Trabalho freelancer: quanto cobrar por serviços prestados?

por John
3 minutos de leitura
Cobrar por serviços prestados no trabalho freelancer pode ser um desafio. É preciso avaliar diferentes variáveis e agregar valor para ganhar mais.

Você tem um trabalho freelancer, mas não sabe cobrar por serviços prestados? Essa é uma dúvida muito comum, até para profissionais mais experientes. O motivo dessa confusão é simples: existem diferentes variáveis a considerar no cálculo.

Existe quem opte por cobrar muito pouco. No entanto, a qualidade tende a ser prejudicada para garantir uma renda razoável. Além disso, é importante considerar a média do mercado. Afinal, somente em 2020, o crescimento no número de freelancers cresceu 32% no Brasil.

Como chegar a um valor justo para você e para o contratante? É o que vamos explicar neste post. Confira! 

Como cobrar por serviços prestados no trabalho freelancer?

Você pode estar muito tempo no mercado freelancer ou ainda ser inexperiente nessa categoria. De toda forma, precisa considerar diferentes elementos. Quem presta serviços, costuma ter orçamentos diferentes, a depender do trabalho a ser realizado.

Nesse cenário, algumas das variáveis a considerar são:

Tempo de duração do trabalho

No trabalho CLT, é difícil pensar em quanto tempo determinado projeto vai levar. Na vida freelancer, isso é indispensável para cobrar por serviços prestados. Para saber quanto tempo você vai levar, considere a sua média de produção.

Alguns projetos serão mais complexos do que outros. Por isso, considere a demanda, porque ela interfere no prazo de duração do trabalho freelancer. Outros fatores a avaliar são a possibilidade de refações e reuniões com o cliente. Como diz o ditado, “tempo é dinheiro”, especialmente para quem trabalha com remuneração variável.

Valor da sua hora de trabalho

Se você ainda desconhece qual é o valor da sua hora de trabalho, precisa mudar o cenário agora. Considere a sua formação profissional — se é júnior, pleno ou sênior — e compare com os valores pagos nas empresas da sua cidade ou no seu mercado de atuação.

Uma boa forma de chegar a esse resultado é conversar com colegas e pesquisar sites nacionais de vagas de emprego, como o Glass Door. Depois de descobrir o total do salário CLT mais benefícios, divida por 160, que é o total de horas trabalhadas no mês.

Esse é o valor inicial. Você pode cobrar até mais, se houver margem para isso. Por exemplo, se a média de salário CLT mais benefícios é de R$ 3.000, a sua hora de trabalho freelancer começa em R$ 18,75. Como as empresas ainda têm direitos trabalhistas e previdenciários, você pode começar cobrando até o dobro, ou seja, R$ 37,50.

Complexidade do trabalho

O orçamento precisa ser adequado à dificuldade da empreitada. Considere quando a demanda é mais difícil, trata de um tema mais complexo ou requer um cuidado maior com os detalhes. O valor por hora ajuda muito no momento de cobrar por serviços prestados, especialmente quando eles são exigentes.

Custos envolvidos no processo

O cálculo ainda deve considerar os valores envolvidos para entregar o serviço. Aqui, estão incluídos, luz, internet, deslocamentos, ferramentas, materiais de escritório e o que mais estiver relacionado ao seu trabalho freelancer.

Esses valores devem ser diluídos entre diferentes clientes, para ter o maior senso de justiça possível. Acrescente ainda a sua mão de obra, que corresponde ao seu uso pessoal do dinheiro recebido.

Média do mercado

O preço da concorrência pelo mesmo serviço também deve ser observado. Veja quanto é cobrado pelo serviço tanto por outros freelancers quanto por empresas. A partir daí, ajuste o seu valor por hora conforme o mercado.

Você pode cobrar mais do que a média, mas precisa agregar valor. Assim, você mostra que tem motivos para exigir uma quantia mais alta. Por outro lado, evite fazer um preço mais baixo, porque isso prejudica a sua qualidade.

Quais sites ajudam a calcular o preço?

Se você tiver dificuldade de colocar todos esses fatores no papel, é possível usar calculadoras online. Várias ajudam a calcular o preço em cima dos dados e com base nos seus objetivos. Veja algumas alternativas da internet.

Calculadora Freela Workana

A calculadora da Workana faz o cálculo com base na renda que você quer obter, os custos mensais do trabalho freelancer, férias, feriados, custo de vida e mais. Ela ainda compara o seu preço com a média cobrada na plataforma.

Calculadora Freelancer do 99Freelas

A calculadora do 99Freelas é mais simples, mas permite calcular o valor da sua hora de trabalho freelancer a partir do quanto deseja ganhar, do tempo diário de trabalho e das semanas que pretende tirar férias.

Calculadora de Preços para Freelancers

A calculadora da Rock Content é válida para cobrar por serviços prestados na área de redação, revisão, planejamento de pauta, transcrição, diagramação e tradução. Considera o tipo de trabalho, serviços extras, se é um pacote etc.

Esses preços também podem ser melhorados ao cobrar por serviços prestados no exterior. Desse modo, você tem chance de ganhar mais pelo mesmo trabalho freelancer. Nesse caso, basta usar uma plataforma de transferências internacionais.

Com a Remessa Online, você envia e recebe dinheiro de outro país com o menor custo do mercado, a partir de 1,3%, e no prazo de 1 dia útil. Assim, recebe pelo trabalho freelancer sem pagar muitas taxas e com a conversão do câmbio baseado na taxa comercial.

Quer saber mais como funciona a operação internacional para ganhar mais dinheiro? Acesse o site da Remessa Online e conheça mais sobre nossos serviços!

Resumindo

Como funciona o trabalho de um freelancer?

O profissional recebe uma demanda, cobra por projeto e executa o trabalho, muitas vezes de casa.

Como conseguir um trabalho freelancer?

Existem várias plataformas e oportunidades na internet. Esse é um bom começo para encontrar trabalho.

Quanto custa a hora de um freelancer?

Isso depende de diferentes variáveis. O melhor é fazer um cálculo específico, que considere a sua realidade.

Assuntos relacionados