, o país se tornou uma das economias de crescimento mais acelerado do mundo, sendo o maior exportador de produtos do planeta.

Quem pretende visitar um país repleto de atrações e com uma cultura muito peculiar, deve estar por dentro de tudo sobre o destino para que nada dê errado. Foi pensando nisso que elaboramos essas 15 dicas bem interessantes para ajudar no seu planejamento!

China: um destino imperdível

A China definitivamente assumiu um protagonismo na economia global e tem sido referência em diversas áreas como arquitetura, tecnologia e arte. Fatores que atraem cada vez mais os turistas antenados em conhecer a cultura milenar, metrópoles avançadas e gastronomia excêntrica.

Com relação ao turismo, além de grandes metrópoles, a natureza da China também contribui para que milhares de visitantes conheçam o país a cada ano. Entre as belezas naturais do país, destacam-se as montanhas Tian Shan, com seus lagos e florestas e os Himalaias, a mais alta cadeia de montanhas do mundo.

Sem dúvidas, a China é um país que merece uma visita, e muitos são os motivos para conhecer — um país seguro, com belas cidades, povo acolhedor, ótimas iguarias para provar e muitos centros comerciais para ir às compras são ingredientes para uma viagem perfeita.

A cultura tradicional chinesa também é muito forte. O turismo é impulsionado pela diversidade cultural e seus monumentos, além dos templos budistas e museus que guardam inúmeras descobertas arqueológicas.

15 Dicas para sua viagem à China

A China é um país com muitos contrastes. Por um lado cidades modernas e construções imperiais milenares e de outro lado, montanhas e natureza exuberantes — tudo isso com tradição e cultura preservada durante anos.

Viajar a um destino tão diversificado requer muita pesquisa e conhecimento sobre os costumes locais, para evitar transtornos e perrengues. A seguir, confira 15 dicas para sua viagem à China ser completa!

1. Brasileiros precisam de visto

A depender da cidade visitada em sua viagem à China é necessário fazer a solicitação de visto no consulado.
A depender da cidade visitada em sua viagem à China é necessário fazer a solicitação de visto no consulado.

As únicas exceções são as cidades de Hong Kong e Macau, que estão em território chinês e não exigem vistos para brasileiros. Também é dispensado o visto para pessoas que somente fazem uma conexão na China.

Para conseguir o visto, você precisa entregar os documentos solicitados pela embaixada e, alguns dias depois, buscar seu passaporte.

O visto é válido para entrar no país em até 3 meses após a emissão do visto para uma entrada e seis meses para os visto de duas entradas.

Por isso, é preciso prestar atenção nas datas para que o visto não expire e você não tenha problemas com a viagem. Também é aconselhável conferir toda a documentação e assim viajar com tudo regularizado e em segurança.

2. O choque cultural é grande!

O contraste entre o moderno e o milenar é uma das coisas que mais chama atenção na China. A diferença entre as culturas Oriental e Ocidental é grande e é muito comum brasileiros se encontrarem em situações embaraçosas. 

É muito importante estar por dentro das principais diferenças culturais e agir de acordo com o padrão do país.

Poucas pessoas na China falam inglês, então é interessante contar com um guia do vocabulário comum. Facilitará na hora de comprar algo, fazer pedidos em restaurantes e outras necessidades básicas do dia a dia.

Você vai se deparar com monumentos que estão erguidos há séculos e que possuem arquitetura tradicional dividindo espaço com arranha-céus e cerimônias de chá à moda antiga acontecendo ao lado de redes de fast food.

3. Se prepare para grandes multidões

Por a China ser o país mais populoso do mundo, esteja preparado para aglomerações.
A China é o país mais populoso do mundo, por isso esteja preparado para aglomerações.

Por conta do grande número de pessoas, você vai encontrar lugares lotados, filas e alvoroços constantemente.

Isso se explica pois, além dos moradores, a China recebe uma infinidade de turistas de todo o mundo.

Assim, os principais pontos turísticos estarão sempre lotados e até mesmo as pequenas cidades do interior podem possuir uma população maior do que as de certos países.

