O que é a certificação fairtrade e como ela é obtida

Por meio da certificação fairtrade, sua empresa mostra que se preocupa em manter uma cadeia produtiva mais consciente, justa e responsável. Com isso, ela obtém acesso a mercados que estão comprometidos com esses valores. No artigo a seguir, saiba mais sobre a rede fairtrade e sobre o selo que leva seu nome.

Entenda o que é a certificação fairtrade e como obter ela

Muitas empresas ao redor do mundo se mostram cada vez mais preocupadas com a procedência da matéria prima ou da origem dos produtos que comercializam. Uma boa maneira de ter certeza que está adquirindo produtos que respeitam o meio ambiente e remunerando de maneira justa o produtor é integrando a rede fairtrade.

Através desse movimento global presente em mais de 115 países, as empresas podem  obter a certificação fairtrade, um selo que atesta internacionalmente que elas pertencem a uma cadeia produtiva consciente. Quer saber mais sobre a rede fairtrade e sobre esse selo? Acompanhe a leitura.

O que é fairtrade 

O termo fairtrade significa Comércio justo. Trata-se de um movimento global que visa conectar pequenos agricultores a empresas e consumidores através de uma rede internacional que é regida sob uma série de princípios.

A certificação é administrada pela organização Fairtrade International que administra a rede global. O selo, ou certificação, atesta que aquele produto que está sendo comercializado foi produzido seguindo os princípios de comércio justo. Produtores e comerciantes de mais de 115 países participam da rede.

Mas, afinal, o que engloba o comércio justo? Participar da rede fairtrade significa cumprir com uma série de responsabilidades sociais, econômicas e  ambientais que tornarão a cadeia produtiva mais justa, menos exploratória e mais harmônica com a natureza. Cada membro da cadeia produtiva tem suas normas a serem seguidas. A cadeia está dividida em dois grandes elos: 

  1. agricultores, trabalhadores e outros produtores primários;
  2. empresas, fabricantes e compradores.
A rede fairtrade, ou comércio justo, visa acima de tudo ajudar produtores e empresas a cumprir com uma série de responsabilidades sociais, econômicas e ambientais.
A rede fairtrade, ou comércio justo, visa acima de tudo ajudar produtores e empresas a cumprir com uma série de responsabilidades sociais, econômicas e  ambientais.

Agricultores, trabalhadores e outros produtores primários

O elo envolvendo agricultores, trabalhadores e outros produtores primários trata do topo da cadeia produtiva. As normas nesse caso estão divididas em quatro grupos, cada um visando traçar diretrizes para tipos específicos de produtores:

  1. Normas para pequenos produtores: descreve as normas especificando cada um dos tipos de produtos primários e secundários;
  2. Normas para organizações trabalhistas contratadas: especifica as normas aplicadas a organizações que empregam mão de obra contratada para fornecer produtos certificados pelo Fair Trade;
  3. Normas para produção por contrato: normas para pequenos produtores que ainda não estão totalmente organizados. Trata-se de uma situação temporária;
  4. Padrão ouro para minas artesanais: normas voltadas a organizações de mineração artesanal e de pequena escala em países específicos.

Empresas, fabricantes e compradores

Se os agricultores representam uma ponta da cadeia produtiva, as empresas, os fabricantes e os compradores representam outra. Empresas que comercializam produtos com o selo Fairtrade são reconhecidas e prestigiadas internacionalmente, mas também precisam seguir algumas normas. São elas:

  1. Trader Standard: normas para empresas que comercializam produtos com selo Fairtade
  2. Padrão climático: normas para empresas que pretendem obter créditos de carbono Faitrade;
  3. Padrão têxtil: normas para toda a cadeia de valor da indústria têxtil.

O que é a certificação Fairtrade?

Todos os produtores e empresas que seguem as normas fairtrade estabelecidas para seu ramo de atuação e fazem parte da rede global recebem um selo, ou certificado, atestando que aquele produto foi produzido e está sendo comercializado seguindo rigorosas normas internacionais.

