Dólar abriu esta quarta-feira cotado a R$ 5,6236; o Euro, a R$ 6,6946

por André Galhardo
3 minutos de leitura

O dólar comercial fechou a terça-feira (16) em estabilidade, a R$ 5,6248, após ter começado o dia cotado a R$ 5,6252. O Euro fechou o pregão a R$ 6,6933, e também apresentou estabilidade após ter iniciado o dia em R$ 6,6996.

A moeda americana iniciou esta quarta-feira (17) cotada a R$ 5,6236 e o Euro abriu o dia cotado a R$ 6,6946. 

Agenda de hoje

Não é só no Brasil que serão decididos os novos detalhes da política monetária para os próximos 45 dias. Nos Estados Unidos, o Federal Reserve System decidirá sobre a taxa básica de juros, enquanto na Europa serão conhecidos os dados da inflação mensal relativa ao mês de fevereiro.

No radar dos investidores domésticos estão os dados do IPC semanal da Fipe, o fluxo cambial semanal e a decisão da taxa básica de juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Perspectiva para o dia

Real x Dólar

A despeito da grande espera pelo comunicado do presidente do banco central americano após a decisão da taxa de juros, o real deve perder força em relação ao dólar antes mesmo do evento mais aguardado do dia.

A tendência de desvalorização da moeda brasileira é marcada pelo importante aumento do número de infecções e mortes por covid-19. A percepção de que o país está sem direção em relação à pandemia não atinge apenas os brasileiros, é uma questão global.

Real x Euro

Muito tem sido falado nos últimos dias sobre uma possível escalada da inflação nos países desenvolvidos e emergentes, no entanto, é importante destacar que a leitura final da Zona do Euro veio em linha com o comunicado preliminar e apontou inflação mensal de apenas 0,2%.

Quando observado o núcleo da inflação, que desconsidera efeitos transitórios e autor reajustáveis, o percentual foi de apenas 0,1%. A estabilidade na cotação da moeda na terça-feira reflete a espera pelo comunicado emitido pelo presidente do banco central americano, já que não se espera nenhum tipo de alteração da taxa básica de juros por lá.

A tendência diária é de desvalorização da moeda brasileira, refletindo muito mais o descontrole da pandemia no país que as decisões de política monetária.

Assuntos relacionados