Como funciona a Bolsa de Valores? Nós explicamos!

por Remessa Online
3 minutos de leitura
A bolsa de valores é um importante meio de investimentos para intermediar os interesses de quem deseja comprar ou vender ativos financeiros.

O mercado das ações está cada vez mais em destaque e despertando a atenção das pessoas que desejam iniciar um investimento. No entanto, uma dúvida comum a quem se encontra nessa situação é saber como funciona a bolsa de valores.

A bolsa de valores é um dos meios de investimentos mais procurados por quem está iniciando no mundo dos negócios, por isso, é fundamental conhecer bem como funciona e quais as particularidades dessa modalidade de investimento.

Por mais que pareça complicado, é bastante simples entender como funciona a bolsa de valores. Se você tem dúvidas sobre o assunto, está na hora que esclarecer! Confira neste post como funciona e informações relevantes sobre o assunto!

O que é a bolsa de valores?

A bolsa de valores é um mercado financeiro onde são negociados as ações e ativos de diversas empresas, títulos de renda fixa, commodities, fundos mútuos entre outros. É um ambiente seguro onde há a compra e venda de ações.

É um mercado organizado que permite a negociação de ações de valores imobiliários e de empresas de capital aberto. Tem uma função bem específica e pode contribuir de diversas formas para a economia nacional. Por exemplo:

  • Educação financeira;
  • Garantir a segurança dos títulos negociados;
  • Potencialização dos negócios realizados em um país.

Assim como outros mercados, a principal lei que rege os negócios é a da oferta e procura, portanto, os valores e pontuações podem variar, devido a diversas influências políticas e econômicas.

Como surgiu?

Existem várias teorias sobre o local onde tudo começou, mas tudo surgiu a centenas de anos quando comerciantes se reuniam para fazer negociações, como compra e venda de moedas, cartas de crédito, promissórias e outros materiais.

Na Bélgica em 1487, o termo bolsa surgiu e tomou notoriedade no mercado financeiro se espalhando por diversos países, que criaram as próprias bolsas de valores. No Brasil, a bolsa de valores começou por volta de 1820, com as negociações não oficiais desenvolvidas pela bolsa do Rio de Janeiro.

Com o passar dos anos surgiram novas bolsas no Brasil, como a de São Paulo em 1890, denominada Bolsa Livre e que ganhou grande notoriedade. Após diversas fusões e incorporando outras bolsas, se tornou a única bolsa do Brasil no ano 2000, já nomeada como BOVESPA.

Como funciona a Bolsa de Valores?

A bolsa de valores funciona de forma simples. Uma empresa abre o capital e oferece ações em troca de valores, com isso, quem está interessado e conclui que o negócio pode ser promissor, adquire pequenas fatias do negócio, que podem ter rendimento variável.

As atividades na bolsa de valores podem ser presenciais, ou virtuais, com operações realizadas pela internet. O ativo mais conhecido é a ação, no entanto, existem outros segmentos financeiros negociados como:

  • Ativos de renda fixa;
  • Crédito imobiliário;
  • Derivativos de balcão;
  • Derivativos listados;
  • Mercado à vista.

Consiste em um ambiente seguro para o mercado das ações, onde estão presentes compradores e vendedores particulares e institucionais. As cotações das ações variam diariamente e em tempo real, essa oscilação é chamada de volatilidade.

Dessa forma, a compra e venda das ações tem como base para negociação a tendência de uma ação a valorizar ou a desvalorizar. Tudo depende das influências externas e crescimento das empresas alvo de investimento.

Um fator importante para o funcionamento da bolsa de valores são os índices, que são carteiras teóricas que servem como uma referência para comparar resultados. São metodologias que auxiliam e direcionam os investidores.

Os pregões são os ambientes ondes as ações são compradas e vendidas. É onde ocorria a tradicional euforia durante as negociações, o que foi substituído pelo pregão eletrônico, onde os lances são efetuados por meio digital.

Quais as bolsas de valores mais importantes?

Muitos países contam com uma bolsa de valores para negociação de ações de empresas com capital aberto. As mais expressivas são a do mercado americano, europeu e asiático.

