Fala de Trump não prejudica China e preço minério-de-ferro dispara nessa madrugada

por Pablo Spyer
3 minutos de leitura
Efeitos da fala de Trump sobre Hong-kong e preço do Minério-de-ferro – Minuto Econômico, com Pablo Spyer

No Minuto Econômico de hoje

1 – coletiva de Trump sobre China não afeta bolsas asiáticas;
2 – China apresenta PMI bastante positivo;
3 – Brasil e EUA  divulgam PMI’s hoje;
4 – Preço do minério-de-ferro dispara com China;
5 – Árabes anunciam pacote de U$ 13 bilhões para setor do petróleo;
6 – Europa aguarda mais anúncios de estímulos;
7 – Os EUA caem -0,2%, a Europa sobe, na média, +0,5%.

Transcrição

Bom dia, Brasil!

O alívio que a coletiva do presidente Trump trouxe na sexta-feira se estendeu na segunda-feira pela Ásia.

As bolsas na Europa, abriram mistas. Mas na Ásia, não.

A bolsa de Hong-kong, chamada Hansen, disparou +3,36% depois que o presidente Trump não falou que ia ‘arrebentar com Hong-kong’.

publicidade:
Confira cotação do dólar, do euro e demais moedas mundiais em tempo-real nas páginas de cotação do Remessa Online – Transferências Internacionais.

Ele havia falado que ia trazer medidas poderosas e todos estavam preocupados com isso.

Ele deu a coletiva no fim do dia e não teve nada demais.

Mas não foi só isso que ajudou a bolsa da Ásia disparar não.

Também saiu o PMI da China, a temperatura da economia chinesa.

Inesperadamente eles estão aquecendo, estão expandindo, estão crescendo.

A saber: vão sair os PMI’s das economias brasileira(10h:00m), e americana(10h:45mm). 

De qualquer maneira, com essa situação da China expandindo, o minério-de-ferro disparou na madrugada. Estava subindo mais que 5%.

Outra notícia importante: os árabes. 

Dado o baixo preço do petróleo, eles anunciaram hoje de madrugada um novo pacote de estímulos de 13 bilhões de dólares.

Na Europa também há expectativa por mais anúncios de estímulos.

Nos EUA, a bolsa está caindo um pouquinho, digerindo toda essa pancadaria e todos esses protestos que varreram os EUA de ponta-a-ponta.

Os EUA caem -0,2%, a Europa sobe, na média, +0,5%.

E, a saber: nos Estados Unidos começa a temporada de furacões!

Eu sou Pablo!

Bons negócios!

Vai tourinho!

Assuntos relacionados