Libra em alta de 3% com dilemas políticos britânicos

tendências para a libra esterlina

A libra valorizou 3% no decorrer da semana. A economia britânia segue sofrendo com os dilemas políticos em torno do Brexit

No Reino Unido, os dilemas políticos contaminam a economia. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, iniciou a semana dizendo ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que terá um acordo até o dia 18 de outubro e, portanto, não aceitará novo adiamento da data-limite de 31 de outubro para o Brexit.

Em relação ao Real, a Libra abriu a semana cotada a R$ 5,0724 e até a quinta-feira (19) estava cotada a R$ 5,2196, uma apreciação da moeda britânica de incríveis 2,9%. 

A mensagem é clara, ou seja, Johnson está disposto a continuar fazendo de tudo para efetivar o Brexit. Na realidade, as tentativas frustradas de colocar o Parlamento em stand by para negociar o Brexit sozinho deu a clara dimensão do quão longe o premier britânico está disposto a ir. 

Logicamente que os aspetos estritamente políticos são relevantes, mas a maior preocupação, de todo modo, é com a economia. Na terça-feira, por exemplo, foi divulgado o resultado mensal do Índice de Preços ao Consumidor do Reino unido. 

O IPC variou 0,4% em agosto, levemente abaixo das expectativas do mercado, mas acima do mês anterior. Poderia ser um ponto positivo, mas o dado anualizado passou de 2,1% para 1,7%. 

A razão por trás dos preços abaixo da meta do Banco da Inglaterra (BoE) é a economia em ritmo de deterioração. As vendas no varejo britânico divulgadas na quinta-feira caíram 0,2% na passagem de maio para julho, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, em inglês). 

Apesar de toda a pressão e dos conflitos políticos levantados pelas ações de Boris Johnson, o pior cenário ainda é de um Brexit sem acordo que, segundo a OCDE, caso se concretize, deverá cortar 3% do crescimento econômico do Reino Unido.

Nesse contexto, após turbulência da Libra Esterlina, a moeda voltou à trajetória de valorização com a perspectiva de acordo sobre as fronteiras das Irlandas, sendo negociada no patamar de R$ 5,2198 logo após a abertura do pregão de sexta-feira (20). Na semana, a depreciação do Real em relação à moeda britânica é de quase 3%.

Veja também a análise sobre o dólar e o euro.

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor e coordenador universitário nos cursos de Ciências Econômicas. Mestre em Economia Política pela PUC-SP, possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, com passagens pelo setor público.