Startup para Investir: saiba os benefícios e as startups que recebem os maiores aportes no Brasil

por Fabiana Lima
3 minutos de leitura
Investimentos no Brasil: 10 startups que receberam aportes em 2020

Para quem está em busca de uma startup para investir, o cenário nacional é uma boa aposta. 

Os investimentos no Brasil estão a todo vapor. Embora a pandemia causada pelo novo coronavírus tenha prejudicado diferentes setores, algumas startups estão crescendo, gerando empregos e movimentando a economia no país.

Nos últimos anos, como exemplo de sucesso, podemos ver surgindo no mercado os novos unicórnios brasileiros para colocar à prova que o investimento na inovação tem um excelente retorno.

O ano de 2020 foi marcado por alguns aportes importantes e que vão impulsionar alguns negócios. 

Veja a seguir quais são as melhores startups para investir no Brasil e os aportes que foram feitos. Confira!

Por que investir em uma Startup? 5 Benefícios

O investimento em startups, especialmente startups que estão se lançando no mercado ou que ainda não possuem um MVP, é uma aposta de risco. 

No entanto, existem vários pontos positivos que fazem o investimento em uma startup se tornar um bom negócio, com ótimas possibilidades de retorno financeiro.

Confira alguns dos principais benefícios:

1. Facilidade de investir

A facilidade de investir em startups atualmente se dá pelas novas plataformas que permitem a realização de aportes financeiros sem burocracia. É possível realizar toda a negociação de investimento em Venture Capital de forma online.

Além disso, existem modalidades de investimento que permitem que pessoas comecem a investir com um valor reduzido, como ocorre no caso do investidor-anjo. Isso permite uma maior diversificação na carteira de investimentos.

2. Possibilidade de investir no exterior

Assim como as startups brasileiras, as startups de outros países também se destacam e atraem os olhares de investidores.

Através de fundos de investimento e rodadas de investimento, é possível realizar aportes financeiros em empresas do exterior visando o retorno financeiro em uma moeda mais valorizada.

É uma forma de diversificar os investimentos e aproveitar, por exemplo, a alta do dólar.

3. Retorno financeiro acima da média

O risco no investimento em startups é proporcional em relação ao retorno financeiro quando a startup apresenta potencial de crescimento escalável. Por isso, é tão importante uma boa visão de mercado e entendimento do cenário econômico para começar a investir e se dar bem.

Com um bom poder analítico, as chances de apostar na startup certa são maiores e, quem sabe, ter o tiro certeiro de acertar em uma startup que pode se tornar o mais novo unicórnio futuramente.

4. Incentivar o desenvolvimento, inovação e tecnologia

Startups surgem no mercado com a proposta de apresentar um serviço ou produto inovador, disruptivo e capaz de solucionar problemas que empresas tradicionais não enxergam a solução.

Por isso, ao investir em startups, você está também incentivando o desenvolvimento de tecnologia e movimentando a inovação na sociedade.

5. Contribuir para a economia

Com o dinheiro do aporte financeiro, as startups conseguem investir no desenvolvimento de seus produtos e serviços e, para isso, apostam em melhorias na infraestrutura e na contratação de pessoas.

Esse dinheiro que entra, através dos investidores, ajuda a fomentar a economia e gerar mais empregos.

É diferente do que acontece no investimento aplicado na Bolsa de Valores, por exemplo, que não é um capital direcionado para a empresa. Nesses casos, o aporte fica “parado” em posse de outros investidores.

Por isso, na lógica do investimento em startups, existe um efeito mais direto e prático na economia nacional e na vida das pessoas.

A importância de aporte financeiro para uma Startup

Empreender é um grande desafio e, quando falamos de startups, o cenário pode ser ainda mais nebuloso. 

Muitas vezes, as startups surgem com excelentes propostas de negócios, com ideias inovadoras e disruptivas, mas falta conhecimento técnico e aporte financeiro para fazer a empresa alçar voos mais altos.

Muitas nascem em ambientes informais e com apenas o recurso financeiro do próprio bolso ou de familiares e conhecidos, com pouquíssima margem para crescimento.

