Relação sino-americana se deteriora nessa madrugada

Bolsas são duramente afetadas por escalada de tensão sino-americana. Europa cai -1,6%, EUA caem -0,3%, China cai -5%;

pablo-sexta
Minuto Econômico, com Pablo SPyer

No Minuto Econômico de Hoje

  1. Tensão sino-americana se deteriora nessa madrugada;
  2. China expulsa americanos da cidade de Chengdu;
  3. Bolsa da China cai -5%
  4. PMIs na Europa vêm melhores que o esperado;
  5. Europa cai -1,6%, EUA caem -0,3%;
  6. Ouro dispara e se aproxima da máxima histórica;
  7. Brasil divulga hoje dados da inflação, o IPCA-15.

Transcrição

Bom dia, Brasil!

Cuidado alavancado.

Nessa madrugada, as tensões China – EUA deterioram demais.

E essa imagem entre eles aqui, olha que linda. É a tua foto.

Conhece o ditado olho por olho, dente por dente?

Nessa madrugada, os chineses expulsaram os americanos de uma cidade chamada Chengdu. É o lugar mais difícil de chegar, cheio de complicação lá, tem um monte de coisa difícil…

Mas é a situação.

A neblina chegou e não dá para ver um palmo à nossa frente.

Quando isso aconteceu, as bolsas da China caíram igual jaca do pé.

Olha só. Afundou. Caiu mais de 5%.

Bom…

Mas saíram notícias boas da Europa. Os PMI’s, as temperaturas das economias, melhoraram demais.

Na Alemanha veio bem acima do esperado.

Tudo acima do esperado.

Acharam que ia esfriar, esquentou.

Na França também. Melhorou tudo.

E as bolsas na Europa também afundam…

É…, a situação não é brincadeira.

A situação está séria.

Caiu -1,6% lá na Europa e lá nos Estados Unidos a bolsa cai -0,3%.

Para piorar, o Mike Pompeo, o secretário dos Estados Unidos, educadamente, xingou o presidente da China.

É! Procura ai na internet.

O ouro disparou. Foi para U$ 1,900, perto da máxima histórica.

Cuidado…

Vai sair inflação aqui, o IPCA-15.

Vamos esperar.

Eu sou Pablo!

Bons negócios!