Como calcular e controlar o fluxo de caixa da sua empresa

por Remessa Online
3 minutos de leitura
Entenda como calcular e controlar o fluxo de caixa da sua empresa

O sonho de todo empresário e administrador de empresas é ter um fluxo de caixa positivo. Entretanto, fazer os cálculos do dinheiro que entra e que sai da empresa não é tão simples quanto parece.

Para te ajudar nessa tarefa e tornar o controle das finanças ainda mais fácil, preparamos este artigo. Nele, você vai conhecer o que é o fluxo de caixa, como calculá-lo e ainda dicas para fazer um controle mais eficiente. Vamos lá?

O que é o fluxo de caixa?

O fluxo de caixa nada mais é do que a soma de todo o dinheiro que entra e que sai da empresa. É através dele que o empresário consegue visualizar como está gastando o seu dinheiro e quanto de lucro ele tem tido.

Falando assim já fica fácil de entender a importância de se manter um bom controle de fluxo de caixa. Isso porque, somente conhecendo quais são as despesas e quais as receitas é que é possível melhorar o gerenciamento financeiro de qualquer negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte.

De forma simples, o fluxo de caixa de uma empresa é semelhante a um orçamento doméstico. Se a pessoa não sabe quanto recebe todos os meses, e nem quais os gastos que ela tem, as chances de fechar no vermelho ou de faltar dinheiro para pagar alguma conta são grandes. 

Leia também: Conheça as fintechs de crédito para microempresas.

Como calcular e controlar o fluxo de caixa da sua empresa 1459167689 - Como calcular e controlar o fluxo de caixa da sua empresa
O segredo para um fluxo de caixa eficiente é anotar todas as despesas e receitas, sem deixar passar nada. Para isso, é necessário muita organização.

Como calcular o fluxo de caixa

O primeiro passo para calcular o fluxo de caixa é ter absolutamente todas as receitas e despesas anotadas. Mesmo aquelas pequenas, que parecem ser sem importância.

Em seguida, será preciso somar todas as receitas, que geralmente são provenientes das operações que a empresa realiza (vendas de produtos e serviços) e dos investimentos que a empresa recebe.

O próximo passo será somar todos os gastos que a empresa teve no mesmo período. Esses valores são provenientes dos gastos operacionais (aluguel, compra de matéria-prima, salários de funcionários, por exemplo), pagamentos de impostos, dividendos, compra de equipamentos, dentre outros.

Para o cálculo, é fundamental que seja utilizado o mesmo período para a soma das receitas e dos gastos. Em seguida, basta subtrair do valor obtido de receita o valor obtido das despesas:

cálculo operacional = receitas – despesas

Como controlar o fluxo de caixa

Empresas que mantém um bom controle de fluxo de caixa podem realizar investimentos tranquilamente e ainda conseguir se planejar para o futuro, como buscar linhas de créditos para a sua empresa. Veja a seguir algumas dicas para manter o controle do seu fluxo de caixa:

Saldo inicial

A primeira coisa que deve ser feita é saber exatamente quanto a empresa tem disponível em caixa. Para isso, basta somar o saldo de todas as contas bancárias que a empresa possui.

Anote as entradas e saídas de dinheiro

Em seguida, será necessário anotar todas as receitas e os gastos que a empresa teve. Esse controle pode ser feito em uma planilha diária, semanal ou até mesmo mensal. O mais importante é não esquecer de anotar os gastos. 

Vale lembrar que pagamentos parcelados devem aparecer neste controle. Assim fica ainda mais fácil ter uma boa projeção de fluxo de caixa.

Calcule o saldo operacional 

Uma vez que as receitas e despesas são conhecidas, será possível fazer o cálculo do saldo operacional da sua empresa.

Calcule o saldo do período

E por fim, faça o cálculo do saldo final do período. Isso significa subtrair o valor do saldo operacional do saldo inicial.

Receba pagamentos do exterior com a Remessa Online

Manter um bom controle de fluxo de caixa permite que gastos desnecessários sejam reduzidos, e um deles pode ser nas despesas com o envio e o recebimento de dinheiro para o exterior

Uma maneira de conseguir fazer suas transferências internacionais de forma mais econômica, mas ainda segura e fácil, é através da plataforma digital brasileira Remessa Online. Ela é credenciada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e todas as transações são criptografadas, garantindo a segurança dos dados da sua empresa.

Além disso, a Remessa Online possui taxas menores do que as cobradas pelos bancos tradicionais e ainda a taxa de câmbio para converter as moedas tem como base o câmbio comercial e sem a adição de nenhuma outra taxa.

Para aproveitar todas essas vantagens basta  criar a sua conta gratuitamente no site da Remessa Online. 

Continue acompanhando o blog da Remessa Online para mais dicas de como gerenciar melhor da sua empresa.

Assuntos relacionados