5 dicas para aumentar o limite do cartão de crédito

Já pensou em aumentar o limite do cartão de crédito, mas tem dúvidas de como fazer isso? Apresentamos 5 dicas para chegar a esse objetivo. Veja!

O limite do cartão de crédito pode ser aumentado de forma automática, ou por solicitação ao banco. Um bom relacionamento é fundamental!

Já pensou em aumentar o limite do cartão de crédito, mas tem dúvidas de como fazer isso? Apresentamos 5 dicas para chegar a esse objetivo. Veja!

O limite do cartão de crédito é uma facilidade quando você tem imprevistos. Um gasto inesperado pode ser coberto quando está sem dinheiro, e você pensa no pagamento somente no fechamento a fatura. Por outro lado, também é preciso ter cuidado.

Assim como é um facilitador, esse recurso também pode ser um verdadeiro vilão das finanças. Segundo dados de abril de 2020, o percentual de famílias com dívidas atingiu 66,6%. Desse total, a maior parte é com o cartão de crédito, que chega a 77,6%.

Então, como aumentar o limite do cartão de crédito com segurança? É o que vamos mostrar neste conteúdo, a partir das boas práticas aceitas pelas instituições financeiras. Saiba mais!

Qual a importância do cartão de crédito para as finanças do brasileiro?

Com a expansão do uso dos cartões de crédito, esse recurso é cada vez mais importante para as finanças dos brasileiros. Conforme a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), em 2019, foram realizados R$ 1,84 trilhão em compras com crédito, débito e pré-pagos.

Em comparação com 2018, o aumento chegou a 18,7%. Para ter uma ideia, apenas as compras com cartões de crédito ultrapassaram R$ 1 trilhão, maior que o débito, que ficou em segundo lugar com R$ 664 bilhões.

O motivo é simples — o cartão de crédito é uma forma fácil e rápida de comprar. Quando bem organizados, os valores das compras já ficam previstos e são pagos sem problema no próximo mês.

Ainda assim, muitos brasileiros se endividam com essa modalidade. De acordo a Serasa Experian, a média de comprometimento da renda com essa modalidade chega a 29,2%. Quem ganha menos, tem um percentual maior de salário empenhado. Veja:

  1. até R$ 1 mil: 60,7% da renda está comprometida;
  2. de R$ 1 mil a R$ 2 mil: 48,4% da renda está comprometida;
  3. de R$ 2 mil a R$ 5 mil: 33,9% da renda está comprometida;
  4. de R$ 5 mil a R$ 10 mil: 26,6% da renda está comprometida;
  5. acima de R$ 10 mil: 14,2% da renda está comprometida.

O mesmo estudo ainda mostrou que a média de gastos no Brasil foi de R$ 1.125 em abril de 2020. Por isso, ainda que o limite do cartão de crédito seja uma boa alternativa para imprevistos, é preciso entender seu funcionamento para utilizá-lo da forma adequada.

Como o limite do cartão de crédito é definido pelos bancos?

O valor liberado pela instituição financeira depende de alguns fatores. Entre eles estão:

  1. renda pessoal;
  2. capacidade de pagamento;
  3. comprometimento da renda;
  4. histórico de pagamentos

É feita uma análise aprofundada e podem ser solicitados alguns documentos. Muitas vezes, o banco avalia as últimas transações do seu extrato de conta-corrente.

Para a primeira autorização, o limite do cartão de crédito costuma ser de até 30% da renda mensal. Conforme o relacionamento com o banco melhora, ele pode aumentar. Esse objetivo pode ser alcançado de duas formas:

  1. aumento automático: ocorre quando o banco analisa as suas transações financeiras e decide pelo aumento. Para isso, é preciso deixar a autorização para o serviço;
  2. solicitação junto ao banco: é necessário entrar na sua conta-corrente e pedir o aumento do limite do cartão de crédito pelo internet banking ou solicitar ao seu gerente.

Em qualquer um dos casos, o funcionamento do limite é simples. Se você tem R$ 1.000 e faz uma compra de R$ 100 — à vista ou parcelada —, ele cai para R$ 900. Caso tenha sido realizada em duas prestações de R$ 50, assim que o pagamento da primeira for efetivada, sobe para R$ 950.

Se o pagamento da fatura for parcial, o valor que ficou em aberto entra no chamado rotativo. Em março, a taxa de juros dessa modalidade estava em 296,1%. Assim, se você havia gastado R$ 500 e pagou apenas R$ 150 de um limite de R$ 1.000, você tem apenas R$ 650 disponível. No mês seguinte, é obrigatório pagar a fatura inteira ou renegociar o valor.

