Dólar um pouco mais barato se a política deixar

dolár hoje: mercado aguarda dados de produção industrial

Dólar abre em queda nesta sexta-feira, na expectativa de dados de produção industrial. Pode haver riscos de contaminação do cenário político.

O Dólar americano abriu a quinta-feira cotado na casa dos R$ 3,99 e fechou o dia com leve variação positiva, cotado a R$ 4,0173. Hoje o dólar abriu a R$ 3,9871, em tendência de queda. O Euro abriu o pregão de ontem cotado R$ 4,4480 e também apresentou valorização em relação ao Real e fechou o dia cotado a R$ 4,4819.

Agenda de hoje

A agenda doméstica está recheada de dados ligados à indústria nacional. Segundo o IBGE a indústria brasileira produziu 0,3% mais no mês de setembro que no mês de agosto deste ano. Além da produção física divulgada pelo IBGE, o mercado está no aguardo dos dados da Confederação da Indústria (CNI) e outras instituições que agregam números da indústria. A Fenabrave divulgará o número de emplacamento de veículos e a Markit o PMI industrial na Europa referente ao mês de outubro.

Está nos radares dos investidores os dados do mercado de trabalho dos Estados Unidos e indicadores antecedentes do Reino Unido.

Perspectivas para o dia

Real x Dólar

Com alguns números ‘relativamente’ mais animadores vindos da economia brasileira e a aparente coesão entre os poderes Executivo e Legislativo na condução de mais reformas importantes na economia nacional, a tendência é de valorização do Real para os próximos dias.

Infelizmente existe um fator de risco que trabalhará na desvalorização da moeda brasileira. Esse fator de risco envolve o desgaste do presidente da República e seus filhos parlamentares. A incerteza política pode ser o principal contributo para uma nova rodada de desvalorização cambial nas próximas semanas. Os sinais são ambíguos e a movimentação do câmbio também, a expectativa é de valorização do Real nesta sexta-feira.

Real x Euro

Na Europa, a antecipação das eleições no Reino Unido e os dados anêmicos das principais economias do bloco da Zona do Euro têm agido pela desvalorização do Euro, no entanto, o imbróglio envolvendo o Brexit tem aumentado a demanda por Euro em detrimento da Libra Esterlina, ocasionando a valorização do Euro frente ao Real, movimento que pode ser parcialmente revertido nesta sexta-feira.

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor e coordenador universitário nos cursos de Ciências Econômicas. Mestre em Economia Política pela PUC-SP, possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, com passagens pelo setor público.