Viagem para Argentina: tudo que você precisa saber antes de embarcar

A viagem para Argentina pode ser uma experiência incrível. Com uma variedade de destinos e experiências, o país é bastante popular, mas é importante saber algumas coisas antes de embarcar. Aprenda!

Viagem para Argentina: Bandeira balançando no topo de um mastro.

A Argentina é um ótimo destino para viagens, com diferenciais culturais e paisagens incríveis que conseguem atrair diferentes perfis de turistas. Com várias opções, é normal organizar roteiros longos, com várias paradas para aproveitar o passeio e conhecer diversos locais.

Porém, antes de embarcar nessa experiência, vale esclarecer algumas dúvidas sobre o tema. Por isso, preparamos este guia para quem deseja viajar pela Argentina. Acompanhe!

Por que a Argentina é um destino de viagem popular?

Se você ainda não sabe porque o destino se destaca, vale ressaltar os diferenciais. Primeiramente, as riquezas naturais e culturais, que conseguem oferecer experiências diferenciadas e o contato com paisagens paradisíacas.

A gastronomia é outro destaque. São massas, carnes, doces, vinhos e outros pratos típicos da região que conquistam quem experimenta. Outro ponto é a acessibilidade, com vários voos para a região, além de um custo baixo quando comparado a outros destinos. Tudo isso ajuda na atração de turistas. 

Quais são os principais destinos do país?

A verdade é que existem cidades incríveis que podem ser visitadas. Porém, alguns destinos se destacam entre as opções, então preparamos uma lista com os 5 principais, veja só!

1. Buenos Aires

A capital do país, sem dúvidas, faz parte dos destinos escolhidos por quem deseja viajar pela Argentina. 

A verdade é que a cidade é bastante versátil, podendo ser incluída na rota de quem deseja aproveitar baladas, curtir passeios históricos, aproveitar momentos românticos ou curtir belas paisagens na região.

Por ser uma conexão comum nos voos, fica ainda mais fácil encaixá-la no roteiro quando o objetivo é conhecer diferentes destinos no país. É possível aproveitar a viagem com um custo a partir de R$ 110 por dia, mas ele vai variar conforme os passeios e o padrão de viagem escolhido. Todos os custos citados neste post não incluem a passagem aérea, certo?

2. Mendoza

Mendoza é uma cidade menor, voltada para quem gosta de passeios com ares de interior. Ela fica no oeste da Argentina e é conhecida pelas suas vinícolas — reconhecidas mundialmente, por isso, é um destino recorrente entre os apreciadores de vinho. 

As paisagens também são incríveis, com altas montanhas que, em muitas épocas, ficam cobertas de neve. Inclusive, a beleza da região levou o destino a ser escolhido para as filmagens de Sete Anos no Tibet. 

Porém, não é um destino para quem deseja aproveitar mais uma vida noturna agitada, com baladas. Porém, conta com barzinhos e música ao vivo, em programas noturnos mais tranquilos. Aqui, o custo varia a partir de R$ 60 por dia.

3. El Calafate

Próxima à fronteira com o Chile e no sul da Argentina, é outro destino para quem gosta do frio. Aqui, um dos destaques é o glaciar Perito Moreno, Patrimônio Natural da Humanidade. 

Pelo frio, os meses de alta temporada costuma ser o verão, pois oferece dias mais longos e temperaturas mais amenas, o que ajuda na adaptação dos turistas.

A culinária é um destaque, como nas demais regiões do país, com um cardápio bastante variado e muitos vinhos. O valor necessário por dia costuma girar em torno de R$ 200 por dia, dependendo das escolhas. 

4. Ushuaia

Também conhecida como a capital da Terra do Fogo, esse é um dos destinos mais procurados por ser o mais austral do planeta — mais ao sul. Parte da patagônia argentina, ela é conhecida pelo frio. Mesmo no verão, a temperatura não costuma ser superior a 10°C.

