Semana promete ser de expectativas na bolsa

semana de expectativas na bolsa brasileira

Leilão de óleo e gás da Petrobrás, possível Reforma Administrativa e Copom podem impactar a bolsa brasileira esta semana. Na bolsa dos Estados Unidos, expectativa é pela oferta pública inicial de ações (IPO) da Saudi Aramco, empresa petrolífera mais rentável do mundo.

Bom dia e boa semana Brasil!

Semana que tem uma hora a mais na bolsa porque temos horário de verão nos Estados Unidos.

Essa semana o petróleo é a bola da vez. Tem o IPO da [Saudi] Aramco, o maior da história da humanidade. Eles querem dois trilhões, acho que vai sair a US$ 1,5 trilhão.

Tem o leilão de óleo e gás da Petrobrás, vai render 34 bilhões. É o leilão do Brasil, mas vai render 34 bilhões para a Petrobras. Tudo isso, todos esses leilões podem trazer quem de volta? O touro de ouro! Que trouxe máxima histórica sexta-feira, levantou as ações que pagam dividendos, viva!

E tudo isso pode gerar o quê?

Veja só, esse aqui é o gráfico da soma das bolsas do mundo. Todas as bolsas do mundo somadas estão dando 81 trilhões de dólares hoje. Subiu mais de 1 trilhão esse mês. E no ano, em janeiro estava 69 trilhões de dólares, ou seja, foi um belo de um avanço.

Lá fora as bolsas estão sob controle, está tudo operando bem. Olha, Estados Unidos está 0,4% acima, a China também operou bem. Tudo isso com o arrefecimento de novo do trade war.

O dólar também está sob controle.

E aqui um outro empurrão pra bolsa que pode ser a Reforma Administrativa que está chegando ao congresso, como esperado, amanhã com o dr. Paulo Guedes e o presidente.

Outro empurrão pra bolsa pode vir com a ata do Copom, mas a ata do Copom é mais para quem opera renda fixa. Eles podem querer explicar, eles vão explicar sobre a inflação inercial e sobre o efeito defasagem que tem nos cortes de juros que eles estão fazendo lá no Copom.

Bons negócios meus amigos!

Pablo Spyer é diretor da Mirae Asset CCTVM e conselheiro da Ancord.

Leia também: Agenda fraca no câmbio e reformas chegando