Quais são as boas práticas para aumentar o limite do cartão de crédito? Veja 5 dicas

O limite do cartão de crédito pode ser elevado de duas maneiras, mas ambas exigem um bom relacionamento com o banco. Por isso, listamos 5 boas práticas que ajudarão a alcançar seu objetivo.

1. Atualize sua renda sempre

A sua remuneração mudou? Avise o banco. Sempre faça isso, porque a comprovação de renda é um dos fatores fundamentais para haver o aumento do limite do cartão de crédito.

Aqui, vale a pena reforçar quais documentos comprovam a remuneração. Os principais são:

  1. holerite;
  2. extrato de conta-corrente;
  3. declaração de Imposto de Renda (IR);
  4. Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE);
  5. carteira de trabalho.

Qualquer que seja a sua situação, vale a pena atualizar a renda uma vez por ano. Nesse processo, você pode apresentar comprovantes complementares, como de compra de carro, moto, ativos financeiros, aluguéis, bônus, pensões e participação nos resultados de uma empresa.

2. Nunca atrase os pagamentos

As faturas devem ser pagas sempre na data de vencimento ou antes. Quando você atrasa, prejudica a sua reputação com o banco, além de pagar juros.

O recomendado para cumprir essa regra é fazer um bom planejamento financeiro e segui-lo. Outra dica é colocar a fatura em débito automático. Assim, você já sabe que terá essa quantia descontada em determinado dia do mês.

Além de pagar as faturas em dia, lembre-se de quitar o valor total. Pagar o mínimo também é malvisto pela instituição financeira. 

3. Mantenha o uso próximo ao limite

A dica pode parecer estranha, mas quando você usa pouco do seu limite do cartão de crédito, o banco entende que ele é suficiente. Por isso, sempre use mais da metade do valor disponibilizado hoje.

Você pode concentrar suas despesas no cartão para atingir esse propósito. Alguns bancos até permitem colocar em um modelo de pagamento automático, em que nenhuma taxa extra é cobrada.

Essa indicação também ajuda a acumular milhas e pontos para trocar por viagens e outros produtos. Portanto, sempre mantenha um bom padrão de consumo.

4. Aumente seu score de crédito

O score de crédito é uma pontuação que indica se você é um bom pagador. Ele é baseado no seu histórico de pagamentos e em outros fatores de relacionamento com o mercado.

A pontuação vai de 0 a 1.000 e quanto mais próximo do número alto, melhor é. A divisão é feita da seguinte forma:

  1. até 300 pontos: risco alto de inadimplência;
  2. de 300 a 700 pontos: risco médio de inadimplência;
  3. acima de 700 pontos: risco baixo de inadimplência.

Quando seu score é alto, o banco entende que pode confiar em você. Assim, aumenta seu limite do cartão de crédito. Para melhorar a pontuação, mantenha seus dados atualizados nos órgãos de proteção ao crédito, pague as contas em dia e faça o Cadastro Positivo.

5. Transfira todos os seus limites para o cartão de crédito

O valor disponível no cheque especial, por exemplo, pode ser transferido para o cartão de crédito. A mesma coisa pode ser feita com limites de empréstimos pré-aprovados, linhas de crédito de curto prazo e outros.

Faça o processo pelo internet banking ou direto na agência. Outra dica é conversar com o seu gerente para fazer uma negociação melhor.

Com todas essas recomendações, você aumenta o limite do cartão de crédito e pode gastar com tranquilidade, inclusive em outros países. Para isso, conte com uma plataforma de transferências internacionais, como a Remessa Online.

Assim, você pode viajar, enviar e receber dinheiro do exterior e até pagar por produtos ou receber por serviços prestados para companhias internacionais. Essa é mais uma forma de aumentar sua renda e, claro, elevar o limite do cartão de crédito.

Agora que você viu essas dicas, que tal ver mais informações? Aproveite e saiba se vale a pena usar o cartão de crédito no exterior.

Resumindo

O que acontece se ultrapassar o limite do cartão de crédito?

O banco pode negar a compra ou autorizá-la com a cobrança de uma taxa extra, que varia conforme a instituição financeira.

Como calcular o limite do cartão de crédito?

O cálculo é feito pela instituição financeira de acordo com as suas informações. De toda forma, é possível aumentar com as dicas que apresentamos.

Como funciona o limite do cartão de crédito parcelado?

Se você fizer um parcelamento, o valor total da compra fica como limite bloqueado. Conforme as parcelas são pagas, há liberação do valor.