Dólar em alta: avanços no acordo comercial com a China

entenda como o dólar se comportou na semana

Parece que finalmente Estados Unidos e China estão caminhando para um acordo sobre a guerra comercial entre as duas potências e isso impactou diretamente no fortalecimento da moeda americana esta semana.

O Dólar comercial começou a semana cotado a R$ 4,1073. Ao longo da semana, a moeda se desvalorizou fortemente devido aos problemas políticos envolvendo o presidente Jair Bolsonaro e seu partido. A crise instaurada trouxe um conjunto de incertezas a moeda. 

Soma-se a isso o fortalecimento do Dólar devido aos avanços no acordo comercial com a China e isso explica o movimento da moeda.

China e EUA parecem finalmente estar se acertando e colocando todo esse conflito em rota de resolução. Na sexta (18), o assessor comercial da Casa Branca, Peter Navarro, apontou para o fórum da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) em novembro, no Chile, como uma ocasião chave para formalização da “fase um” do acordo entre os dois gigantes.

Nesse contexto, a moeda americana saiu de R$ 4,1073 na segunda-feira e abriu o pregão de sexta-feira (18) negociada na casa dos R$ 4,1616. O Real acumula, portanto, uma depreciação de aproximadamente 1,32%. 

Veja também as análises para o euro e a libra esterlina.

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor e coordenador universitário nos cursos de Ciências Econômicas. Mestre em Economia Política pela PUC-SP, possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, com passagens pelo setor público.