O que é freelancer e como ser um?

Apesar da popularidade do freelancer ter aumentado, ainda é comum encontrar pessoas que não saibam o que é um freelancer ou como se tornar um. Entenda mais sobre esse estilo de trabalho e saiba como encontrar oportunidades.

Muitas vezes, a decisão de começar uma vida buscando “freelas” e “jobs” vem em horas de aperto financeiro ou insatisfação com o trabalho e gera ansiedade.

Por isso, é muito importante entender quais as qualidades que um bom profissional freelancer deve ter, conhecer seu próprio perfil e entender os riscos que a vida de freelancer pode trazer.

Confira nossas dicas para começar sua carreira e entenda de uma vez o que é um freelancer!

O que é um freelancer?

Para ser freelancer é necessário disciplina e organização.
Para ser freelancer é necessário disciplina e organização.

“Freelancer” é o profissional independente que atua principalmente nas áreas da comunicação e tecnologia sem vínculo empregatício, isto é, sem a carteira assinada por uma empresa.

Desta forma, o profissional fica livre para oferecer seus serviços e trabalhar para diversos clientes.

Como começar a ser freelancer?

Antes de largar tudo e se tornar um freelancer, é importante refletir sobre algumas questões:

  1. Em qual área atuar
  2. Quanto tempo posso me dedicar aos freelas?
  3. Como vou encontrar clientes?
  4. Quanto devo cobrar por cada trabalho?

Estas perguntas já te darão um bom norte para o começo de sua carreira. Antes de nos aprofundarmos em cada uma delas, precisamos falar da parte burocrática da vida de um freelancer.

Como me formalizar?

Página inicial do Portal do Empreendedor do Governo Federal, onde é possível se cadastrar como MEI e conseguir um CNPJ para atuar como freelancer.
Página inicial do Portal do Empreendedor do Governo Federal, onde é possível se cadastrar como MEI e conseguir um CNPJ para atuar como freelancer.

Na hora de oferecer seus trabalhos para uma empresa, regulamentação é importante.

Por isso, para ser um bom freelancer, é importante que você tenha um CNPJ e consiga oficializar seus serviços. Para isso, sugerimos o cadastro MEI.

O processo de abertura de seu CNPJ é relativamente simples, já que pode ser solicitado online ou através da Receita Federal.

Uma das vantagens do MEI é que o pagamento dos impostos é facilitado e as cargas tributárias são baixas, justamente para incentivar o empreendedorismo.

Além disso, como uma pessoa jurídica, você passa a conseguir emitir notas fiscais, muitas vezes exigidas por empresas.

Para saber mais sobre o MEI, acesse o Portal do Empreendedor.

Qual o perfil de um bom profissional freelancer?

Ser freelancer vai muito além de poder trabalhar em casa, de bermuda. É necessário disciplina e organização pois, mesmo que sem vínculo empregatício, todo freela é um trabalho e precisa ser encarado com seriedade.

Profissionais que não definem bem a diferença da vida pessoal e profissional podem acabar se enrolando com os prazos ou com a qualidade dos projetos, por isso, é essencial que o freelancer se atente aos detalhes, tenha paciência e se dedique à cada projeto.

A paciência e a organização são qualidades muito importantes, principalmente no início de sua carreira, já que você ainda não tem uma base de clientes recorrentes e pode ficar um bom tempo sem trabalho.

Antes de se aventurar no mundo de jobs, prazos e freelas, é importante ter uma reserva de dinheiro para se manter confortável durante a busca por seus primeiros clientes.

Leia também: Vantagens e desvantagens de se tornar um nômade digital

Quais as áreas possíveis para um freelancer atuar?

Apesar do termo estar muito ligado à profissionais de comunicação e tecnologia, os freelancers estão se espalhando para diversas áreas.

Faremos uma lista completa com diversas profissões que possuem profissionais freelancers atuando em um outro post do blog, não deixe de conferir!

Qual o melhor local de trabalho para um freelancer?

Quando pensamos em trabalhar como freela, é normal imaginar uma pessoa trabalhando em casa, no conforto do seu sofá ou na cama. Apesar de ser possível, esses lugares não são os melhores para seu rendimento.

Educar seu cérebro para separar os momentos de trabalho dos momentos de lazer é essencial e, para isso, basta selecionar um lugar exato para seu trabalho.

Uma mesa usada unicamente em horário de trabalho, por exemplo, já é o suficiente. Mais pra frente, você pode investir em um escritório em sua casa, por exemplo.

Uma das principais vantagens de trabalhar como freelancer é ter liberdade para trabalhar onde quiser.
Uma das principais vantagens de trabalhar como freelancer é ter liberdade para trabalhar onde quiser.

Muitos profissionais, principalmente no ramo da tecnologia, também trabalham alocados no cliente, isto é, no escritório da empresa contratante.

Para quem está começando, recomendamos os chamados coworkings, áreas abertas que abrigam profissionais de diversas empresas em um mesmo espaço. Neste ambiente, é bem mais fácil conhecer pessoas novas e, quem sabe, encontrar um novo cliente ou criar uma parceria.

