Ouro bate máxima histórica e bolsas caem mesmo com pacotes de estímulos, conta Pablo Spyer

Deu touro de ouro no ouro. Touro de ouro no ouro não é legal, é tipo um urso de ponta cabeça. EUA caem -0,3%, Europa cai -0,15%;

Pablo Terça Gold
Minuto Econômico, com Pablo Spyer

No Minuto Econômico de Hoje

  1. Mercados esperam sinais positivos de pacote do governo americano;
  2. EUA caem -0,3%, Europa cai -0,15%;
  3. Ouro chega a U$ 2,000 às 4am;
  4. FED se reune para decidir taxa de juro nos EUA;
  5. BC europeu proíbe bancos paguem dividendos e comprem ações; 
  6. Bancos puxam bolsa no Brasil;
  7. Inflação fraca da semana passada indica possibilidade de mais corte na taxa de juro no Brasil.

Transcrição

Bom dia, Brasil!

Hoje os mercados abrem levemente negativos, na espera de sinais positivos sobre o novo pacote de estímulos do governo americano de U$ 1 trilhão para estimular a economia.

É o plano de socorro deles. Está todo mundo esperando sinais e a bolsa lá abre com -0,3% de queda.

A Europa está com -0,15% de queda. Mesmo com o pacote vindo…, é esquisito.

Olha só, isso aqui é o que está chamando atenção.

O ouro…, as 4am o ouro tocou U$ 2,000 dólares.

Deu touro de ouro no ouro. Touro de ouro no ouro não é legal, é tipo um urso de ponta cabeça.

É esquisito, olho nisso tá?

Vamos lá.

Hoje começa a reunião do federal reserve que tem como pauta a decisão de juros nos Estados Unidos.

Deve ficar no zero-a-zero.

Lá na Europa, importante tá?

O banco central europeu estendeu a proibição dos bancos pagarem dividendos e de comprarem as suas ações, até o fim do ano. Está esquisito.

Por aqui, o contrário.

Quem puxou as bolsas foram os bancos ontem.

Os bancos puxaram as bolsas com força…, Itaú +5%, Bradesco +4,6%…

Então a alta da bolsa foi puxada pelos bancos.

A explicação que me vem na cabeça é que provavelmente as inadimplencias vão ser menores do que o esperado nos resultados que estão por vir.

E também a inflação fraca da semana passada calibrou as apostas para os cortes de juro.

Devem cortar o juro na reunião que vem.

Eu sou Pablo!

Bons negócios!

Vai tourinho!