Seguro viagem e seguro saúde: entenda as diferenças

por Remessa Online
3 minutos de leitura
Seguro viagem e seguro saúde: imagem de avião representando viagens

Os seguros são serviços contratados para garantir indenizações ao segurado quando ele sofre com algum sinistro incluído nas coberturas. Assim, ele pode assegurar diversas questões, como a proteção de casas, veículos ou dos passageiros durante as viagens.

Ao decidir viajar, independentemente do motivo, é comum se deparar com a possibilidade de adquirir dois tipos de seguros: o de viagem e o de saúde. Mas será que eles são mesmo necessários? E o que muda entre eles?

Saber a resposta para essas questões é essencial para decidir sobre a contratação e planejar a sua viagem da melhor forma. Acompanhe este post e descubra a diferença entre eles!

O que é seguro viagem?

O seguro viagem é um serviço de suporte aos viajantes, garantindo cobertura para diversos tipos de imprevistos que podem acontecer durante o passeio. O objetivo é dar mais tranquilidade e reduzir os impactos causados. Em geral, oferece cobertura para:

  • Extravio de bagagem;
  • Despesas médicas e odontológicas devido a doenças;
  • Traslado médico ou do corpo, em caso de falecimento;
  • Morte em viagem;
  • Invalidez total ou parcial permanente por acidente na viagem;
  • Perda de documentos;
  • Necessidade de suporte jurídico;
  • Pagamento de fiança;
  • Indenizações.

Ainda, existem coberturas adicionais que podem ser contratadas, como danos aos equipamentos eletrônicos e outras situações específicas que não costumam aparecer em opções mais básicas.

Tipos de seguro viagem

Quando se fala em seguros, é bastante comum se deparar com vários tipos que tratam, basicamente, da cobertura inclusa ou do público-alvo. Geralmente, existe a básica e os adicionais, que incluem serviços que o contratante decide se são ou não necessários, mediante a pagamento adicional. Em relação às viagens, os principais tipos de contrato são:

  • Individual: contratado por cada viajante, sem vínculos com empresas ou instituições;
  • Empresarial: indicado para as viagens a trabalho, geralmente contratado para os empregados da empresa;
  • Familiar ou em grupo: quando a viagem é feita por mais pessoas;
  • Com cobertura básica ou serviços adicionais.

Ainda, há uma assistência viagem, que é um serviço diferente. Nesse caso, a seguradora se responsabiliza pelos atendimentos, indicando locais que o segurado deve procurar diante de um problema. O benefício é não ter gastos e aguardar o reembolso como acontece no seguro.

O que é seguro saúde?

Muitas vezes, quando se fala em seguro saúde, as pessoas confundem com os planos de saúde contratados em empresas nacionais. Mas existe um serviço específico ofertado para viajantes, a fim de garantir assistência médica. Nesse caso, ele foca em sinistros relacionados à saúde do viajante, tais como:

  • Emergências médicas;
  • Doenças;
  • Emergências odontológicas;
  • Traslado de emergência.

É como se fosse um plano de saúde internacional, mas tem atendimentos mais restritos e se limitam ao reembolso dos gastos. Logo, é preciso contar  com uma reserva financeira para conseguir arcar com os custos enquanto aguarda o reembolso. Os demais imprevistos de viagem não são cobertos

Qual a diferença entre seguro viagem e seguro saúde?

A principal diferença é a cobertura. O seguro viagem é um serviço mais amplo, que visa prestar suporte ao viajante nas diferentes situações que podem surgir durante a trajetória. Assim, ele inclui problemas de saúde e outros não relacionados com isso, como situações jurídicas ou com a bagagem.

o seguro saúde é mais limitado, relacionado apenas aos atendimentos médicos, odontológicos e urgências, além do traslado, dependendo da cobertura. Contudo, isso também faz com que os preços sejam mais acessíveis. Portanto, é preciso avaliar quais são suas necessidades e o custo-benefício para definir qual é mais interessante para o seu caso.

