Guia prático para a exportação de serviços para o exterior

por Remessa Online
3 minutos de leitura

Mas será que você sabe o que significa exportar um serviço para o exterior? Quais são os desafios e os cuidados que devem ser tomados pelos profissionais que desejam atender clientes de outros países? Ainda, será que qualquer serviço é passível de exportação?

Neste artigo, enumeramos as principais questões envolvendo o tema, desde o conceito da exportação de serviços, até dicas de como receber o seu pagamento com segurança e agilidade. Ficou curioso? Então continue a leitura e descubra mais sobre o assunto!

O que diferencia um serviço de um produto?

Antes de tratarmos da exportação propriamente dita, é importante diferenciar um produto de um serviço. Enquanto os produtos representam bens físicos, que podem ser guardados e armazenados em estoque, os serviços são produtos da atividade humana, que não assumem a mesma forma de um bem material.

Assim, o serviço não permite que o consumidor tenha posse de uma determinada coisa, já que ele oferece benefícios que não podem ser tão tangíveis quanto aqueles relacionados à compra de um produto.

Características dos serviços

Para não errar na hora de fazer a diferenciação entre produtos e serviços, é interessante analisar quatro características essenciais dos serviços:

  1. A prestação e o consumo do serviço, na maior parte dos casos, é inseparável. Isso significa que o consumo ocorre no momento em que o serviço é entregue;
  2. Os serviços são intangíveis, ou seja, não é possível tocá-los. Mesmo que o prestador do serviço utilize objetos na prestação do serviço, o serviço propriamente dito é impossível de ser tocado;
  3. Os serviços não podem ser estocados, por isso são produzidos e consumidos simultaneamente;
  4. A prestação dos serviços é realizada de pessoas para outras pessoas, por isso o resultado final depende muito da interação e da percepção do cliente/tomador do serviço.

O que é exportação de serviços?

exportacao de servicos 1024x683 - Guia prático para a exportação de serviços para o exterior

A exportação de serviços consiste na comercialização de um determinado serviço para o mercado internacional. 

Quando ocorre a exportação de produtos, é comum que o empresário lide com inúmeras burocracias entre a etapa de negociação e a entrega do produto final.

Na exportação de serviços, a realidade é bem diferente, como o empresário está comercializando um item que, na maior parte dos casos, é intangível sem precisar ser embalado e entregue fisicamente ao cliente, a burocracia é muito menor.

Por outro lado, é importante destacar que como os serviços são menos tangíveis, é muito mais complexo para o prestador do serviço comunicar aos clientes sobre o que está ofertando, especialmente quando se trata de um mercado internacional.

Quais são os serviços mais adequados para exportação?

Há diversos serviços que são passíveis de exportação, de acordo com o Manual de Internacionalização do Sebrae, os que mais tem crescido no mundo nos últimos anos são:

  1. Serviços envolvendo viagem e turismo, como por exemplo os oferecidos pelas agências de viagem;
  2. Serviços de transporte, que vão desde aviação até transporte marítimo, fluvial, ferroviário e rodoviário. É o tipo de serviço essencial para que o comércio internacional funcione de forma eficaz;
  3. Serviços de arquitetura, design de interiores e construção civil, quando realizado a partir de um escritório brasileiro para um cliente localizado fora do país. É um mercado muito competitivo no âmbito internacional em razão da experiência e do reconhecimento técnico que os profissionais brasileiros têm na área de construção civil;
  4. Serviços de educação, especialmente em nível superior. Aplicável nos serviços prestados no Brasil para estudantes estrangeiros;
  5. Serviços bancários e financeiros, inclusive associados às fintechs;
  6. Serviços de entretenimento como cinema, música e programas de televisão;
  7. Serviços de informação, especialmente na área de tecnologia, software de produto, sistema de processamento de dados, serviços de informação eletrônica, entre outros. Neste setor, as empresas brasileiras também se destacam junto ao mercado internacional em razão da alta capacidade técnica dos profissionais que atuam na área de tecnologia;
  8. Serviços de utilidade pública, por exemplo o de distribuição de energia elétrica, água, esgoto e telefonia. Muito embora as empresas brasileiras ainda não sejam acessíveis à internacionalização destes serviços, acredita-se que o mercado vive um momento conveniente para que tal fato aconteça.

Geralmente, os serviços que incluem uma interação muito frequente e intensa entre o prestador do serviço e o tomador, podem ser mais difíceis de serem exportados, como os serviços médicos hospitalares.

Como planejar o pagamento dos serviços exportados?

Se você quer prestar serviços para o exterior, deve fazer um bom planejamento, conhecer o mercado e entender como se comunicar com o seu possível cliente. Além disso, a gestão financeira é outra etapa essencial do processo.

Buscar empresas que ofereçam alternativas de pagamento e remessas internacionais de dinheiro, é essencial neste processo.

A Remessa Online é a primeira plataforma de transferências internacionais de qualquer natureza totalmente online. Por meio dela, o prestador do serviço pode receber o pagamento do exterior de forma simples, sem burocracia e com um custo muito menor em relação ao cobrado pelas instituições bancárias tradicionais.

Você gostou deste artigo sobre exportação de serviços para o exterior? Então aproveite para conferir este artigo no qual selecionamos os principais sites para buscar oportunidades de trabalho como freelancer.

Resumindo

O que diferencia um serviço de um produto?

Os produtos representam bens físicos, que podem ser guardados e armazenados em estoque. Já os serviços são produtos da atividade humana, que não assumem a mesma forma física de um bem material. Os serviços são produtos oriundos da atividade humana e não possuem materialidade física.

As quatro características principais dos serviços são: inseparabilidade, intangibilidade, perecibilidade (impossibilidade de estocar) e a variabilidade, esta última está associada à necessidade de interação que existe na prestação do serviço e a variabilidade dos resultados, que em razão da interação humana, não são fáceis de prever.

O que é exportação de serviços?

A exportação de serviços consiste na comercialização de um determinado serviço para o mercado internacional. Diferente dos processos de exportação de mercadorias, os serviços costumam envolver menor burocracia e são facilitados em razão da agilidade na comunicação e troca de informações por meio do uso da tecnologia.

Quais são os serviços mais propícios para exportação?

De acordo com o Sebrae, entre os serviços que mais se destacam no mercado de exportação, estão os serviços de viagem e turismo, transporte, arquitetura, design de interiores, construção civil, educação, financeiros e bancários, entretenimento, informação, tecnologia e utilidade pública.

Os serviços que incluem uma interação frequente e intensa entre o prestador do serviço e o tomador, podem ser mais difíceis de serem exportados, por exemplo os serviços médicos hospitalares.

Como planejar o pagamento dos serviços exportados?

Buscar empresas que ofereçam alternativas de pagamento e remessas internacionais de dinheiro, é essencial nesse processo. A Remessa Online é a primeira plataforma de transferências internacionais de qualquer natureza totalmente online. Por meio dela, o prestador do serviço pode receber o pagamento do exterior de uma forma simples, sem burocracia e a um custo muito mais baixo do que aquele cobrado pelas instituições bancárias tradicionais.

Assuntos relacionados