O que é e como funciona um Hedge Cambial?

Cenário político-econômico é incerto diante de novo governo.

Entenda o que é um hedge cambial e como ele pode ser utilizado para proteger o seu investimento ou negócio internacional das variações na cotação do dólar

A palavra Hedge pode ser traduzida como proteção. Como o significado indica, trata-se de uma operação do mercado financeiro com o objetivo de proteger investimentos. Em outras palavras, a ideia é diminuir ao máximo a perda de dinheiro com as variações do dólar em importações, exportações, investimentos no exterior e negociações na bolsa de valores, apenas para citar alguns exemplos.

Como o hedge cambial funciona na prática?

Para evitar o impacto da variação do dólar nas operações, a prática mais comum são negociações com base no mercado futuro. Complicou? Vamos por partes.

O mercado futuro, como o nome já diz, é aquele que faz uma estimativa de como estará a cotação do dólar nos próximos meses. As negociações levam esse valor em conta para estimar o valor de uma venda, compra ou rendimento de uma operação a longo prazo.

Veja um exemplo:
Uma empresa exportadora fabricante de aviões recebe um pedido para construir um jato no valor US$ 10 milhões, mas o pagamento só vai acontecer daqui a seis meses. Para saber qual será o lucro real dessa venda em reais, é preciso considerar a variação cambial nesse período.

Se o dólar chegar a custar R$ 3,40, a empresa pode garantir o faturamento de R$ 34 milhões. Mas se o dólar estiver em R$3,00 perderá R$ 4 milhões e a receita passar a ser de R$30 milhões.

Para evitar o risco, a empresa faz um planejamento de Hedge. Como? Ela busca no mercado financeiro interessados em pagar até R$ 3,30 na moeda nos próximos seis meses. Assim ela garante o preço de venda da fabricação do avião, evitando perda de dinheiro e o impacto negativo nos negócios.

Formatos de hedge cambial?

Para que a proteção cambial seja possível foram criadas práticas, chamadas de instrumentos, no mercado financeiro. Cada Instrumento segue suas próprias diretrizes e, no geral, é bem complexo.

Veja abaixo alguns exemplos:

SWAP Cambial

O SWAP Cambial é um contrato de câmbio no qual o interessado em fazer o hedge compra o direito de adquirir dólares à taxa atual, mas apenas no prazo de vencimento de seu contrato indexado ao câmbio. A instituição financeira, por sua vez, se compromete a assegurar essa taxa de câmbio para o cliente e assume o risco da variação cambial.

O Banco Central também opera no mercado de SWAP Cambial, como estratégia para conter a alta do dólar. Quando o dólar sobe, ele oferece às instituições financeiras a possibilidade de operar com a taxa alta de hoje no futuro em troca de dólar mais barato à vista. Desta forma, ajuda a reduzir a cotação da moeda.

Contratos de câmbio da B3

A bolsa de valores B3 oferece contratos de câmbio futuro para interessados em fazer hedge cambial. Nestes contratos o comprador paga antecipado pelo direito de adquirir lotes de USD 50 mil (se for contrato cheio) ou USD 10 mil (se for minicontrato) ao preço negociado hoje na bolsa, mas daqui a alguns meses. Caso a cotação do dólar suba até lá, o investidor ganha na diferença. Caso a cotação caia, o investidor garante o valor negociado hoje.

É importante ficar atento que os contratos de câmbio futuro negociados na B3 vencem sempre no primeiro dia do mês. Portanto, vale muito a pena como instrumento de hedge cambial se o negócio a ser protegido for vencer também no começo do mês.

Fluxo de caixa internacional

Grandes empresas que atuam no comércio exterior costumam iusar o seu próprio fluxo de caixa internacional como proteção às variações cambiais. Por exemplo, uma indústria exportadora também paga por serviços, matérias primas e equipamentos importados. Esses custos são pagos a partir de uma conta corrente em dólar mantida no exterior.

Resumindo

O que é hedge cambial?

Trata-se de uma operação do mercado financeiro com o objetivo de proteger investimentos e negócios internacionais das variações na cotação de moedas estrangeiras como o dólar

Quais os tipos de hedge cambial?

Os mais comuns são contratos de swap cambial, contratos futuros de dólar e fluxo de caixa em moeda internacional.