Qualidade de vida combina com papo sobre política e economia?

por Fabiana Lima
3 minutos de leitura
Qualidade de vida combina com papo sobre política e economia

A expectativa de vida do brasileiro aumentou nos últimos anos e os especialistas estimam que os dados tendem a aumentar cada vez mais. Ter uma vida saudável é uma das formas de garantir uma vida mais longa. Porém, os debates sobre política e economia acabam minando aos poucos a saúde mental da população.

Para muitas pessoas, a ignorância é realmente uma dádiva, permite que o povo seja mais feliz. A partir do momento que você entende sobre política e economia, começa a se sentir impotente, é o que defendem. Mas será que é possível combinar política e economia com qualidade de vida? Vamos conversar melhor sobre isso!

Interesse por qualidade de vida cresce

Os brasileiros estão cada vez mais interessados em ter uma vida mais saudável. O número de pessoas praticando atividade física cresceu, bem como a procura por uma alimentação mais saudável. 

O novo comportamento da população tem refletido até nas empresas, que estão investindo mais em ações que melhoram a qualidade de vida dos colaboradores. Essa é uma forma de atrair os melhores talentos, manter os bons profissionais e continuar motivando a equipe. 

Para o cidadão, o objetivo é envelhecer com mais saúde. Já que vamos viver mais, que seja com melhor qualidade de vida. 

De acordo com o Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV Social), 10,53% da população brasileira têm 65 anos ou mais. A expectativa é que nos próximos 10 anos, o Brasil tenha mais idosos do que crianças. 

O padrão de vida das pessoas mais velhas também mudou. Hoje, os idosos são mais ativos, conectados e poderosos. Fazem suas próprias escolhas, vivem sozinhos, viajam e praticam atividades físicas com regularidade. 

Um levantamento realizado pelo Instituto Locomotiva revela que os idosos movimentam 1,6 trilhão de reais. Além de ativos, são consumidores assíduos. Por isso, estarem atentos sobre o que acontece no país e no mundo com relação à política e economia é fundamental. 

O cenário político e econômico que o país vem passando nos últimos anos exige atenção, cuidado e o investimento em reservas financeiras. Começar a poupar desde já vai garantir que no futuro os idosos consigam ter uma vida mais tranquila e segura. 

Como começar a investir?

Quer começar a investir, mas não sabe por onde começar? O primeiro passo é buscar conhecimento. Pesquise sobre o mercado de investimento, entenda como é o processo, quem pode investir, a partir de quanto é possível começar etc.

Seja cauteloso, não aplique todo seu dinheiro em um único investimento. Uma carteira diversificada é a solução mais segura para evitar prejuízos e perdas substanciais. Aqui, em nosso blog, tem diversas dicas que você pode acompanhar para começar a investir de forma segura. Confira!

Assuntos relacionados