Os valores variam conforme o tipo de serviço e a seguradora, mas vale ressaltar que, como todos os seguros, não terá reembolso caso ele não seja acionado. Por outro lado, como ele traz mais segurança para lidar com adversidade, o seguro é uma saída vantajosa. 

Quais países exigem a contratação de seguro pelos turistas?

Uma questão essencial para o planejamento é verificar se existe obrigatoriedade para contratar o serviço, como nos países da União Europeia. O seguro viagem deve ser contratado para a entrada em alguns países, devido às regras internacionais. Veja os principais exemplos:

  1. Alemanha;
  2. Bélgica;
  3. Dinamarca;
  4. Espanha;
  5. Finlândia;
  6. França;
  7. Grécia;
  8. Itália;
  9. Noruega;
  10. Portugal;
  11. Suíça;
  12. Suécia.

Entretanto, como as regras variam em cada lugar, sempre vale consultar o seu destino para verificar se o seguro é exigido e garantir a contratação antes da viagem. Além disso, tenha atenção às coberturas para garantir que o serviço contratado atenderá às suas necessidades. 

Quais são as vantagens de contar com os seguros?

A principal vantagem é a segurança, garantindo o suporte diante de imprevistos que podem gerar altos custos na viagem. Apesar de muitos acreditarem que há perda de valores ao deixar de acionar a cobertura, a certeza de que você terá apoio para lidar com doenças e outros problemas em outro país, ajudam a deixar a viagem mais tranquila.

Ao contratar o serviço, você receberá o contrato que deve ser guardado em um local seguro. Vale sempre ter uma cópia física, além da eletrônica, para ter mais facilidade em lidar com emergências ou comprovar a contratação na imigração. 

Outra vantagem é a possibilidade de encontrar os seguros em diferentes valores, aumentando as chances de achar um serviço que seja adequado ao orçamento. Porém, em todos os casos, avalie a reputação e as opiniões sobre a empresa seguradora para ter mais tranquilidade com a escolha. 

Além de avaliar os seguros e, se desejar, contratar o serviço, não se esqueça de pensar na melhor forma de levar dinheiro para o exterior. A nossa dica de ouro é ter uma conta internacional e utilizar a Remessa Online para fazer a transferência. As taxas são reduzidas e o valor fica disponível após um dia útil, proporcionando economia e praticidade.

Conseguiu entender as diferenças entre seguro viagem e seguro saúde? Com base nessas informações, é possível definir se vale a pena contratar os serviços e pesquisar as melhores opções para as suas necessidades.

Quer aprender mais sobre esse serviço? Descubra os detalhes sobre o seguro viagem internacional em nosso guia sobre o tema e garanta mais segurança na hora de contratar o seu!

Resumindo

O que é seguro viagem?

Ele oferece cobertura para sinistros relacionados à viagem, como perda de documentos ou extravio de bagagem, questões de saúde e morte do viajante. 

O que é seguro saúde?

Nesse caso, a cobertura é mais relacionada aos procedimentos médicos de emergência, sem tratar de outros imprevistos de viagem.

Qual a diferença?

Basicamente, o seguro viagem é mais amplo, cobrindo questões de saúde e outros sinistros, enquanto o seguro saúde foca mais nas questões de emergências médicas. 

Quais países exigem esses seguros?

Muitas vezes a contratação do seguro viagem é opcional, porém, ao visitar alguns países ele será obrigatório. Os países que exigem são:
Alemanha;
Bélgica;
Dinamarca;
Espanha;
Finlândia;
França;
Grécia;
Itália;
Noruega;
Portugal;
Suíça;
Suécia.

Quais são as vantagens?

Ele traz mais tranquilidade para o viajante, que arcará com os custos exigidos, mas terá a certeza de que os atendimentos serão feitos e terão indenizações diante de doenças ou imprevistos. Portanto, compensa avaliar as opções para encontrar as que trazem um bom custo-benefício.

Assuntos relacionados