As bolsas de valores mais importantes do mundo são:

  • Australian Securities Exchange – Austrália;
  • B3 ou BM&F Bovespa – Brasil;
  • BME Spanish Exchanges – Espanha;
  • Bombay Stock Exchange – India;
  • Deutsche Börse – Alemanha;
  • Euronext – União Europeia;
  • Hong Kong Stock Exchange – Hong Kong;
  • Japan Exchange Group – Japão;
  • JSE Limited – África do Sul;
  • Korea Exchange – Coreia do Sul;
  • London Stock Exchange – Reino Unido;
  • NASDAQ – Estados Unidos;
  • National Stock Exchange of India – Índia;
  • New York Stock Exchange – Estados Unidos;
  • Shanghai Stock Exchange – China;
  • Shenzhen Stock Exchange – China;
  • SIX Swiss Exchange – Suíça;
  • Taiwan Stock Exchange – Taiwan;
  • TMX Group – Canadá.

Como investir na bolsa de valores?

As negociações na bolsa de valores no Brasil acontecem na B3, que é a união da BM&FBovespa e Cetip. A compra e venda de ações são realizadas por meio de corretoras especializadas e habilitadas pela Comissão de Valores Mobiliários.

Nesse sentido, para começar a atuar na bolsa de valores é necessário ter um cadastro em uma corretora, que abre uma conta para o investidor na bolsa de valores. Os valores mínimos para abrir uma conta são determinados por cada corretora individualmente, portanto podem sofrer variações. 

As ações na bolsa de valores podem ser compradas em três formas que são fundos de investimento, individualmente e clubes de investimentos. Evidentemente, ter um planejamento eficiente e pesquisar bastante é essencial para ter sucesso.

Fique atento as dicas para começar com o pé direito: 

  • Controle a euforia;
  • Não comprometa sua renda mensal;
  • Se informe bastante e acompanhe o mercado;
  • Abra uma conta em uma corretora confiável e de qualidade.

Quais as vantagens e os riscos desse investimento?

Como qualquer tipo de investimento, a bolsa de valores têm seus riscos e suas vantagens. Conhecer com detalhes esses fatores é parte essencial do planejamento e contribui para ter sucesso.

Veja as vantagens e os riscos!

Vantagens

A bolsa de valores tem como vantagens a oferta de boas possibilidades de investimentos, com chances de lucrar e sem carência, permitindo resgatar o dinheiro quando for oportuno. Além disso, não exige muito dinheiro para começar, tem a possibilidade de receber dividendos de uma empresa e isenção no imposto de renda.

Riscos

O principal risco de investir na bolsa de valores é a variação no preço das ações. Isso exige um planejamento criterioso, pois não há garantias de retornos positivos do valor que foi investido.

Mitos sobre a bolsa de valores

A bolsa de valores é cercada de mitos que tomam conta dos comentários sobre essa modalidade de investimento. No entanto, nem tudo que se diz é verídico e é fundamental se informar em fontes confiáveis.

Os principais mitos sobre a bolsa de valores são:

  • Possibilidade de ficar rico repentinamente;
  • É um investimento só para quem é rico;
  • Que a bolsa de valores é uma loteria;
  • É necessário esperar muito tempo para ter retornos.

Transferências internacionais Remessa Online

Todo investidor, seja iniciante ou mais experiente, vê o mercado internacional com bons olhos, principalmente pelas boas oportunidades para investir e ter resultados positivos.

Nesse contexto, é essencial contar com um meio para enviar dinheiro ao exterior e começar um investimento, pagando taxas justas para otimizar ainda mais o valor que será aplicado.

A Remessa Online é uma empresa com ampla experiência no mercado internacional e oferece serviços de transações internacionais com a taxa mais baixa do mercado. As operações são realizadas por meio da plataforma digital, que oferece toda segurança e comodidade.

Além de concluir processos em até um dia útil, a Remessa Online é credenciada pelo Banco central do Brasil e tem as principais corretoras internacionais integradas na plataforma, favorecendo aplicações mais eficientes, especialmente para investir em bolsas internacionais.

Como você percebeu, saber como funciona a bolsa de valores é essencial para quem pretende iniciar uma carreira como investidor. Portanto, todo conhecimento é bem-vindo para estabelecer um planejamento estratégico e bem estruturado, para elevar as possibilidades de sucesso.

Agora que você já está bem informado sobre a bolsa de valores, que tal conhecer serviços financeiros extremamente úteis para todo investidor? Acesse o site da Remessa Online agora mesmo e confira!

Resumindo

O que é a bolsa de valores?

É um mercado financeiro onde são negociados as ações e ativos de diversas empresas, títulos de renda fixa, commodities, fundos mútuos entre outros. É um ambiente seguro onde há a compra e venda de ações.

Quais são os principais mitos relacionados a bolsa de valores?

Possibilidade de ficar rico repentinamente;
É um investimento só para quem é rico;
Que a bolsa de valores é uma loteria;
É necessário esperar muito tempo para ter retornos.

Assuntos relacionados