O que é o pagamento antecipado de exportação

por Remessa Online
3 minutos de leitura
pagamento antecipado por exportação

O pagamento antecipado de exportação é uma modalidade que proporciona maior segurança ao exportador.

Receber o pagamento antes do envio da mercadoria é uma garantia de que não haverá calote na transação. Além disso, permite que a empresa tenha capital de giro para dar andamento em suas atividades.

No entanto, não é uma modalidade muito utilizada, pois causa certa insegurança ao importador.

Ainda assim, é uma opção a ser considerada. Neste artigo, você vai entender o que é o pagamento antecipado de exportação e como utilizá-lo. Confira!

Pagamento antecipado de exportação: como funciona a modalidade de pagamento

Pagamento antecipado de exportação é a modalidade em que o importador efetua o pagamento pela compra do produto ou contratação do serviço antes de ele ser entregue. Esse modelo elimina o risco de o exportador não receber pela venda do seu produto ou serviço, garantindo o seu recebimento.

O importador deve fazer o pagamento pela importação antes do embarque da mercadoria. O prazo para o pagamento é de até 180 dias antes da data prevista para o embarque ou para a nacionalização da mercadoria.

O exportador deve enviar os documentos originais junto com a mercadoria ou enviá-los diretamente ao importador. Além de entregar uma cópia dos documentos ao banco onde fechou o câmbio.

Para liquidar o câmbio, o exportador deve apresentar ao banco a fatura proforma. Esse documento é um contrato comercial com as informações sobre os valores da transação, quais condições foram acordadas para antecipar o pagamento e o prazo em que a carga deve ser entregue.

Mercadorias que estão sujeitas ao licenciamento de exportação, antes do embarque, devem ter seus números apresentados. No momento do registro da Declaração de Exportação, o pagamento antecipado de exportação deve ser informado.

Depois de ter a data prevista para embarque informada, o importador terá 60 dias para fazer o desembaraço aduaneiro e a vinculação do contrato de câmbio.

Para que o contrato de câmbio seja autorizado, as instituições financeiras precisam acessar os dados detalhados sobre exportação. Essa ação é realizada para que as instituições possam analisar o risco da operação de câmbio. O exportador deve informar à Instituição Financeira o número da DU-E e a chave de acesso.

Outras modalidades de pagamento também são disponibilizadas para os contratos de exportação. Uma forma segura de receber o pagamento por suas vendas é por meio de remessas de dinheiro. A Remessa Online é uma plataforma por onde é possível enviar e receber remessas de dinheiro do mundo todo. 

Conheça a ferramenta e receba pagamento de suas exportações pela Remessa Online.

Confira cotação do dólar, do euro e demais moedas mundiais em tempo-real nas páginas de cotação do Remessa Online – Transferências Internacionais.

Assuntos relacionados