Qual o salário de um desenvolvedor?

Nesse artigo você vai saber qual o salário de um desenvolvedor, além de obter informações sobre como se formar para atuar na área, quais os campos de atuação e de maneira é possível trabalhar como freelancer para empresas estrangeiras.

Um dos profissionais mais requisitados do momento é o desenvolvedor, aquele que trabalha na criação, manutenção ou no aprimoramento de sistemas e produtos digitais. É de se esperar, portanto, que o salário de um desenvolvedor desponte como um dos mais altos do mercado.

Enquanto muitas profissões sofrem com o adensamento de profissionais em suas áreas e a consequente falta de vagas, os setores de tecnologia e desenvolvimento seguem na contramão e apresentam crescimento ano a ano.

O salário de um desenvolvedor varia de acordo com fatores como tempo de experiência e área de atuação dentro do universo do desenvolvimento. 

A expansão de negócios digitais, bem como a abertura de cada vez mais startups e fintechs faz com o desenvolvedor seja um profissional disputado pelas empresas.

Um programador pode ganhar salários altos
Desenvolvedores de aplicativos ou soluções mobile estão entre os que ganham os maiores salários.

Como se forma um desenvolvedor?

Por vezes chamado de programador, o desenvolvedor é um profissional geralmente formado em Engenharia da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou áreas correlatas.

O tempo de formação do profissional pode variar entre 3 anos (tecnólogo) e 5 anos (engenheiro). Não existe regulamentação que obrigue o programador a ser graduado na área, mas grande parte do mercado coloca o diploma como pré-requisito para a contratação.

Dentro da área, o profissional poderá seguir por diversos caminhos, atuando no desenvolvimento front-end, back-end, mobile, de jogos e por aí vai. Também há aqueles que focam exclusivamente na linguagem de programação.

Como as empresas estão incorporando cada vez mais a tecnologia em seus processos, é natural que o trabalho do desenvolvedor se torne mais específico e o profissional cada vez mais especializado.

O salário de um desenvolvedor depende de sua experiência
O salário de um desenvolvedor depende de fatores como experiência e área de especialização.

Quanto ganha um desenvolvedor?

Os profissionais de desenvolvimento e programação de produtos digitais não possuem piso salarial pré estipulado por um sindicato do setor. Sendo assim, cada empresa tem suas próprias formas de remuneração.

Durante o período em que está estudando, um desenvolvedor ganha um salário de até R$1.500,00 mensais como estagiário. Após formado, sua remuneração varia de acordo com sua experiência. Um levantamento da Revelo divulgado na revista Você S/A aponta a seguinte estimativa:

  • 0 a 1 ano de experiência: R$ 5.003 em média
  • 1 a 3 anos de experiência: R$ 5.502 em média
  • 3 anos ou mais experiência: entre R$ 6.818 e R$ 8.196.

Em outra frente de pesquisa, a Geekhunter, recrutadora especializada em desenvolvedores, fez uma pesquisa e apontou que a média de salários para programadores no Brasil em 2018 é a seguinte:

  1. Programador Go/Scala: R$ 8.000,00
  2. Programador Kotlin: R$ 8.000,00
  3. Programador C#: R$ 6.800,00
  4. Programador iOS: R$ 6.800,00
  5. Programador Java: R$ 6.400,00
  6. Programador Android: R$ 6.390,00
  7. Programador Python: R$ 6.370,00
  8. Programador Sharepoint: R$ 4.900,00
  9. Programador JavaScript: R$ 4.800,00
  10. Programador Ruby: R$4.400,00
  11. Programador Oracle: R$ 4.100,00
  12. Programador PHP: R$ 4.000,00
  13. Programador Visual Basic: R$ 2.500,00
  14. Programador Delphi: R$ 2.460,00

Como um desenvolvedor pode ganhar mais?

Apesar de o salário de um desenvolvedor estar acima da média em relação à maioria das outras profissões, o Brasil ainda não remunera seus desenvolvedores tão bem quanto países que respiram tecnologia como os Estados Unidos, por exemplo.

Se por um lado alguns profissionais arriscam mudar de país para crescer na profissão, por outro há aqueles que descobriram que podem realizar trabalhos em caráter freelancer para organizações do exterior e ganhar mais do que ganhariam sendo profissionais fixos de empresas brasileiras.

Existem diversos sites que conectam desenvolvedores e profissionais de tecnologia à vagas remotas em outros países. Alguns exemplos são os sites Angel, WeWorkRemotely, Freelancer e Workana

Para começar a trabalhar como desenvolvedor freelancer para empresas do exterior, o profissional deve ter um conhecimento avançado em Língua Inglesa, já que toda a relação entre ele e o cliente provavelmente será em inglês.

Por fim, o desenvolvedor precisará de um intermediário bancário para receber seu salário, já que a transação virá do exterior e provavelmente será paga em dólar.

Use a Remessa Online para receber dinheiro do exterior

Para ajudar desenvolvedores e outros profissionais que atuam como freelancer, a Remessa Online desponta como a melhor opção para quem precisa receber dinheiro do exterior e converter a moeda em real.

Enquanto os bancos tradicionais cobram taxas exorbitantes para fazer esse tipo de transação, a Remessa Online possui as taxas mais baixas do mercado, além de realizar o serviço com agilidade e segurança.

Faça seu cadastro de maneira rápida e simples e comece a usar a plataforma para receber o dinheiro de seus trabalhos prestados a empresas estrangeiras.

Resumindo

Como se tornar um desenvolvedor?

O profissional pode se tornar desenvolvedor se graduando em áreas como Engenharia da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Tecnologia da Informação.

Quanto ganha um desenvolvedor?

O salário de um desenvolvedor pode chegar a R$8.000,00 mensais dependendo de sua experiência e área de atuação.

Quanto ganha um desenvolvedor mobile?

Os salários de um desenvolvedor IOS giram em torno de R$6.800,00, enquanto o salário de um desenvolvedor Android é de R$ 6.390,00 em média.

Qual a melhor maneira de receber o dinheiro dos freelancers que fiz para o exterior?

Use a Remessa Online. Ela é simples, segura e tem as melhores tarifas do mercado.