Visite os coworkings de sua cidade e não deixe de interagir com as pessoas que utilizam o espaço!

Como encontrar os primeiros jobs?

Não é mentira quando falam que uma boa recomendação pode abrir caminhos para um emprego. O mesmo se aplica ao mercado freelancer!

No começo de sua carreira, é importante avisar seus amigos que você está neste novo negócio, então, não deixe de comentar nas redes sociais e oferecer seus serviços sempre que puder.

Como dissemos antes, lembre de conversar com outros profissionais nos coworkings! Você pode criar boas parcerias e aprender muito com pessoas mais experientes e de áreas diferentes.

O Facebook é uma grande vitrine também, basta saber onde olhar. Participe de grupos de freelancers e comunidades de vagas em sua área e poste seus projetos sempre que possível, mas cuidado com o spam!

Diminua o tempo de lazer nas redes sociais convencionais e substitua pelo LinkedIn, uma rede voltada à profissionais e que facilita o chamado networking. Adicione pessoas de empresas que você gostaria de trabalhar, participe das comunidades, siga criadores de conteúdo que te inspirem e, principalmente, converse com sua rede de contatos!

Para redatores, designers e programadores, disponibilizar seu portfólio online em sites como Dribble, Contently, Behance e GitHub ajudam muito a divulgar seu trabalho. Além de hospedar seu portfólio, essas plataformas são ótimas para se conectar com profissionais de todo mundo!

Leia mais: Conheça os principais sites para encontrar trabalho como freelancer

Quais as vantagens e desvantagens de ser um freelancer?

Se trabalhar como freelancer é vantajoso ou não para você vai depender do seu perfil e do seu momento de vida.
Se trabalhar como freelancer é vantajoso ou não para você vai depender do seu perfil e do seu momento de vida.

Trabalhando por conta própria, você tem maior liberdade para aceitar projetos e muito mais autonomia em seus trabalhos.

Além disso, controlando bem seus horários, é possível mesclar sua rotina de trabalho com atividades rotineiras, não precisando faltar um dia inteiro no serviço para ir em uma consulta médica, por exemplo.

O que leva muitos profissionais a se tornarem freelancers é a possibilidade de aumentar a renda ou ganhar mais do que em um emprego tradicional, afinal, você pode trabalhar para mais de uma empresa ou cliente ao mesmo tempo.

As desvantagens podem assustar, já que trabalhos em casa podem reduzir seu contato com pessoas diferentes e afetar suas habilidades sociais.

Caso não haja equilíbrio entre vida profissional e pessoal, é comum que freelancers troquem o dia pela noite e confundam a liberdade de um freela com falta de comprometimento. Isso causa acúmulo de trabalho ou pior, falta dele.

As desvantagens também vem em estigmas sociais, principalmente para iniciantes, já que é comum que familiares e amigos não levem sua vida como freelancer à sério e tenham certo preconceito por você trabalhar em casa.

Por ser um trabalho sem vínculo empregatício, direitos como 13° salário, plano de saúde, seguro-desemprego, vale transporte e férias remuneradas não se aplicam ao freelancer.

Quanto cobrar por um trabalho?

É difícil falar sobre quanto cobrar por um projeto, já que tudo dependa da área de atuação.

Aproveite sua rede de contatos para conversar com profissionais mais experientes e peça conselhos sobre como precificar suas horas trabalhadas.

Para redatores, a Rock Content têm uma ótima ferramenta para estipular metas financeiras e quanto trabalho é necessário dedicar. Acesse a calculadora freelancer e veja como ela funciona!

É possível trabalhar como freelancer para empresas estrangeiras?

Claro que sim!

Grande parte dos clientes de plataformas como a Workana são solicitadas por estrangeiros buscando mão de obra mais barata ou mais qualificada do que as do país em que está.

Por isso, é muito interessante saber ao menos o básico de línguas estrangeiras, principalmente inglês e espanhol, na hora de fechar um acordo com clientes globais.

Como receber de clientes do exterior?

Uma das vantagens de ser freelancer é conseguir jobs no mundo todo. As plataformas de emprego estão cheias de clientes internacionais e algumas vezes o pagamento é negociado por fora destes sites. Por isso, é muito importante encontrar uma forma de receber os valores com uma taxa justa para o cliente e você, sem grandes descontos ou burocracia exagerada.

Para receber seu pagamento por serviços prestados no exterior como freelancer de maneira segura, rápida e sem os descontos que os bancos tradicionais aplicam em remessas internacionais, a melhor opção é a Remessa Online!

A Remessa Online surgiu em 2014, e é um serviço da BeeTech. Uma das fintechs que mais cresce no Brasil, a plataforma é totalmente online e trabalha com as menores tarifas do mercado.

O processo de recebimento é totalmente online e você pode receber salário de serviços prestados no exterior, do Google AdSense, investimentos e até aporte de capital, caso você seja uma pessoa jurídica.

Venha receber seus pagamentos na Remessa Online!