Aumento de casos de COVID-19 na Europa entra no radar dos investidores

Documentos vazados do Tesouro americano e o aumento de casos de coronavírus na Europa são componentes que devem causar desvalorização do Real em relação ao Dólar e ao Euro.

O dólar americano fechou a última sexta-feira cotado a R$ 5,3898, após ter começado o dia em R$ 5,2397. O Euro fechou o dia em R$ 6,3766, após ter iniciado o pregão em  R$ 6,1900. A moeda americana abriu esta segunda-feira cotada a R$ 5,4511 e o Euro abriu o dia cotado a R$ 6,3845.

Agenda de hoje

No exterior, a ausência de indicadores econômicos será compensada pelas falas de Jerome Powell, presidente do FED, e alguns membros do FOMC.

No Brasil, além dos habituais resultados da balanças comercial semanal e do Boletim Focus, serão conhecidos também a sondagem preliminar da indústria relativa ao mês de setembro (FGV) e a sondagem industrial de agosto da CNI.

Perspectivas para o dia

Real x Dólar:

Alguns documentos vazados do Tesouro americano devem derrubar as ações de bancos nesta segunda-feira e isso deve aumentar a aversão ao risco. Tendência diária de desvalorização do real.

Real x Euro

O aumento de casos de coronavírus na Europa é, de fato, alarmante e pode significar alguns passos atrás na flexibilização das regras de distanciamento social. Este componente também deve agir para a desvalorização da moeda brasileira.