Libra Esterlina ainda enfrenta dilemas pós Brexit

Após saída definitiva da União Europeia, Reino Unido busca maneiras de não sofrer impacto econômico a curto prazo e tenta unir seus territórios. Libra esterlina, assim como dólar e euro, apresentou forte apreciação frente ao real ao longo da semana. Leia a análise de André Galhardo.

tendências para a libra esterlina

O Reino Unido continua vivendo seus dilemas pós-Brexit. Após ter registrado estagnação da economia no quarto trimestre (leia-se 0%), a novidade é que o premiê Boris Johnson quer construir uma ponte para unir Escócia e Irlanda do Norte.

O plano é antigo e remontam a 1869, quando se defendia que a ponte consolidaria o império britânico. Tendo em vista este histórico, a proposta de Johnson parece reforçar o sentimento nacionalista que alimentou o Brexit e deve estimular a relação com a Irlanda do Norte.

A proposta da ponte, contudo, não está sendo bem vista por muitos analistas que criticam especialmente o valor da obra e consideram desperdício de dinheiro público: £ 20 bilhões.

Johnson se defende das acusações destacando que o empreendimento seria um alívio nas rotas aéreas entre o continente e a Irlanda do Norte e ajudaria a consolidar a união.

Assim sendo, a libra esterlina abriu a semana cotada a R$ 5,5728. Nesta sexta (14), o real perdeu força em relação à moeda britânica – seguindo a tendência da semana -, registrando, na abertura, a cotação de R$ 5,6754, uma apreciação de 1,84% da libra neste intervalo.

Leia também as análises da semana para o dólar e para o euro.