Agenda fraca no câmbio e reformas chegando…

Chrstine Lagarde deve se posicionar sobre a política monetária europeia, com impacto no câmbio do Euro

Câmbio abre segunda-feira em queda, dólar cotado a R$3,9894  e o Euro a R$4,4546.

O Dólar abriu o primeiro dia deste mês cotado a R$ 4,0179 e, reforçando a tendência da semana, fechou o dia R$ cotado a R$ 3,9903. O Euro abriu a última sexta-feira cotado a R$ 4,4809 e fechou o dia com desvalorização, cotado a R$ 4,4560. Na abertura de hoje, o câmbio das moedas continuaram na trajetória de queda, dólar abriu cotado a R$3,9894  e o Euro a R$4,4546.

Agenda de hoje

A agenda de indicadores está bastante esvaziada, tanto em âmbito doméstico como no setor externo. Aqui no Brasil, as atenções do mercado de câmbio estarão voltadas para as operações políticas. Qualquer declaração acerca das propostas de reformas que serão entregues amanhã ao Senado Federal pode fazer a diferença.

No exterior, serão conhecidos dados antecedentes acerca das produções industriais da Alemanha e da Zona do Euro como um todo. Christine Lagarde, nova presidente do Banco Central Europeu deve falar à imprensa. Ela já se posicionou publicamente a favor da política monetária em curso, o que diminui as expectativas em torno das declarações.

Perspectivas para o câmbio do dia

Real x Dólar

Reforma administrativa, tributária e PEC emergencial, são pontos prometidos pelo governo a partir de amanhã, mas a expectativa em torno das apresentações devem reforçar o movimento de queda do valor do Dólar aqui no Brasil. Como não teremos indicadores econômicos relevantes o movimento do câmbio estará condicionado a agenda política.

Real x Euro:

Na Zona do Euro os indicadores aguardados têm importância relativa, tratam-se de indicadores antecedentes da indústria do bloco e da maior economia da Europa, a Alemanha. Os dados devem indicar que a dificuldade do setor secundário Europeu permanece relevante e isso pode trazer alguma desvalorização do Euro no mercado internacional.

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor e coordenador universitário nos cursos de Ciências Econômicas. Mestre em Economia Política pela PUC-SP, possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, com passagens pelo setor público.