Por isso, os investidores-anjo e outras modalidades são tão fundamentais. Com o aporte financeiro,  além do conhecimento técnico e experiência de mercado, esses investidores se tornam decisivos para o crescimento da startup.

São o impulso financeiro para que boas ideias possam sair no papel, através do investimento na captação de talentos, melhorias nos processos e desenvolvimento técnico.

Como os investimentos de Startups são feitos no Brasil? 5 formas de investir

Quando o assunto é mercado de startups, existem alguns tipos de aportes que podem ser feitos e que as startups brasileiras receberam. 

O objetivo desses investimentos no Brasil é causar impactos positivos nesses modelos de negócios. Os principais exemplos de modalidade de investimento para startups incluem:

  1. Private Equity: investimento financeiro de custos elevados em empresas e startups mais maduras no mercado, que estão em busca de expansão;
  2. Venture Capital: investimento de risco com intenção de compra acionária, normalmente em startups que já apresentam certa relevância no mercado;
  3. Investimento seed: também conhecido como capital semente, é um investimento direcionado para startups emergentes, que precisam de aporte financeiro para decolarem, aumentando quadro de funcionários, na construção de MVP etc;
  4. Investidor-anjo: é um investidor de risco que aposta do próprio patrimônio financeiro em startups com modelos de negócio escalável, geralmente apostando em mais de uma startup;
  5. Bootstrapping – investimento de patrimônio próprio, familiares, amigos: aporte financeiro realizado por pessoas próximas do empreendedor ou pelos próprios fundadores e sócios.

10 startups que receberam aportes em 2020

Um aporte de capital, investimento feito nas startups brasileiras recentemente, é uma contribuição financeira que essas empresas recebem com um objetivo específico. 

O aporte pode ser feito de forma única, mensalmente ou periodicamente. Veja a seguir, quais foram as startups que receberam investimentos no Brasil e quais foram os valores dos aportes.

1. Remessa Online

A Remessa Online é uma startup de transferências internacionais que recebeu, recentemente, um aporte de R$ 110 milhões em uma rodada liderada pelo fundo Kaszek. O fundo é bastante conhecido no mercado de investimentos no Brasil e já fez aportes em grandes startups do país, como Nubank, Loggi e QuintoAndar. 

2. Kenoby

A empresa de recrutamento e seleção, que oferece uma plataforma digital, recebeu no início do ano, 20 milhões de reais do fundo de investimentos brasileiros Astella. A empresa investidora conta com Omie e Resultados digitais em seu portfólio. Antes de receber esse aporte, a Kenoby havia levantado R$ 4 milhões em outras rodadas.

3. Acesso Digital

A Acesso Digital está no mercado desde 2007, desenvolvendo tecnologias de reconhecimento facial, admissão à distância e assinatura eletrônica. A startup acabou de receber um aporte de R$ 580 milhões em uma rodada de investimentos liderada pela General Atlantic, que já investiu no Neon e Gympass, e pelo Softbank, que já investiu no Creditas e na Loggi. 

A pandemia acelerou o crescimento da Acesso Digital, devido a necessidade e o uso de serviços digitais de identificação, como biometria e assinatura eletrônica. 

4. Zenvia

A plataforma de comunicação, Zenvia, recebeu aporte de US$ 54 milhões para usar em aquisições de clientes, desenvolvimento de novos produtos e expansão na América Latina. A empresa participou da rodada de investimentos no Brasil, liderada pela Oria Capital. 

Além disso, contou com a participação dos investidores de seus fundos, que colocaram dinheiro diretamente na companhia. 

5. FestaLab

A startup, que atua no segmento de festas e eventos, pretende ser um hub de produtos e serviços para confraternizações. A empresa conseguiu captar R$ R$ 7,5 milhões em um aporte liderado pelos fundos Canary, Atlantico e Big Bets. 

6. Gupy

A empresa criadora da plataforma de recrutamento conseguiu crescer 25% mesmo em meio à crise do coronavírus. A startup participou de uma rodada de aportes e conseguiu captar R$ 40 milhões. A rodada foi liderada pela gestora de fundos Oria Capital. 