Outra questão inegável é a quantidade de passeios interessantes: além de trekking, passeios de barco e outras opções, é possível aproveitar diversos tipos de paisagem e conhecer pontos incríveis, como o Farol do Fim do Mundo e as geleiras.

A gastronomia também se destaca, porém, esse é o destino mais caro, com custo a partir de R$ 220 por dia, que pode ser ainda maior para quem deseja aproveitar todas as experiências da região. Mas com tantas belezas o investimento valerá a pena. 

5. Bariloche

Outra cidade da patagônia argentina, ela é conhecida pelas estações de esqui. Localizada na fronteira com o Chile, ela faz parte da região dos Lagos Andinos, que contém vários picos nevados e lagos de diferentes cores. Também há uma variedade de fábricas de chocolates e opções para quem deseja aproveitar um turismo gastronômico. 

Nas redondezas, existem outras cidades que podem ser visitadas, como El Bolsón, Villa La Angostura e San Martín de los Andes. Tirando a passagem, é possível se organizar para curtir o passeio com cerca de R$ 150 por dia, por pessoa. Porém, dependendo do padrão desejado, o custo pode ser maior. 

O que é preciso saber para viajar pela Argentina?

Além dos destinos do roteiro, existem outros pontos de atenção na viagem. Explicamos a seguir!

Documentação necessária

Uma ótima notícia para os brasileiros é que não é preciso ter passaporte para viajar para o país. Basta apresentar o RG para se identificar. No entanto, as regras sobre documentos de identidade válidos não são iguais às do Brasil, ou seja, apresentar a sua CNH não será suficiente. 

Época da viagem

Muitos destinos são procurados no inverno, para aproveitar a neve ou o tempo frio em passeios para as vinícolas e outras experiências. Contudo, em algumas regiões os tempos mais frios podem impedir a realização de alguns passeios, enquanto o tempo gelado é constante no restante do ano, como em Ushuaia. 

Assim, é importante pesquisar os pontos turísticos das regiões que você deseja conhecer para entender se existem restrições conforme a época. Com esse cuidado é possível evitar frustrações durante a viagem. 

Como levar dinheiro

Ao levar dinheiro, existem algumas questões que devem ser avaliadas. A primeira é a moeda: real, peso argentino ou dólar? Geralmente, é possível utilizar as 3 no país, mas vale pesquisar a região específica e os locais que você pretende visitar.

Porém, uma dica que pode ser interessante é ter uma conta internacional para enviar os valores e conseguir fazer a conversão no país. 

Diferentemente do que acontece em cartões internacionais, com IOF de 6,38%, as transferências têm um custo reduzido, com 1,1% de imposto, e você pode usar operações de crédito e saques.

Aqui, você pode contar com a Remessa Online para reduzir ainda mais os custos, garantindo a conversão da moeda em câmbio comercial, além de uma taxa reduzida, a partir de 1,3%, pelo serviço. Assim, o dinheiro consegue render mais para a sua viagem. 

Pronto! Depois de conhecer as nossas dicas para viajar pela Argentina, estude os destinos, procure as melhores passagens aéreas e se organize para começar o passeio. Temos certeza de que você poderá aproveitar momentos incríveis na viagem. 

Gostou do post? Se você quer mais dicas, aproveite para conferir o que é vantajoso comprar em Buenos Aires!

Resumindo

Por que a Argentina é um destino de viagem?

A proximidade com o Brasil, a moeda utilizada e os próprios valores da região costumam fazer com que a viagem tenha um custo atrativo. Para complementar, o país é rico em diversidade natural, com vários tipos de paisagens, além de ter vários diferenciais gastronômicos. 

Quais são os principais destinos do país?

Existem vários destinos interessantes para quem deseja viajar pela Argentina. Conheça alguns dos mais procurados:
Buenos Aires;
Mendoza;
El Calafate;
Ushuaia;
Bariloche.

O que é preciso saber para viajar?

Além de definir o roteiro, é preciso ter atenção à documentação necessária, escolha da época da viagem (que pode viabilizar, ou não, alguns passeios), e a melhor maneira de levar dinheiro para o exterior.