4. Mania de grandeza

A arquitetura chinesa costuma ser enorme e, por vezes, exagerada. Você vai notar isso ainda no avião, ao se deparar com os prédios enormes que cercam os aeroportos — que estão entre os maiores do mundo.

Cidades modernas e desenvolvidas, com muita tecnologia expressa até na arquitetura. Monumentos históricos dividem espaço com edifícios gigantescos e não à toa, a China possui diversas construções nas listas de maiores do mundo.

5. Poluição

Por conta do desenvolvimento acelerado, a poluição na China é intensa.
Por conta do desenvolvimento acelerado, a poluição na China é intensa.

Pelo crescimento acelerado e a intensa produção de materiais, a poluição na China é um dos maiores problemas do país.

Assim, não é raro que grandes cidades como Hong Kong pareçam estar mergulhadas constantemente em uma neblina acinzentada – reflexos da poluição causada por gases poluentes.

Por isso, se você sofre de problemas respiratórios, é melhor viajar com os medicamentos que costuma usar.

6. Segurança

Este é um ponto extremamente positivo para quem está pensando em uma viagem à China.O país é considerado muito seguro e você não precisa se preocupar em ser assaltado.

Há câmeras de segurança em todos os lugares e o policiamento nas ruas também é frequente. As máquinas detectoras de metais, semelhante a dos aeroportos, também podem ser encontradas em locais como estações de metrô e museus.

7. Cuidado com os taxistas

Tenha bastante atenção na hora de pegar um táxi na China.
Tenha bastante atenção na hora de pegar um táxi na China.

É isso mesmo. É comum que os taxistas e os tuk-tuks (pequenas motocicletas que funciona como mototaxis em formato de cápsula), ao perceberem que o cliente é turista, tentem negociar o valor da corrida ao invés de ligar o taxímetro.

Nesta combinação de preços, quem sai perdendo sempre é o passageiro, que acaba pagando até três vezes à mais do valor da corrida. Fique atento também ao troco! É comum que taxistas tentem repassar notas falsas para clientes desatentos.

8. O metrô é o meio de transporte mais recomendado

Para fugir das armadilhas de taxistas, o melhor transporte para se locomover na China é o metrô.

Fácil de se usar e totalmente bilíngue (inglês e chinês), outro ponto vantajoso do metrô chinês é que o preço é bem mais em conta e você foge do trânsito caótico das cidades superpopulosas. Ah! O trânsito na China é uma loucura e os motoristas costumam não respeitar as leis básicas, como parar na faixa de pedestre.

Por isso, como pedestre, tenha muito cuidado ao atravessas à rua e também ao andar na calçada, já que alguns motociclistas as invadem sem cerimônias. Fique atento também à sinalização de trânsito.

9. O modo de se expressar dos chineses

Chineses possuem costumes excêntricos.
Chineses possuem costumes excêntricos.

Um dos pontos que o turista deve se preparar para se adaptar é a educação dos chineses.  Os padrões são bem diferentes dos brasileiros, portanto, tente se acostumar para não passar por situações constrangedoras.

Chineses possuem costumes excêntricos. Em geral, o povo chinês pode ser barulhento, falar alto e, muitas vezes, você vai confundir uma conversa com uma briga.

Arrotar em público também é algo muito normal, já que é considerado sinal de gratidão entre os chineses – não se assuste, pois isso é totalmente cultural.

Os chineses também fumam dentro de lugares fechados, como restaurantes e banheiros públicos. Mais uma vez, faz parte da cultura local.

10. Sites bloqueados

Se você é uma pessoa que não abre mão da internet, uma das coisas que vai perceber é que muitos sites são bloqueados na China, como o Facebook e todos os que fazem parte do Google.

Assim, se seu e-mail for um @gmail é muito provável que você não consiga acessá-lo se não for por aplicativos em seu smartphone. Por isso, instale tudo que for precisar em seu smartphone e notebook antes da viagem.

Existem aplicativos que mascaram sua conexão e possibilitam o acesso via VPN, liberando os sites proibidos, mas muitos destes softwares são considerados ilegais — tome cuidado com sua utilização.

