Em dia de vencimento de opções, coronavirus assusta mercados, conta Pablo Spyer

por Pablo Spyer
3 minutos de leitura
coronavirus segunda onda
Minuto Econômico, com Pablo Spyer

No Minuto Econômico de hoje

  1. Segunda onda de coronavirus assusta os mercados;
  2. Pequim tem novo surto de coronavirus;
  3. China divulga dados ruins de varejo e produção industrial;
  4. EUA caem -1,7%, Europa cai -0,9%;
  5. EWZ, quepresenta bolsa brasileira nos EUA, cai -1,8%;
  6. Secretário do Tesouro Nacional do Brasil anuncia saída do cargo;
  7. Quarta-feira tem reunião do COPOM;
  8. BC americano tenta viabilizar mais um pacote de US$ 3 trilhões;

Transcrição

Bom dia, Brasil!

O pessimismo da semana passada se alastra. Se generalizou e pegou todas as bolsas do mudo.

Está tudo caindo!

D918B389 6F77 4C7F B3F8 F5CEF6FB0E55 - Em dia de vencimento de opções, coronavirus assusta mercados, conta Pablo Spyer
Bolsas enfrentam queda generalizada hoje

A preocupação é que a economia se recupere em ‘U’ e não mais em ‘V’ e a bolsa, de ‘V’, vá para um ‘W’.

Bem hoje, que é dia de vencimento de opções.

As ações caem, à medida que a segunda-onda de coronavirus assusta os mercados e frustra qualquer recuperação rápida em ‘V’.

Lá nos EUA mais de 20 estados que reabriram suas economias tiveram aumento de casos de coronavirus.

Em Pequim, teve um supermercado que teve um novo foco de coronavirus. Fecharam o mercado e fecharam um monte de bairro.

Tokio também anunciou que teve aumento de casos por lá. 

Também pesa no mundo os dados de varejo e a produção indústrial na China, que vieram ruins.

Lá nos EUA a bolsa está caindo -1,7%. 

A Europa está caindo -0,9%, mas estava caindo bem mais forte.

O EWZ, que é um fundo que representa a bolsa brasileira nos Estados Unidos, cai -1,84% agora.

B29A9802 FD02 4EF5 B777 4E6862767500 - Em dia de vencimento de opções, coronavirus assusta mercados, conta Pablo Spyer
Fundo EWZ em queda de -1,8%

Estava caindo um pouco mais forte de manhã. Chegou a cair quase -4%.

Uma notícia local: o secretário do tesouro Mansueto Almeida, anunciou que vai sair e que vai para iniciativa privada em julho ou agosto.

Disse para não nos preocuparmos porque o fiador do ajuste fiscal é o ministro Paulo Guedes.

A agenda está cheia.

Quarta-feira tem COPOM.

Terça e quarta tem fala do presidente do Banco Central americano, Jerome Powell, vai falar ao senado americano para tentar levantar mais US$ 3 trilhões para injetar nos mercados.

Eu sou Pablo! 

Bons negócios!

Força touro!

Assuntos relacionados