O que fazer com seu projeto no exterior em tempos de pandemia

Você tinha um projeto no exterior mas foi surpreendido pela pandemia de Covid-19 e agora precisa se replanejar? Neste artigo vamos dar algumas dicas para te ajudar nesse momento delicado.

Entenda o que fazer em relação a seus projetos no exterior durante a pandemia de Coronavírus

Diante da atual pandemia que se espalhou pelo mundo, muitas pessoas se viram diante de um dilema: o que fazer com projetos no exterior que estavam sendo planejados ou em execução? Por exemplo, estudantes que tinham apenas começado a fazer intercâmbio, ou estavam com os cursos pagos. Ainda, pessoas em processo de tirar a cidadania europeia ou visto de residência, ou mesmo aquela mudança para o exterior que vinha sendo planejada há muito tempo. 

Encontra-se em um desses casos? Neste artigo você verá o que você precisa fazer para manter o seu projeto no exterior e conseguir realizá-lo em um futuro próximo.

Pandemia: projetos podem ser apenas adiados

A disseminação do COVID-19 pelo mundo tem feito com que muitas pessoas fiquem bastante indecisas com o que fazer nesse momento. Com fronteiras fechadas, serviços públicos parados, consulados e embaixadas fechadas, as incertezas e o medo em relação ao futuro são grandes. Projetos no exterior são inevitavelmente afetados.

É importante dizer que a pandemia é algo passageiro. A China, foco inicial do novo vírus, conseguiu zerar o número de novos casos domésticos da doença. Apesar disso, em praticamente todos os países europeus a pandemia ainda está ocorrendo e ainda vai demorar algum tempo para terminar. Já no Brasil, ela está apenas começando.

A boa notícia é que, provavelmente, você apenas precisará adiar os seus projetos e não cancelá-los totalmente. Por isso, antes de tomar qualquer decisão, saiba o que você pode fazer. E, claro, o momento exige muita calma e paciência.

Planos para o meu intercâmbio

Se você estava com as malas prontas para embarcar para um intercâmbio, você não precisa ficar preocupado. A maioria das escolas pelo mundo estão com as portas fechadas, seguindo as orientações dos governos locais para limitar a circulação das pessoas. O seu projeto de estudar no exterior não está cancelado apenas será preciso adiá-lo.

E mesmo se você achar que poderá ser prejudicado com essas paralisações, a melhor alternativa é entrar em contato com as empresas de intercâmbio. Negociar é sempre a melhor forma de resolver o problema. Veja se consegue adiar a sua viagem, assim você vai conseguir desfrutar do tão sonhado intercâmbio no exterior.

Entretanto, se você já está no exterior durante a pandemia, aqui vão algumas dicas: 

  1. Manter contato com os seus familiares;
  2. Entrar em contato com a escola de intercâmbio;
  3. Manter contato com os amigos e colegas locais;
  4. Seguir as orientações das autoridades locais;
  5. Procurar os serviços de saúde caso sinta algum sintoma.
Durante a pandemia, a emissão de passaportes será suspensa e a de outros documentos internacionais estará restrita a emergências.
Durante a pandemia, a emissão de passaportes será suspensa e a de outros documentos internacionais estará restrita a emergências.

Cidadanias e vistos para outros países

Uma das principais medidas que os países vêm adotando para conter a disseminação do coronavírus é limitar a circulação de pessoas. Com isso, muitos serviços públicos foram fechados temporariamente, incluindo embaixadas, consulados e cartórios.

As pessoas que estão em processo de obtenção de cidadania ou de visto para outros países provavelmente sofrerão algum atraso no processo. Como cada país, e em alguns casos até mesmo municípios, estão tomando medidas diferentes, é importante que você tente contatar o local em que você deu a entrada na documentação e pedir por mais informações.

Os seus documentos continuam nos órgãos responsáveis que tomarão a decisão assim que os serviços forem restaurados.

O Consulado-Geral do Brasil em Londres, por exemplo, vai funcionar a partir do dia 19 de março em regime de plantão emergencial, suspendendo por tempo indeterminado o atendimento presencial. Por isso, as pessoas agendadas para o período de vigência do plantão emergencial serão atendidas quando forem retomados os  atendimento no consulado.

Os serviços de atendimento pelo correio serão mantidos, mas devem ser solicitados apenas em caso de máxima necessidade, sendo que os prazos de devolução de documentos serão ampliados. E caso você esteja no país a turismo e queira antecipar o seu retorno, recomenda-se consultar as informações no site oficial do Itamaraty.

Mudança para o exterior

Outro projeto no exterior que foi afetado pela pandemia foi a mudança para outro país. Somente quem já passou por uma mudança dessas sabe o quanto isso pode ser estressante sem pandemia. Com um novo vírus circulando pelo mundo fica ainda mais complicada.

A melhor coisa a fazer nesse momento é aguardar. Isso porque a fronteira de inúmeros países estão completamente fechadas, como é o caso da Itália, Espanha e França. Além disso, milhares de voos internacionais foram cancelados. Portanto, é hora de ter paciência e esperar a situação se acalmar, deixando para viajar apenas em caso de extrema necessidade.

Pague despesas médicas no exterior pela Remessa Online

Se por acaso você já estiver no exterior e precisar utilizar os serviços médicos, não precisa se preocupar com o pagamento dessas despesas. Você poderá efetuar esses pagamentos através da Remessa Online, uma plataforma brasileira que oferece os serviços de envio de dinheiro para o exterior.

Compreendendo a delicadeza do momento em que estamos vivendo, a Remessa Online zerou o custo para pagamentos relacionados a serviços de saúde até 31 de março de 2020. Isso vale para o pagamento de qualquer serviço de saúde no exterior, incluindo exames, consultas médicas e internação, por exemplo. Para obter o desconto, use o cupom: SAUDE-19

Tudo pode ser feito diretamente pelo site da plataforma. Para isso, basta criar uma conta gratuitamente e antes de concluir a operação, insira o cupom de desconto. A plataforma é segura, com todas as transações realizadas criptografadas. Além disso, a Remessa Online também é credenciada pelo Banco Central do Brasil (Bacen). 

Os valores cobrados nas transações são mais baixos do que a dos bancos tradicionais, e ainda tem a vantagem de fazer o câmbio com o seu valor comercial e sem a cobrança de taxas adicionais.

Se precisar de mais informações sobre serviços de saúde para brasileiros que estão na Europa, leia: Brasileiros na Europa, como acessar serviços de saúde?

Esperamos que esse artigo sobre o que fazer em relação ao seu projeto no exterior durante a pandemia tenha ajudado você. Continue acompanhando o blog da Remessa Online e fique por dentro de mais notícias a respeito da pandemia pelo COVID-19.