O IOF é cobrado em toda transferência internacional?

por Fabiana Lima
3 minutos de leitura
O-IOF-é-cobrado-em-toda-transferência-internacional

Se você já fez uma transferência internacional ou começou a pesquisar sobre as taxas cobradas nesse tipo de transação, deve ter percebido que todas as instituições financeiras cobram IOF em transferência internacional.

Isso é um padrão de mercado e, por mais que algumas empresas isentem o cliente de pagar tarifas e outros tipos de taxa, o IOF em transferência internacional sempre será cobrado. Mas será que a taxa é obrigatória em todas as transações desse tipo? Neste artigo, vamos explicar sobre isso. Confira!

O que é o IOF?

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é um tributo que incide sobre todos os tipos de operações de câmbio, seguro e financeiras, inclusive aquelas relacionadas com títulos e valores mobiliários, mesmo que não seja indicado. O IOF foi criado para regular as operações financeiras e de crédito no Brasil e medir a oscilação do sistema. 

As taxas de IOF variam de acordo com a operação de crédito que está sendo realizada e as alíquotas podem ser alteradas sem grandes processos ou burocracias. Como é um imposto brasileiro, o IOF é cobrado sobre as transações que são realizadas no Brasil ou fora do país, mas que vão envolver produtos financeiros ou de crédito internos.

Alguns desses produtos são cartão de crédito e cartão de débito, compras em sites internacionais, saque internacional com cartão de crédito, compra de moeda estrangeira no Brasil, cheques, aquisição de seguro, transferências internacionais, crédito pessoal e financiamento, investimentos, compras com cartão de crédito, compra de títulos mobiliários e ouro.

O IOF não é cobrado quando o brasileiro usa dinheiro para comprar uma moeda estrangeira em outro país, pois o sistema financeiro não é capaz de controlar esse tipo de operação.

Quando o IOF não é cobrado?

Como você pode ver no tópico anterior, todas as operações financeiras têm cobrança de IOF. Os únicos casos em que o tributo não é cobrado é quando as operações são realizadas por órgãos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e são vinculadas às questões essenciais das entidades. 

Dessa forma, autarquias e fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público; templos de qualquer culto e partidos políticos, inclusive suas fundações, entidades sindicais de trabalhadores e instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, que atendam os requisitos da lei não pagam IOF nas transações listadas acima.

IOF em transferência internacional: quando a taxa é cobrada

O IOF em transferência internacional é cobrado em todas as operações. Não existe isenção da tarifa nesse tipo de transação, o que muda são os valores cobrados. Cada instituição pode trabalhar com suas faixas de preço.

Algumas empresas cobram um valor maior de IOF e outras cobram um valor menor, mas acabam compensando em outras taxas. Por isso é preciso colocar tudo na ponta do lápis na hora de escolher uma empresa para fazer a sua transferência internacional.

Na Remessa Online, você encontra as menores taxas para fazer suas transferências internacionais, não precisa lidar com burocracias e faz o envio ou recebe o dinheiro bem rápido.

Tudo isso online, sem precisar ir em nenhuma agência física. Além disso, você consegue fazer uma simulação dos valores para saber exatamente quanto vai gastar. 

Quer saber como aproveitar todos os benefícios da Remessa Online? Acesse o site e confira!

Assuntos relacionados