A plataforma da Gupy é totalmente online e permite que as empresas contratem seus candidatos de forma simplificada. Fundada em 2015, a Gupy tem clientes como a Vivo, Cielo, Renner, Ambev e Grupo Pão de Açúcar.

7. Zenklub

A Zenklub conquistou um aporte importante que lhe permitirá expandir seus serviços de saúde emocional. A Startup de consultas psicológicas virtuais conseguiu uma injeção de capital de R$ 16,5 milhões.

A rodada de aportes foi liderada pelo fundo de investimento português Indico Capital Partners e teve participação dos fundos europeus Todos os Ferro e 200M, além de executivos brasileiros do mercado da saúde.

8. A55

A fintech de crédito a55, foi criada em 2018, com um modelo de crédito baseado na previsibilidade da receita de empresas SaaS. Com quase dois anos de mercado, a startup já financiou 50 empresas e conduziu 350 operações, entre os mercados brasileiro e mexicano.

No primeiro semestre de 2020, a startup conseguiu um aporte de US$ 5 milhões liderado pelo fundo de venture capital Santander InnoVentures. 

9. Genoa Performance

A Genoa Performance desenvolve soluções com Inteligência Artificial, Machine Learning, Big-Data, IoT, em conjunto com componentes autônomos, como bots, para interagir proativamente com o consumidor, por meio do call center.

A startup, que tem como objetivo levar eficiência para o setor, recebeu um aporte de R$ 2,5 milhões. O valor será utilizado para aumentar os esforços da empresa em vendas para triplicar o número de clientes. O investimento foi feito pelo fundo Verus Group. 

10. Psicologia Viva

As plataformas de psicologia estão em expansão há alguns anos. Com a crise do novo coronavírus, a necessidade de realizar as sessões de terapia online aumentou. As startups que estão desenvolvendo soluções para esse mercado têm muito potencial de crescimento.

A Psicologia Viva, por exemplo, recebeu um aporte de R$ 6 milhões para expandir sua equipe, seus produtos e sua atuação pela América Latina.

Aprenda mais sobre o Mercado de Startups

As novidades em relação às rodadas de investimento e startups que surgem no mercado acontecem de forma acelerada e pode ser difícil se manter informado sobre tudo o que acontece dentro desse segmento.

Se você deseja se aprofundar sobre questões de investimento de risco e janelas de oportunidades para ter um bom retorno financeiro com startups, confira sempre os conteúdos compartilhados no blog da Remessa Online.

Conte com informações sobre o mercado financeiro no Brasil e no mundo, e artigos completos sobre conceitos fundamentais para quem quer empreender e investir.

Veja como receber aporte financeiro e investir em Startups de maneira facilitada, conheça as soluções da Remessa Online! 

Em outubro de 2020, lançamos a Remessa for Startups, uma iniciativa que visa solucionar as dores das startups brasileiras.

O novo serviço oferece uma consultoria completa para:

  • Estruturação internacional;
  • Processamento de câmbio;
  • Apoio com todos os registros e documentações para habilitar o recebimento do capital. 

Além de auxiliar as startups, a Remessa for Startups atende também os demais agentes do ecossistema, como investidores anjo e venture capital.

Conte com a Remessa Online, a primeira plataforma a oferecer serviços como uma facilitadora no processo de aporte de capital com caráter técnico-consultivo.

Conclusão: Vale a pena investir em Startups?

Considerando todos os benefícios e riscos presentes nesse tipo de investimento e, colocando-os lado a lado, podemos dizer que vale a pena investir em startups. 

No entanto, é importante o alerta: para ter sucesso como investidor, é fundamental buscar se especializar e se manter informado para ser o detentor do chamado smart money.

Ter experiência de mercado, bom networking e buscar se especializar no segmento em que você deseja aplicar seu dinheiro é fundamental para conseguir um retorno financeiro acima da média com as startups.

Por isso, se você é um investidor iniciante, procure por fundos e grupos de investimento. Além do know-how, apostando no smart-money, procure diversificar a carteira de investimentos. 

Esse é um dos caminhos para encontrar sucesso no investimento de startups, sejam elas nacionais ou internacionais.

Assuntos relacionados