Cuidados com a elaboração da declaração do IRPJ-2020

A Receita Federal prorrogou o prazo para a entrega do IRPJ para o dia 30 de junho; veja como preencher a documentação necessária corretamente

irpf cuidados

O prazo para a declaração do Imposto de Renda 2020 foi estendido em 60 dias. Agora a documentação deve ser entregue à Receita Federal até o dia 30 de junho.

A medida foi tomada em função da pandemia do novo coronavírus.

Devem fazer a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica;

  • Empresas que realizam pagamentos a outras, com tributação CSLL (Contribuição Sindical Sobre Lucro Líquido) e Cofins (Contribuição para o Financiamento de Seguridade Social);
  • Aquelas que retém o imposto de renda na fonte;
  • Empresas ou empresários que enviam dinheiro a contas no exterior;
  • Pessoas físicas que pagaram seus rendimentos no ano anterior.

Caso a declaração do IR não seja feita dentro do prazo estipulado ou seja enviada com erros, a empresa estará sujeita à multa e taxas extras até que o pagamento seja realizado. As multas podem variar de 2% a 20% dependendo do lucro da companhia.

Por essa razão, é importante ficar atento ao preenchimento de cada um dos itens solicitados, em especial à DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício).

Trata-se de um relatório contábil que apresenta um resumo das operações realizadas por uma empresa em um período determinado. O documento apresenta ainda o resultado final obtido, seja de lucro ou de prejuízo.

Importância da DRE no IRPJ

A DRE é uma importante ferramenta de gestão e fundamental para a realização da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica para empresas que atuam sob o regime tributário de Lucro Real. Ou seja, aquele em que a tributação se baseia no resultado final da empresa no período de um ano.

O Lucro Real considera a tributação por meio do IPRPJ e da CSLL. A cobrança pode ser feita anualmente ou trimestralmente, dependendo da preferência da organização.

Portanto, na DRE a empresa tem que discriminar a provisão para a Receita Federal, ou seja, deve calcular quanto irá pagar de Imposto de Renda para a Pessoa Jurídica naquele ano.

Normalmente, o Imposto de Renda sobre o Resultado Líquido é de 15%, mas se o resultado ultrapassar R$ 20 mil por mês, o excedente é tributado em mais 10%.

Já a CSLL, que também tem que estar discriminada na Declaração de Resultados do Exercício, tem uma alíquota de 9% para as pessoas jurídicas em geral e de 15% para aquelas que são instituições financeiras, seguros privados e de capitalização.

Estrutura da DRE

Não existe um modelo único de DRE – depende da demanda e da preferência de cada empresa. Há uma estrutura básica que atende a todas.

O primeiro dado a ser informado é a receita bruta da empresa, ou seja, a soma de tudo que foi vendido naquele período.

Na sequência, vem os impostos relacionados às vendas que sua empresa já pagou ou vai pagar.

O próximo item é a receita líquida, isto é, o resultado do cálculo da subtração entre a receita bruta e os impostos.

Logo depois entra o custo da mercadoria. Só entra aqui o custo dos produtos ou serviços vendidos.

Depois temos as despesas operacionais fixas, que nada mais é do que o valor que a empresa paga para manter seu funcionamento, independentemente do número de vendas. Já as despesas variáveis ou despesas de vendas, são aquelas que a empresa realiza para efetuar a venda dos produtos.

O resultado operacional ou lucro operacional é o resultado direto das demais linhas. Tem ainda o campo de despesas e receitas diversas, que mostram positivos e negativos que não tenham relação direta com as operações da empresa como juros, multas e rendimento em aplicações.

A última etapa do demonstrativo é a que registra o resultado líquido do exercício, mostra o quanto que a empresa ganhou ou perdeu no período.

Mais do que uma obrigação legal, a DRE é fundamental para o sucesso do negócio porque permite uma análise detalhada das operações e da saúde financeira da empresa.

Preencher os dados corretamente e não deixar as informações acumularem é muito importante para a tomada de decisões acertadas que vão garantir o sucesso e a longevidade do negócio.