Dólar abriu o dia cotado a R$ 5,6352; o Euro, a R$ 6,6133

Nesta quarta-feira, as cotações do Dólar e do Euro devem ser condicionadas pelos movimentos políticos domésticos. Veja mais!

O Dólar americano fechou a terça-feira cotado a R$ 5,6344, após ter começado o dia em R$ 5,6614. O Euro fechou o dia em R$ 6,6159, após ter iniciado o pregão em  R$ 6,6064. A moeda americana abriu esta quarta-feira cotada a R$ 5,6352 e o Euro abriu o dia cotado a R$ 6,6133.

Agenda de hoje

No exterior, o dia começou e terminará com dados da economia japonesa. De madrugada, foram conhecidos dados do setor de construção relativos ao mês de agosto e, após o fechamento do mercado no Brasil, serão conhecidos os dados do PMI industrial relativo a setembro. Nos Estados Unidos serão divulgadas: a segunda prévia do PIB do segundo trimestre, a variação de empregos privados da pesquisa ADP, e dados do setor de pretores e gás. Na Europa, teremos a divulgação das vendas do comércio varejista alemão relativo ao mês de agosto, o desemprego na Alemanha no mês de setembro e as variações de preços aos consumidores da França, Portugal e Espanha no mês corrente.

No Brasil, além da PNAD contínua, nós teremos a divulgação dos dados fiscais consolidados referentes ao mês de agosto, o fluxo cambial semanal do Banco Central e os dados de desemprego (Caged).

Perspectiva para o dia

Real x Dólar

A despeito do volume de indicadores desta quarta-feira, o real deve responder mais aos estímulos vindos da política doméstica. A criação do Renda Cidadã, e o uso de recursos do Fundeb e dos precatórios, podem implicar maculação da imagem austera do ministro da economia do Brasil. Além disso, atinge frontalmente a recomendação do Banco Central de que serão necessários esforços fiscais para que a taxa de juros e de inflação permaneçam baixas.

Real x Euro

A moeda europeia deve acompanhar o movimento do dólar em relação ao real, ou seja, a cotação também deve ser condicionada pelos movimentos políticos domésticos.