Apesar de pertencerem ao território chinês, nas cidades de Hong Kong e Macau, que são autônomas, o acesso é normal, pois a gestão dessas regiões administrativas é diferente e você não terá problemas para acessar os sites.

11. Durabilidade do visto

A validade do visto de turismo é de 5 anos e permite várias entradas no país com permanência de até 90 dias. O passaporte deve ter validade mínima de um ano e ainda é permitido prorrogar a estadia por mais 90 dias, totalizando 180 dias a cada 1 ano.

É bom ficar atento à validade do passaporte antes de solicitar o visto, para evitar que expire e cause transtornos no planejamento da viagem. Mantenha a validade distante, pois, caso seja necessário estender a viagem não haver problemas.

12. Vacinas

Para entrar na China é exigido o certificado internacional de vacinação, em que conste a vacina da febre amarela. O documento é necessário até para conexão no país, logo é indispensável para a viagem.

O cartão internacional de vacinação é o documento que prova que o turista está devidamente vacinado contra várias doenças. O objetivo é prevenir que doenças contagiosas entrem no país.

13. Leve papel higiênico ou lenços

Os banheiros públicos na China raramente têm papel higiênico. Essa é uma diferença cultural significativa para os brasileiros e para amenizar o problema, tenha sempre consigo papel higiênico ou lenços.

O uso de guardanapos descartáveis na China também é diferente. Dificilmente os estabelecimentos vão oferecer e quando tem disponível é cobrada uma pequena taxa para fornecer ao cliente.

A Culinária chinesa pode causar certa estranheza nos brasileiros menos acostumados a temperos fortes.

14. Culinária

Uma das principais preocupações das pessoas que visitam a China é a culinária, principalmente brasileiros, que estão acostumados aos diversos sabores e grande variedade de ingredientes e comidas típicas.

Uma grande dificuldade de comer na China é a comunicação. Os menus dos restaurantes são apenas em chinês e é difícil saber todos os componentes dos pratos mesmo que eles tenham fotos dos pratos no cardápio.

É sempre indicado provar comidas típicas, mas se tiver dificuldades em se adaptar à gastronomia chinesa sempre tem restaurantes com comidas ocidentais, além dos famosos fast foods.

A embaixada da China no Brasil fica em Brasília.
A embaixada da China no Brasil fica em Brasília. Existem consulados em São Paulo, Rio e no Recife.

15. Consulados chineses no Brasil

Há consulados chineses em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Cada consulado atende determinados estados e para enviar a documentação você deve procurar o consulado correto que atende a sua região. A embaixada chinesa tem sede em Brasília.

Uma vantagem é que a documentação para solicitação de vistos não precisa ser presencial. Pode ser enviado via correio, por meio de uma agência, por um despachante ou se conhecer uma pessoa que resida perto de uma unidade, também pode levar.

Lembre-se que em casos de urgência, onde a emissão do visto seja para o dia seguinte, por exemplo, é necessário pagar uma taxa de R$ 130,00 fora o valor pago pela emissão do visto — essa taxa é aplicada apenas para passaportes brasileiros.

Viajar para um destino com uma cultura forte e tradições milenares é um desafio prazeroso. Além de conhecer novos costumes, metrópoles modernas e paisagens naturais paradisíacas, a viagem proporciona um aprendizado importante para qualquer pessoa.

A questão financeira também é crucial para o sucesso da viagem. Estar bem informado sobre o câmbio, como fazer transferências internacionais e as melhores formas de levar dinheiro para o exterior se necessário é a garantia que você terá todo apoio em caso de algum contratempo.

Para que tudo saia como o planejado é fundamental entrar na atmosfera do país e estar por dentro dos costumes e hábitos, evitando situações constrangedoras. Com essas dicas, você vai poder se preparar melhor para sua viagem à China!

Gostou do post? Que tal continuar seu planejamento e contar com mais informações sobre viagem. Acreditamos que você vai gostar desse artigo com Tudo o que você precisa antes de viajar para o exterior.

Saiba mais: Por que passagens aéreas são mais baratas de madrugada?