Processo de Inovação: 7 erros que toda empresa deve evitar

Inovar é indispensável para sua empresa se manter competitiva no mercado. Confira a seguir quais são os principais erros que você deve evitar no processo de inovação.

Inovação

Inovar é algo indispensável para qualquer empresa sobreviver e se manter competitiva no mercado. Por isso, cada vez mais empreendedores buscam novas estratégias para criar ou melhorar o produto ou serviço da sua empresa. Mas para ter sucesso, é preciso conhecer bem os principais erros de um processo de inovação.

Descubra nesse artigo quais são os erros mais comuns cometidos pelos empreendedores e fique de olho em nossas dicas de como evitá-los. Vamos lá?

Inovação: quais erros devem ser evitados

Toda empresa, independente do porte, que quer se manter competitiva no mercado deve ficar atenta ao seu processo de inovação. Quer um exemplo? Em tempos de pandemia, em que praticamente todos os negócios tiveram que fechar as portas, destacaram-se as empresas que investiram em inovação e souberam sair na frente ao usar os serviços online.

Portanto, se você também quer se destacar, acompanhe os erros que devem ser evitados:

1. Não estar aberto a inovação

Estar disposto a mudar e aprender constantemente é uma das principais características de um negócio inovador de sucesso. Por isso, não estar aberto para a inovação pode ser fatal para o crescimento da empresa.

No entanto, inovar não é tão simples porque exige a mudança completa na sua forma de pensar e agir. Durante esse processo, você terá que testar, fazer e refazer coisas que sempre foram feitas de uma determinada forma.

Sentir receio ou ter dificuldade de renunciar a modelos tradicionais e ultrapassados de processos, pode impedir a criação de um ambiente criativo, assim como o crescimento da sua empresa.

Confira nosso artigo:
O que é inovação disruptiva no mundo dos negócios?

2. Ter medo de testar

Testar e aprender com os erros e acertos também faz parte do processo de inovação da empresa. Para tanto, é preciso estar aberto a mudanças e não ter medo de experimentar coisas novas que podem trazer benefícios para o negócio.

Todas as áreas de uma empresa devem passar pelo crivo da experimentação, isso significa testar mudanças em variáveis como:

  • Processos de produção;
  • Canais de distribuição;
  • Modelos adotados.

Também não tenha medo de errar, veja esses equívocos como oportunidades para aprender e aperfeiçoar sua empresa. Isso diminui as chances de ficar estagnado e não testar novamente.

Turismo pós-pandemia: 
como ganhar dinheiro em tempos de incerteza?

3. Tentar inovar sozinho

É comum encontrarmos empreendedores multitarefas, ou seja, que absorvem completamente a rotina da empresa e tem dificuldade de delegar tarefas. O problema é que tentar fazer tudo sozinho pode prejudicar seu próprio negócio.

Para passar pelo processo de inovação, é fundamental que o gestor não concentre todas as responsabilidades da empresa. Afinal, isso pode limitar a visão de todos os aspectos do negócio.

Diante disso, o ideal é contratar diferentes profissionais e empresas que posam ajudar a encontrar o melhor caminho para o sucesso do negócio. Assim como, confiar na experiência deles e nas suas opiniões.

Ter medo de inovar
Ter medo de inovar é outro erro cometido pelos empreendedores.

4. Confiar apenas nos manuais

Fazer a remodelação de uma empresa é um processo que exige constantes ajustes e tomada de decisões imediatas. Em alguns casos, os problemas enfrentados no dia a dia dos empreendedores não estão previstos no início do plano de negócios.

Além disso, cada empresa tem necessidades únicas que exigem um olhar diferenciado. Esse tipo de análise não pode ser feita quando você confia apenas nos manuais e não na sua capacidade de inovar.

Embora a leitura seja importante, em alguns casos é preciso estar preparado para fazer as mudanças necessárias. E, ter em mente que em determinadas situações, o manual não poderá ajudá-lo.

5. Ter um processo de inovação fechado

Inúmeras empresas trabalham com o processo de inovação fechado durante anos. Para os especialistas, não se abrir para o mercado é um verdadeiro desperdício porque a conexão com startups permite ganhar eficiência, agilidade e reduzir custos com tecnologias.

Para se ter ideia, existem mais de 12 mil startups registradas no Brasil e provavelmente uma delas pode promover soluções rápidas e com menor custo para a sua empresa. Para ter acesso a elas, você pode fazer:

  • Conexão com o ecossistema através de inciativas como speed mentoring, pitch day e founders meeting;
  • Startup Hunting, que consiste em buscar startups que podem oferecer uma solução eficaz para a sua empresa.

6. Pensar que já sabe de tudo sobre inovação

O mercado muda constantemente e novidades são lançadas todos os dias. Além disso, sempre acontecem eventos dedicados a empresas que desejam inovar e estar a frente da concorrência.

Diante disso, não cometa o erro de pensar que já sabe de tudo. É importante ser humilde e buscar aprender cada vez mais, não há nenhum problema nisso. Pelo contrário, a sua empresa só tem a ganhar.

Outra dica é ficar atento a pensamentos que limitam a capacidade de mudança do seu negócio, como:

  • Sempre fiz desse jeito;
  • Sei o que estou fazendo;
  • Os clientes não sabem de nada;
  • Meu concorrente nunca será tão bom quanto eu.
Pretende abrir uma empresa?
Confira o checklist que preparamos para você!

7. Estabelecer fronteiras entre as áreas de atuação

Colocar fronteiras entre as áreas de atuação da sua empresa pode prejudicar o processo de inovação. Afinal, nesses casos, cada profissional acaba sendo responsável apenas pelas suas áreas e limitam a atuação.

Esse cenário é bastante comum nas empresas onde os departamentos não atuam como uma unidade. Quando isso acontece, os colaboradores atuam de maneira isolada e defendem o pensamento de “não preciso cuidar disso, porque já fiz a minha parte”.

Esse tipo de comportamento é muito prejudicial para os empreendedores que desejam inovar. Assim, o ideal é investir em técnicas para mudar essa prática e incentivar a cooperação entre as áreas da empresa.

Agora que você conhece os principais erros de um processo de inovação, crie estratégias para evitá-los. Gostou das nossas dicas? Então, acompanhe o nosso blog para saber mais sobre gestão e o mundo dos negócios.