Imposto de Renda 2021: vantagens para quem faz a declaração

por Andrea Cortes
3 minutos de leitura
imposto de renda

A Receita Federal divulgou as regras para quem é obrigado a fazer a declaração de Imposto de Renda em 2021, que continuam as mesmas do ano anterior. No entanto, mesmo quem não se encaixa nos critérios de obrigatoriedade, pode ter benefícios ao fazer a declaração. 

Acompanhe o artigo abaixo e veja quais são as vantagens de fazer a declaração de Imposto de Renda 2021 mesmo em casos não obrigatórios. 

Quem deve declarar o Imposto de Renda em 2021

As situações em que o brasileiro é obrigado a fazer a Declaração de IR 2021 são:

  • Recebeu em 2020 rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$40 mil;
  • Recebeu, em qualquer mês, ganho de capital por conta de alienação de bens e direitos;
  • Realizou operações em bolsas de valores, mercadorias, futuro ou semelhantes;
  • Teve até 31/12/2020 bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil, somando todos os bens;
  • Se tornou residente brasileiro e estava nessa condição em  31/12/2020;
  • Exerceu  atividade rural e teve receita bruta acima de R$142.798,50;
  • Vendeu um imóvel e comprou outro num prazo de 180 dias, usando a isenção de Imposto de Renda no momento da venda;
  • Recebeu Auxílio Emergencial além de outros rendimentos tributáveis iguais ou superiores a R$ 22.847,76.

Quem não é obrigado a declarar

Por outro lado, as pessoas que não são obrigadas a fazer a declaração são:

  • Todas as pessoas que não se encaixam nos critérios acima;
  • Aposentados por invalidez ou por portar doenças graves;
  • Pessoas que constam como dependentes em outra declaração. 
vantagens de declarar o imposto de renda - Imposto de Renda 2021: vantagens para quem faz a declaração
Declarar o imposto de renda oferece várias vantagens aos beneficiários.

Situações em que é vantajoso fazer a declaração

Apesar de nem todos serem obrigados a fazer a declaração de Imposto de Renda, existem algumas situações no qual o contribuinte, que não tem essa obrigatoriedade, pode se beneficiar ao realizar a declaração.

Confira abaixo algumas situações vantajosas para o contribuinte: 

Quem teve imposto de renda retido durante o ano 

Aqueles que não são obrigados a fazer a declaração, mas tiveram algum tipo de retenção de Imposto de Renda durante o ano, podem fazer a declaração e receber o imposto pago. 

Isso acontece porque esse imposto é uma retenção antecipada dos tributos sobre rendimentos tributáveis. Nesse caso, porém, houve a retenção mas o contribuinte ficou abaixo do mínimo, ou seja, ele não precisaria ter pago esse valor. Assim, ele pode apresentar a declaração para ter a restituição.

Quem precisa de um comprovante de rendimentos 

Outra situação vantajosa é para quem deseja ter um documento que comprove seus rendimentos. Ainda que o contribuinte tenha um rendimento menor do que o obrigatório para tributar, esse documento comprova sua renda e é muito útil  em diversos momentos, como na hora de dar entrada em um financiamento, por exemplo. 

Para conseguir um financiamento, imobiliário ou de automóvel, muitos bancos exigem o documento dos clientes. Por isso, realizar a declaração do Imposto de Renda vale pena nesses casos.

Outra vantagem é aumentar seu limite de transferências na Remessa Online. Se você enviar a declaração de IR e fizer o cadastro completo, pode ter seu limite de transferências ampliado, que será avaliado de acordo com seus rendimentos. 

Quem pretende fazer uma viagem ao exterior

Por fim, se o contribuinte pretende fazer uma viagem ao exterior, a declaração pode ser vantajosa porque ela pode ser necessária para quem quiser obter um visto em um país estrangeiro. Por exemplo, o Consulado dos Estados Unidos solicita a Declaração de Imposto de Renda para emitir o documento, uma vez que ela serve como comprovante de condições financeiras para o viajante custear os gastos no país. 

Você não paga multa por atraso

O contribuinte que não é obrigado a entregar a Declaração de Imposto de Renda 2021 não precisa se preocupar em fazer o documento até 30 de abril. Isso porque, eles podem entregar o documento a qualquer momento, mesmo depois do prazo, sem pagar nenhuma multa. 

Esses contribuintes podem enviar a declaração em até cinco anos após o ano referente à declaração. Ou seja, a declaração referente a 2020 pode ser entregue até 2025.

Desvantagens para quem declarar o Imposto de Renda

Fazer a declaração do Imposto de Renda e receber a restituição de impostos retidos na fonte é um direito do contribuinte. No entanto, a partir do momento em que ele decide fazer a declaração do IR, é preciso fornecer todas as informações corretamente para não cair na chamada malha fina.

Conclusão

Ainda que não seja obrigatório para todos, existem muitos casos em que fazer a declaração de Imposto de Renda gera benefícios para o contribuinte. Mas, se você decidir fazer a sua, lembre-se de separar todos os documentos com calma e fornecer todas as informações sem erros para que não tenha problemas com a Receita Federal. 

Aproveite para conferir este artigo com dicas para não cair na malha fina ao declarar seu IR

Assuntos relacionados