Remessa Online lança plataforma para microempreendedores receberem do exterior

por Remessa Online
3 minutos de leitura
Remessa Online lança plataforma para MEI e ME

Os processos para que microempreendedores recebam valores do exterior foram simplificados na Remessa Online. No artigo a seguir entenda tudo o que mudou e saiba como fazer seu cadastro.

A Remessa Online, que já é o jeito mais fácil de pessoas físicas enviarem e receberem dinheiro do exterior, agora também é a melhor opção para pequenos empreendedores. Prestadores de serviços das modalidades MEI (Microempreendedores Individuais) e EI (empresa individual) também podem realizar transações financeiras internacionais pela plataforma.

Tudo isso graças a nova funcionalidade que oferece uma experiência 100% online e transparente aos MEI e EI desde o cadastro até o recebimento por serviços prestados ao exterior. Tudo isso com rapidez e sem burocracias. 

Qual o objetivo da nova plataforma? 

Embora o mercado brasileiro seja amplo e ofereça muitas possibilidades, o empreendedor que atua como prestador de serviços não precisa se limitar ao Brasil na hora de buscar projetos e oferecer seu trabalho.

Essa linha de pensamento vai totalmente ao encontro do que pensa a Remessa Online: as fronteiras globais podem sim ser rompidas. Há um mundo de possibilidades para além do Brasil.

Pensando nisso, a empresa acredita que prestadores de serviço devem buscar oportunidades no exterior e podem contar com a Remessa para ajudar a tornar o processo de recebimento mais rápido, seguro e, principalmente, mais barato.

O que muda na plataforma da Remessa Online para quem é MEI e EI?

Tanto os Microempreendedores Individuais (MEI) quando os EI (Empresa individual) já podiam usar a plataforma da Remessa Online for Business para receber por seus serviços. A diferença é que antes parte dos trâmites para que isso fosse possível era feita manualmente, através do envio de documentos. 

Para novos clientes: agora quem for MEI ou EI terá um local específico dentro da plataforma da Remessa Online para realizar seu cadastro com simplicidade e rapidez. O processo de recebimento também foi simplificado.

Para quem já é cliente PJ: o seu cadastro na Remessa Online for Business continua valendo, ou seja, você não precisará realizar um novo cadastro de seus dados e dos dados da sua empresa. A grande novidade é que se antes boa parte do processo de recebimento de dinheiro do exterior era feita com a ajuda de um gerente da Remessa Online, agora tudo foi simplificado e automatizado.

Para quem quer virar PJ: se você tem uma conta de pessoa física na Remessa Online mas possui uma empresa e quer ter conta PJ, precisará criar um novo cadastro para sua empresa. É importante que você use um e-mail diferente daquele cadastrado na conta de pessoa física para que os dados não conflitem.

Como novos empreendedores podem se cadastrar na Remessa Online?

Quando o microempreendedor acessar o site da Remessa Online clique no botão “cadastrar” que está localizado no canto superior direito da tela. Ao ser direcionado para a tela de cadastro, selecione “Pessoa Jurídica”. Será pedido para que você forneça as seguintes informações:

  1. CNPJ
  2. Tipo de empresa
  3. Razão social
  4. Nome do contato
  5. Email
  6. Telefone
  7. Senha

Após preencher os dados, marque a caixinha “Li e aceito os termos de uso” e clique em “Cadastrar”.

microempreendedores podem receber do exterior pela Remessa Online - Remessa Online lança plataforma para microempreendedores receberem do exterior
Essa é a tela de cadastro para microempreendedores na Remessa Online.

Como MEI e EI podem receber com a nova plataforma da Remessa Online?

Após realizar o cadastro na Remessa Online, você precisará seguir alguns passos para conseguir receber seu dinheiro do exterior. Repare como é simples.

Compartilhe informações do canal bancário com o remetente no exterior

Ao clicar em Recebimentos, indique a moeda que será recebida e verá exibido em sua tela os dados bancários da Remessa Online que deverão ser compartilhados com quem irá enviar o dinheiro para você.

Envie os dados bancários da Remessa Online para o remetente (também chamado “ordenante”) conforme a moeda que você deseja receber. A transferência do dinheiro depende do remetente. Avisaremos no seu e-mail quando os valores forem recebidos.

Envie documentos que informem o motivo pelo recebimento dos valores

Depois que o dinheiro chegar na plataforma, você terá que informar o motivo pelo recebimento da transferência. Essa é uma exigência de todo correspondente cambial cadastrado no Banco Central.

Para realizar essa comprovação da procedência do recebimento e resgatar os valores, o microempreendedor precisará enviar na própria plataforma alguns documentos. Eles variam conforme a finalidade do recebimento. Veja só:

  • Serviços – Fatura do Serviço (Invoice) e Contrato de Prestação de Serviço
  • Aumento de Capital – RDE (Registro Declaratório Eletrônico) e Contrato de Aumento de Capital (Facta)
  • Empréstimo – Contrato de Empréstimo e ROF (Registro de Operações Financeiras)

A aprovação dos documentos geralmente leva menos de um dia útil. 

Informe a conta bancária de sua empresa e resgate o dinheiro

Por fim, cadastre uma conta bancária brasileira no nome da sua empresa e resgate o dinheiro quando quiser. Após a solicitação do resgate, creditamos o valor na conta bancária informada em até 2 dias úteis. 

Existem vários bancos digitais que oferecem a possibilidade de criar uma conta PJ de maneira rápida e sem tarifas para microempreendedores que ainda não têm uma.

microempreendedores agora podem receber do exterior pela remessa online - Remessa Online lança plataforma para microempreendedores receberem do exterior
Receber do exterior pela Remessa Online significa ter acesso as menores tarifas do mercado.

Por que a Remessa Online é a melhor opção para MEI e EI?

Microempreendedores que trabalham prestando serviços estão atrás de duas coisas: rapidez e o menor custo possível. Nesse sentido, os serviços de envio de dinheiro ao exterior e recebimento de transferências internacionais oferecidos pela Remessa Online despontam como os mais baratos do mercado.

Isso é possível porque a Remessa Online usa como base o dólar comercial (mais barato que o dólar turismo) e cobra apenas 1,3% de tarifa pelo serviço prestado mais o IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) que é estipulado pelo governo federal. Através do site é possível realizar a simulação para saber quanto será recebido.

Quando o dinheiro chega no Brasil, o prazo para resgate, ou seja, para que o montante seja enviado para a conta do microempreendedor é de até 2 dias úteis.

A Remessa Online conta com um time de atendimento a postos para esclarecer todas as suas dúvidas sobre como usar a plataforma. Use o chat no canto inferior direito do site da Remessa e em questão de minutos alguém irá te ajudar. Ele funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h.

Assuntos relacionados