Pablo Spyer: Resultados do PMI da Europa elevam bolsas mundo afora

Dados do PMI da Europa elevam as bolsas mundo afora

Dados do PMI (Purchasing Managers Index) da Europa animaram o mercado e ajudaram a elevar os índices das bolsas no continente. Notícia de que acordo entre Estados Unidos e China pode finalmente sair também trouxe otimismo. No Brasil, possível privatização do Banco do Brasil fez ações do banco dispararem.

Bom dia Brasil!

Hoje é um dia em que as notícias quentes estão tomando conta do mercado.

Saíram os dados do PMI na Europa. Alemanha, França, Inglaterra tudo melhor. A zona do Euro está toda melhor .

Você vê aqui: o PMI da Alemanha veio 51.7 e a estimativa era 51.3.

Acabou de sair nesse segundo, são 6h30: o PMI da Europa também veio acima do esperado. Isso fez com que todas as bolsas que estavam operando no negativo virassem.

Olha o que está acontecendo nos Estados Unidos: estava pra baixo e disparou. Todas as bolsas dispararam.

Na Europa as bolsas estão bombando, tá? Está subindo 1.3 em média na Europa e isso é maravilhoso!

Além disso, estão dizendo que mesmo com todo esse barulho o Trump e a China estão a ponto de chegar em um acordo.

A agenda é curta. Vai sair o ADP lá nos Estados Unidos, que são os dados de emprego do setor privado por lá. Isso tem potencial de mexer na bolsa.

Aqui no Brasil, a grande notícia de ontem que levou a bolsa a fechar encostada nos 109 mil pontos foi a notícia de que o Banco do Brasil pode ser privatizado. Olha quem está vindo, é o tourinho que agora tem um irmão gêmeo abençoado pelo mercado financeiro dentro da B3.

A notícia fez com que o volume de [ações do] Banco do Brasil explodisse, subisse muito. Isso fez com que fossem as ações que mais tenham puxado o índice ontem.

Meus amigos, isso é o mais importante. Olho lá fora, no PMI. As bolsas estão bombando.

Eu sou o Pablo, bons negócios!

Vai tourinho.

Pablo Spyer é diretor da Mirae Asset CCTVM e conselheiro da Ancord.