Passo a passo de como tirar o visto para a China

como conseguir visto para a chiba

A China tem se tornado cada vez mais um destino turístico valorizado pelos brasileiros. Neste texto vamos ensinar o passo a passo de como tirar o visto para China.

A China é o terceiro país mais visitado do mundo. Isso se deve a cultura milenar, a monumentos famosos como a Muralha da China (uma das Sete Maravilhas do Mundo), as cadeias de montanhas como o Himalaia, e também pela ascensão econômica do país nos últimos anos.

A China também é o país mais populoso do mundo, tendo mais de 1,38 bilhão de habitantes, o que corresponde a quase um quinto de toda a população do planeta.

O contraste entre a modernidade da ascensão econômica e a tradição de uma cultura milenar chamam atenção de quem visita o país.

Muralha da China - Uma das 7 maravilhas do mundo.
Muralha da China – Uma das 7 maravilhas do mundo.

Para algumas cidades, é preciso de visto para viajar. Veja a seguir o passo a passo de como tirar o visto para a China.

Passo 1: Reúna a documentação necessária

O visto para pessoas que vão á China como turistas é o “L”.

Para fazer essa solicitação, é preciso que o passaporte esteja com validade de no mínimo seis meses.

Com o passaporte em mãos, você vai precisar imprimir um formulário disponível no site do Consulado Chinês.

Preencha com letra de forma e anexe uma foto 3×4 recente com fundo branco.

Na solicitação, será preciso colocar também as informações sobre seu itinerário, reserva de hotel, passagem aérea (ida e volta) ou carta-convite emitida por um indivíduo que mora na China contendo todos os dados pessoais da pessoa convidada, data de chegada e saída e assinatura do representante legal.

Passo 2: Vá até ao consulado ou envie pelos Correios

Com os documentos em mãos, vá ao Consulado da China que atende a jurisdição do estado que você reside.

A entrega dos documentos não precisa ser presencial, isto é, você pode solicitar que alguém leve os documentos para você.

Há Consulado da China em São Paulo (compreende os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e no Rio de Janeiro (jurisdição de Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo).

Se você não mora em um desses estados, também é possível enviar os documentos pelos Correios, pagando uma taxa e enviando envelope preenchido com o endereço do destinatário para a devolução do passaporte.

Passo 3: Pagamento da taxa do visto

Ao entregar os documentos, você vai receber um boleto para pagar a taxa do visto.

Para quem enviar pelos Correios a documentação, é preciso entrar em contato com a Embaixada da China, em Brasília, para obter informações sobre o pagamento.

A taxa é no valor de R$ 460,00 para passaportes brasileiros. Contudo, os valores podem varias para casos de emergências.

No que se atentar ao tirar o visto para China

Se você for a Macau ou Hong Kong, que são destinos bastantes procurados na China, precisa saber que estas são cidades administrativas. Assim, se você for visitá-las vai sair do território Chinês, precisando de um visto de duas entradas ou mais.

Contudo, se você for ficar apenas nessas cidades não precisa de visto para a China.

Há peculiaridades para tirar o visto para China se você for para Hong Kong ou Macau.
Há peculiaridades para tirar o visto para China se você for para Hong Kong ou Macau.

Se você pretende visitar algum destino da China e vai ficar por um período inferior a seis dias (144 horas), não precisa emitir o visto em trânsito.

A liberação é dada no momento do desembarque no país, quando for apresentada a documentação de viagem internacional válida e a passagem com conexão para um terceiro país.

A isenção do visto em trânsito é válida para as cidades de Pequim (Beijing) e Tianjin, Xangai e a província de Hebei.

Há ainda cidades que permitem isenção do visto de trânsito por até três dias (72 horas), apresentando a passagem para o outro país.

Conseguimos tirar suas dúvidas sobre como tirar o visto para China? Recomendamos de em caso da necessidade de qualquer esclarecimento entrar em contado com a Embaixada da China no Brasil, que possui sede em Brasília, pelo telefone 61 2195-8200 ou e-mail [email protected]

Leia também: Visto para a Europa: o que é preciso e quais documentos são necessários