O que é uma exportação de serviços?

A exportação de serviços consiste na venda e entrega das soluções e expertises da empresa. Neste artigo, explicamos como acontece a exportação de serviços.

O-que-é-uma-exportação-de-serviços

A atuação de empresas brasileiras na exportação de serviços tem crescido nos últimos anos, principalmente no que diz respeito ao setor de Tecnologia da Informação.

Apesar do setor se destacar, outros segmentos também apresentam potencial para conquistar mercados estrangeiros. No entanto, as empresas precisam identificar seus diferenciais para se apresentar no exterior.

Antes disso, o empreendedor deve entender melhor sobre a exportação de serviços. Isso vai ajudar a empresa a identificar quais os serviços que oferece e que podem atender outros mercados. Entenda melhor a seguir o que é a exportação de serviços.

Exportação de serviços: você sabe o que é? 

Exportar serviços quer dizer que a sua empresa vai oferecer os serviços que presta para clientes de outros países. Nesse caso, não será produzido algo tangível, vendido e enviado para outro país, mas sim uma solução ou o desenvolvimento de uma estratégia, por exemplo.

A Organização Mundial do Comércio (OMC) define a exportação de serviços como “diferentes situações envolvendo a transposição de fronteiras, seja do serviço, seja do consumidor ou da pessoa física prestadora do serviço, seja mediante estabelecimento de presença comercial no exterior da própria empresa prestadora do serviço”. 

Como um serviço pode ser prestado ao exterior?

Existem diferentes modos de prestação de serviços ao exterior. Conforme classifica o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio e Serviços, podemos listar os seguintes modelos:

Comércio transfronteiriço

O serviço é prestado do território de um país ao território de outro país, por residente ou domiciliado no Brasil a residente ou domiciliado no exterior. Entre os exemplos de serviços de comércio fronteiriço estão:

  • serviços educacionais presenciais prestados no Brasil a residente no exterior;
  • capacitação no Brasil de funcionários de pessoa jurídica domiciliada no exterior;
  • serviços médicos especializados prestados no Brasil a residente no exterior.

Presença comercial no exterior

A prestação de serviço se dá por meio de pessoa jurídica domiciliada no exterior relacionada a uma pessoa jurídica domiciliada no Brasil, conforme os exemplos a seguir: 

  • filial de empresa brasileira de construção civil é estabelecida no exterior para execução de obra;
  • abertura de filiais bancárias no exterior de banco brasileiro;
  • filial de empresa brasileira de comércio varejista é aberta no exterior.

Movimento temporário de pessoas físicas

Nesse caso, pessoas residentes no Brasil se deslocam para o exterior, por tempo limitado, para prestar um serviço a residente ou domiciliado no exterior. Veja alguns exemplos a seguir:

  • arquiteto residente no Brasil se desloca para desenvolver projeto de arquitetura no exterior;
  • empreiteiras brasileiras enviam trabalhadores para construção de obra no exterior;
  • advogado residente no Brasil se desloca para o exterior para prestar consultoria jurídica.

As empresa também podem prestar consultorias ou desenvolver soluções especializadas para o público de outro país. Isso pode acontecer por meio de iniciativa própria, quando a empresa quer atingir um novo mercado ou por meio de um cliente que tem interesse em contratar aquela determinada empresa. 

Sempre que for receber por seus serviços prestados ao exterior, conte com a Remessa Online. O pagamento é feito de forma ágil, segura e com o melhor custo-benefício para o seu cliente.