Dólar abriu esta terça-feira cotado a R$ 5,6386; o Euro, a R$ 6,7983

por André Galhardo
3 minutos de leitura

O dólar comercial fechou a segunda-feira (01), a R$ 5,5870, após ter começado o dia cotado a R$ 5,6418, uma variação intradiária de +0,98%. O Euro fechou o pregão a R$ 6,7967, e apresentou variação de +0,50% após ter iniciado o dia em R$ 6,7628.

A moeda americana iniciou esta terça-feira (02) cotada a R$ 5,6386 e o Euro abriu o dia cotado a R$ 6,7983. 

Agenda de hoje

A Eurostat divulgará os dados do IPC preliminar de fevereiro na Zona do Euro. Na Alemanha serão conhecidos os dados das vendas do comércio varejista em janeiro e a taxa de desemprego, relativa ao mês de fevereiro.

Na Austrália, a autoridade monetária deliberará sobre a taxa básica de juros. Após o fechamento do mercado brasileiro serão divulgados os dados do PMI composto da China no mês de fevereiro.

Em dia de agenda relativamente fraca, serão divulgados no Brasil o IPC da Fipe relativo a fevereiro e o índice de preços ao produtor da indústria de transformação, este último relativo ao mês de janeiro.

Perspectiva para o dia

Real x Dólar

Declarações de autoridades chinesas sobre possíveis bolhas no mercado global podem trazer turbulência para o mercado financeiro e para o real nesta terça-feira.

A tendência diária é de desvalorização da moeda brasileira, mesmo com a autoridade monetária australiana tendo endossado a manutenção dos estímulos monetários por lá, o que indica que as pressões sobre os títulos de longo prazo ainda não afetam as decisões dos bancos centrais no que diz respeito aos estímulos de curto prazo.

Real x Euro

Os dados do comércio varejista alemão decepcionaram no começo desta terça-feira. Segundo a Destatis, houve recuo de 4,5% na comparação mensal, frustrando em muito as expectativas que eram de um recuo de apenas 0,3%.

Além do comércio varejista, o indicador de emprego também veio com menor vigor que o esperado pelo mercado. A taxa de desemprego na Alemanha está em 6%.

A tendência diária é de desvalorização da moeda brasileira, ainda que algumas notícias sobre o relaxamento das medidas de distanciamento tenham surgido nas últimas horas.

Assuntos relacionados