Empreendedorismo feminino: mercado e perspectivas

por Remessa Online
3 minutos de leitura
Mulher de negócios representando o empreendedorismo feminino

Empreender não é uma tarefa fácil, mas traz oportunidades interessantes. Contudo, a presença das mulheres no mercado não é tão frequente quando comparada com a dos homens. Diante disso, surgem dúvidas sobre as perspectivas ou como conseguir se destacar sendo mulher.

Aqui, o conceito de empreendedorismo feminino se torna fundamental, pois ajuda a compreender as perspectivas do mercado, desafios e quais estratégias utilizar para ter sucesso. Por isso mesmo, preparamos este conteúdo sobre o assunto. Confira!

O que é empreendedorismo feminino?

O empreendedorismo feminino aborda as iniciativas empreendedoras das mulheres e a liderança feminina nos negócios. Em um ambiente que é majoritariamente masculino, o tema traz discussões relevantes sobre a maneira como o mercado funciona e como as soluções são desenvolvidas. 

Ele enfrenta o modelo tradicional, conduzido e pensado por homens considerando seus conceitos, gostos, regras e objetivos. Assim, ele também pensa no público feminino, nas colaboradoras, na rotina das líderes etc. Ou seja, o conceito é bastante amplo e não se limita a apenas empreender e desenvolver um negócio de sucesso. 

Quais os desafios do empreendedorismo feminino?

O principal desafio enfrentado é a busca por um espaço no mercado. Ainda há uma predominância masculina e, em alguns casos, o papel feminino traz questionamentos sobre a sua capacidade de dedicação. Notícias sobre limitações de oportunidades para quem tem filhos ou apenas pela possibilidade de engravidar são recorrentes.

Além disso, as mulheres ainda acumulam outras funções: as responsabilidades da casa e a criação dos filhos, muitas vezes, ainda recai mais sobre elas. Ainda, é preciso enfrentar preconceitos e intimidações, com questionamentos sobre a sua capacidade e outros problemas ainda mais graves.

Por fim, não podemos deixar de citar a remuneração: pesquisas realizadas todos os anos demonstram que as mulheres ganham menos que os homens, mesmo exercendo as mesmas funções. O IBGE, por exemplo, comprovou isso em uma pesquisa recente: a média calculada foi de 20,5% a menos na remuneração.  

A importância do empreendedorismo feminino

Ele demonstra a possibilidade de mulheres conquistarem o protagonismo nos negócios. Por muitos anos, as limitações sobre o que poderiam fazer eram grandes: estudar ou trabalhar fora de casa nem sempre foi comum. Além disso, com um mercado de lideranças masculinas, é necessário repensar conceitos.

Assim, o empreendedorismo feminino impulsiona os novos pensamentos, permitindo que as mulheres conquistem mais espaço e tenham reconhecimento profissional. Isso ajuda a ter mais satisfação pessoal e em relação à carreira. Ademais, o debate se torna fundamental para ajudar na conscientização do mercado sobre o assunto e na busca por mais igualdade. 

3 cases de sucesso para se inspirar 

As mulheres já conseguiram grandes conquistas como empreendedoras, então separamos algumas inspirações para você. Confira!

1. Camila Farani

Sócia-fundadora da G2 Capital, iniciou a trajetória trabalhando na empresa de sua mãe. O sucesso de sua carreira trouxe grandes resultados: foi premiada duas vezes como melhor investidora-anjo no Startup Awards e conquistou a vaga como um dos “tubarões” no programa Shark Tank produzido no Brasil. 

2. Luiza Helena Trajano

Quem não conhece a Magazine Luiza que, recentemente, ficou mais conhecida como Magalu? A sua fundadora, Luiza Trajano, é uma das 3 mulheres mais poderosas do Brasil e iniciou a vida profissional aos 12 anos. A rede começou com uma loja comprada por seus tios, onde ela era balconista.

Contudo, ela passou por diversos cargos na empresa e, em 2008, se tornou presidente da rede. Sem dúvidas, seu nome tem grande força quando se fala em empreendedorismo feminino. 

3. Alcione Albanesi

Ela é fundadora da FLC, que se destaca no segmento de lâmpadas no Brasil. Ainda na adolescência, ela abriu uma empresa de confecção de roupas, que foi vendida depois de alguns anos. Porém, foi na FLC que ela se destacou, investindo na ideia de lâmpadas fluorescentes fabricadas com um custo menor, após estudar a tecnologia utilizada na China para conseguir esse resultado. 

Dicas para ser uma empreendedora de sucesso

Se você quer se desenvolver como empreendedora, temos algumas dicas que podem ajudar, veja só:

  • Desenvolva mais autoconfiança, para ter mais segurança para lidar com o mercado;
  • Construa uma rede de apoio e um bom networking;
  • Atualize os seus conhecimentos e faça especializações;
  • Pense em maneiras de inovar o mercado;
  • Procure iniciativas voltadas para as mulheres, assim é possível unir forças para enfrentar os desafios. 

Como vimos, o empreendedorismo feminino tem um papel essencial no mercado e merece destaque. Ele busca ajudar na reavaliação de conceitos, mas é preciso saber como enfrentar os desafios para aproveitar as oportunidades que ele traz.

Quer ler mais sobre o tema? Então, confira algumas questões sobre as mulheres no mercado de trabalho e o seu perfil de investimento!

Resumindo

O que é empreendedorismo feminino?

Ele trata das iniciativas empreendedoras das mulheres e da liderança feminina no mercado.

Quais os desafios?

São vários: preconceito, remuneração inferior, acúmulo de funções (sobrecarga em tarefas domésticas, além da vida profissional), entre outros.

Por que ele é importante?

Ele evidencia a necessidade de adaptação do mercado e de rever conceitos para garantir mais espaço para as mulheres no mercado, com igualdade e respeito. 

Assuntos relacionados