Sobretaxa americana sobre o aço pode afetar o câmbio

Trump impõe sobretaxa ao aço brasileiro em retaliação à desvalorizção do real. Foto: Isac Nobrega/Agência Brasil

Nesta segunda-feira (3/12) Donald Trump anunciou uma sobretaxa sobre o aço brasileiro e argentino, como reação à devalorização cambial. Esta medida pode impactar a cotação do dólar.

O Dólar americano fechou a última sexta-feira cotado a R$ 4,2367, após ter começado o dia em R$ 4,1895. O Euro fechou o dia em R$ 4,6675, após ter iniciado o dia em  R$ 4,6130. A moeda americana abriu esta segunda-feira cotada a R$4,2362 e o Euro abriu o dia cotado a R$ 4,6681.

Agenda de hoje

No Brasil a agenda está marcado por indicadores relacionados a indústria. Além do PMI industrial, divulgado pela Markit, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) fará a divulgação de indicadores industriais. A Fenabrave divulgará dados sobre emplacamento de veículos referente ao mês de novembro.

No exterior já foram feitas as divulgações de indicadores antecedentes relevantes, que apontaram relativa melhora das economias europeias. Donald Trump anunciou pelo Twitter uma sobretaxa para o aço brasileiro e exigiu do Federal Reserve medidas contra a desvalorização do real.

Perspectivas para o dia

Real x Dólar

Com a decisão do presidente Donald Trump em taxar o aço brasileiro e os embates políticos internos, salvo por uma atuação do Banco Central, o Real deve voltar a perder valor frente ao Dólar.

Real x Euro

Reforçado pelos resultados da guerra comercial e pelos ‘bons’ resultados dos indicadores antecedentes, o Euro deve acompanhar o processo de valorização frente ao Real nesta segunda-feira.

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor e coordenador universitário nos cursos de Ciências Econômicas. Mestre em Economia Política pela PUC-SP, possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, com passagens pelo setor público.