De Olho no Câmbio #104: Nova variante do coronavírus e caos na saúde

Na semana que antecede a posse de Joe Biden nos EUA, assistimos o caos da saúde no Brasil e uma variação sensível das principais moedas. Confira!

Nos EUA, a preocupação com os próximos dias é enorme. Dia 20 de janeiro, Joe Biden assume a liderança do país e, até lá, Trump ainda pode ser afastado do cargo e penalizado para não concorrer à próxima eleição.

No Brasil, caos na saúde e suspeita de nova variante do Covid-19. Já a União Europeia e o Reino Unido acompanham os movimentos externos.

A seguir, acompanhe os desdobramentos desses e outros acontecimentos sobre as principais moedas globais:

Perspectivas

O calendário de indicadores econômicos está bastante cheio para a próxima semana. No exterior, teremos PIB da China ainda no domingo (17). A semana começará com feriado nos EUA e muitos dados vindos da Europa, dentre eles, IPC da Alemanha, vendas no varejo do Reino Unido e decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).

No Brasil, temos dois dados relevantes no radar: IBC-Br referente ao mês de novembro e a decisão de política monetária do Banco Central do Brasil sobre o novo patamar da Selic para os 45 dias seguintes à reunião.

Com essas informações e dados no radar, devemos aguardar uma semana menos volátil. Contudo, não podemos nos esquecer que na quarta-feira (20), Joe Biden assumirá oficialmente o executivo estadunidense, desse modo, tendo em vista a conjuntura estadunidense, podemos ver um Real mais apreciado.

Seguimos de olho.