A certificação é fornecida pela empresa alemã FLOCERT, parceira global da Fairtrade International. A auditoria, bem como o acompanhamento do processo, são realizadas pela Fairtrade International, que possui representantes em 24 organizações em todos os cantos do mundo. 

Uma vez dentro da rede, grupos de produtores podem participar de redes locais de produtores, que representam produtores da América Latina, Caribe, África e Ásia. Também estão assegurados em uma série de iniciativas do comércio  justo, como a precificação mínima e algumas bonificações.

Por se tratar de um movimento global, a Fairtrade possui em sua rede multinacionais, além de empresas importadoras e exportadoras. Comercializar produtos com o selo agrega valor à marca, além de contribuir para uma cadeia produtiva mais sustentável.

Para obter o selo fairtrade, empresas precisam segui diversas normas que regem o movimento fairtrade globalmente.
Para obter o selo fairtrade, empresas precisam segui diversas normas que regem o movimento fairtrade globalmente.

Como empresas podem obter o selo Fairtrade

Para comercializar produtos com o selo Fairtrade é necessário seguir as normas estabelecidas para empresas citadas acima. Ao integrar a rede, sua empresa passa a ter o direito de exibir o selo de parceira do movimento global. A solicitação pode ser feita no próprio site da Fairtrade International. Antes de entrar com o pedido, leia as normas com atenção e veja como sua organização pode se adaptar para atender aos requisitos para fazer parte da rede Fairtrade.

No que diz respeito à empresas, de modo geral é preciso que elas entendam os seguintes pontos para obter a certificação Fairtrade:

  • Transparência: os termos e condições das transações de Trade Fair são detalhados em contratos assinados tanto pelos produtores quanto pelos compradores;
  • Preço justo: dentro da rede fairtrade, os produtores recebem pelo menos um preço mínimo preestabelecido. Esse valor visa cobrir os custos médios da produção sustentável ou o preço de mercado, o que for maior;
  • Fairtrade Premium: além do preço mínimo, os produtores recebem uma bonificação chamada Fairtrade Premium, que podem usar para investir em seu próprio desenvolvimento;
  • Informações sobre mercado para planejamento: os produtores recebem informações sobre as perspectivas do mercado, o que permite que planejem melhor suas atividades;
  • Pré-financiamentos: os produtores têm acesso a pré-financiamento, para ajudá-los a financiar suas operações;
  • Negociando com integridade: os operadores das cadeias de suprimentos do fairtrade se comprometem a não se envolver em práticas comerciais desleais;
  • Trabalho e meio ambiente: os comerciantes das cadeias de suprimentos devem cumprir todas as leis trabalhistas e ambientais.

Grandes empresas como a marca de roupas Osklen e a alimentícia Ben&Jerry’s apoiam o comércio justo e participam da rede fairtrade.

Como a Remessa Online pode ajudar sua empresa

Se sua empresa realizar comércio exterior, conte com a Remessa Online para realizar transações internacionais de maneira segura e rápida. 

A Remessa Online é uma plataforma brasileira credenciada pelo Banco Central e que possibilita que empresas e pessoas físicas possam abrir uma conta e realizar transferências internacionais de um jeito simples e econômico. A plataforma tem o menor custo de serviço do mercado e o envio pode ser realizado em até 1 dia útil!

Entenda como sua empresa pode se cadastrar na Remessa Online e aproveite as vantagens de economizar em transações internacionais usando a plataforma.

Resumindo:

O que é fairtrade?

O termo fairtrade significa Comércio justo. Trata-se de um movimento global que visa conectar pequenos agricultores a empresas e consumidores através de uma rede internacional que é regida sob uma série de princípios.

O que é a certificação fairtrade?

Os produtores e empresas que seguem as normas fairtrade estabelecidas para seu ramo de atuação e fazem parte da rede global recebem um selo, ou certificado, atestando que aquele produto foi produzido e está sendo comercializado seguindo rigorosas normas internacionais.

Como fazer parte do fairtrade?

É preciso entrar no site do Fairtrade International, encontrar um afiliado da rede global mais perto de você e entrar em contato. Além disso, é fundamental ler e aplicar as normas cabíveis a cada membro da cadeia produtiva.