Libra esterlina: oscilação com a incerteza do Brexit

tendências para a libra esterlina

Após a notícia (frustrada) sobre uma possível suspensão temporária do Parlamento britânico e a judicialização do caso, o primeiro ministro Boris Johnson já chegou a ser acusado de ter mentido para a rainha. As incertezas impactaram a cotação da libra esterlina.

Em relação ao Real, a Libra abriu a semana cotada a R$ 5,0372 e até a quarta-feira (11) estava cotada a R$ 5,0175. A decisão do Supremo levou a Libra para R$ 5,0627 na quinta-feira. No pico da semana, a moeda britânica chegou a alcançar R$ 5,0926.

Faltando sete semanas para a separação britânica da União Europeia (31 de outubro), o governo e o Parlamento estão ainda envolvidos nesse conflito sobre o futuro do Brexit. Dentre os possíveis desfechos, incluem sair sem um acordo e outro referendo.

O premiê chegou a dizer que o governo está esperando para ouvir uma apelação da Suprema Corte britânica. 

Decorrente deste imbróglio, no geral, BoJo se mostrou mais flexível e um possível acordo sobre a fronteira entre as Irlandas pode se materializar.

Nesse contexto, após os intensos movimentos da Libra Esterlina, a moeda voltou à trajetória de valorização, sendo negociada no patamar de R$ 5,0062 logo após a abertura do pregão de sexta-feira (13). Na semana, a depreciação do Real em relação à moeda britânica é de 0,13%.

Veja também o cenário para o dólar e o euro.

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor e coordenador universitário nos cursos de Ciências Econômicas. Mestre em Economia Política pela PUC-SP, possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, com passagens pelo setor público.