Títulos de Renda Fixa de emissão privada: o que são e as principais opções

Os títulos de renda fixa de emissão privada são um tipo de investimento disponível no mercado. Descubra como eles funcionam e principais opções.

Títulos de renda fixa

Seja porque tem um perfil conservador ou para fazer uma reserva de emergência, todo investidor deve conhecer os títulos de Renda Fixa. Esses títulos, apesar de apresentarem um rendimento mais baixo, são mais seguros em comparação aos ativos de Renda Variável e podem ser públicos ou privados. 

Acompanhe o artigo abaixo para entender melhor o que são títulos de Renda Fixa de emissão privada e conheça quais são os principais ativos disponíveis no mercado. Vamos lá?

Títulos de Renda Fixa: o que são

Quem procura um investimento seguro e com rendimentos mais estáveis, pode adquirir os títulos de Renda Fixa. 

De forma simples, os títulos de Renda Fixa são investimentos em que é possível saber ou prever sua rentabilidade antes mesmo de realizar a operação. Portanto, eles funcionam de forma diferente em comparação aos ativos da Renda Variável, como a Bolsa de Valores, em que a rentabilidade não é garantida e são marcados por bastante oscilação, por isso a dificuldade em determinar seus rendimentos. 

Ainda, os ativos de Renda Fixa podem ser fixados em um percentual mensal ou seguir algum índice como a taxa Selic, o CDI, a inflação ou outro indicador.

Além disso, eles são considerados muito seguros porque estão protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) – o mesmo seguro da Poupança, porém com maior rentabilidade. 

Títulos de Renda Fixa de emissão privada

Entre os tipos de Títulos de Renda Fixa, existem os de emissão privada, que são aplicações de Renda Fixa emitidas por bancos e empresas privadas. 

Assim, o investidor, de certa forma, empresta os recursos para essas empresas em troca do pagamento de juros. Esses juros podem ser:

  • • Pós fixados: a rentabilidade só é conhecida no fim do investimento e tem a rentabilidade atrelada a um percentual de uma determinada taxa de referência. As mais usadas são a Selic e o CDI;
  • • Pré-fixados: quando a rentabilidade é conhecida desde o começo da aplicação;
  • • Híbrido: quando há uma junção das duas formas anterior.
Títulos de renda fixa americanos: em quais investir?
Conheça os principais títulos de renda fixa
Conheça os principais títulos de renda fixa de emissão privada antes de investir.

Principais tipos de títulos de Renda fixa de emissão privada

Existem diversos títulos de Renda fixa privados no mercado. Cada um com diferentes características de prazo, liquidez e risco, agradando os todos os perfis de investidores. 

Confira quais são os principais ativos de Renda Fixa emitidos por instituições privadas: 

Letra de crédito imobiliário

A letra de Crédito Imobiliário (LCI) é um título de Renda Fixa emitido por bancos para captar recursos para financiamentos imobiliários. A sua grande vantagem está na  isenção de Imposto de Renda. 

A LCI pode ser pré-fixada,  pós-fixada ou híbrida. Ela é mais indicada para investidores com objetivos de longo prazo como forma de proteger o patrimônio da inflação. Isso porque, dependendo do acordo feito, talvez  não seja possível contar com o dinheiro antes do prazo de vencimento ou de carência.

Certificado de Depósito Bancário

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título de crédito que os bancos e instituições financeiras usam para captar dinheiro para suas operações diárias. Por isso, a rentabilidade desse investimento depende muito da instituição em que ele foi feito. 

Ainda, esse tipo de título pode ter sua rentabilidade prefixada ou pós-fixada ou híbrido. 

Essa é uma boa opção para quem busca fazer uma reserva de emergência porque existe a possibilidade de ter CDBs com liquidez diária que, apesar de renderem menos, podem ser retirados a qualquer momento. 

Letras de Câmbio

Outra opção de título de Renda Fixa de emissão privada é a Letra de Câmbio (LC). Ela é muito parecida com o CDB, mas a diferença é que a LC  tem seus recursos direcionados diretamente para financiamentos. 

Esse modelo de aplicação  está sujeita ao Imposto de Renda retido na fonte, porém o imposto incide de forma regressiva sobre o investimento. Ou seja, quanto mais tempo o dinheiro ficar aplicado, menor será o imposto devido. Investimentos com mais de 2 anos, pagam 15% de imposto.

Brasileiros que vivem no exterior
precisam declarar o Imposto de Renda 2020?

Nota Promissória Mercantil

Uma outra  opção é a Nota Promissória Mercantil, também chamada de Commercial Paper. Notas promissórias são documentos que asseguram a promessa de pagamento de uma dívida. Em suma, é um título de crédito que é utilizado para garantir a quitação do débito. 

Atualmente, esse é um título de Renda Fixa pouco utilizado, porém, empresas podem emiti-los para captar recursos de curto e médio prazo com autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Além disso, as notas promissórias mercantis normalmente estão atreladas ao CDI.

RDB: o que é e como investir?

Debêntures

As Debêntures representam um empréstimo feito para uma empresa de qualquer setor, de capital aberto ou fechado, para financiar projetos diversos. Esse título também pode ter sua rentabilidade prefixada, híbrida ou pós-fixada e costuma ser maior que outros tipos de investimentos de renda fixa. 

Uma desvantagem desse tipo de título é que ele não conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), o que aumenta o nível de risco. Além disso, as Debêntures sofrem a incidência do Imposto de Renda sobre o ganho de capital, conforme a tributação da renda fixa. Ou seja, sobre o rendimento bruto que o investidor obteve até o vencimento do seu título.


Remessa Online para investimentos

Você sabia que para diversificar seus investimentos e aumentar seus ganhos você pode investir no exterior mesmo morando no Brasil? Para isso, uma das melhores maneiras é contando com a Remessa Online

Para começar a investir fora do Brasil, é preciso abrir uma conta de investimentos no exterior, no banco ou corretora de sua escolha. Após isso, ao fazer seu cadastro gratuito na Remessa Online você faz transferências internacionais com o câmbio comercial e taxas mais baratas que os bancos tradicionais e outros provedores online. De forma transparente, rápida, prática e, claro, segura. 

Continue acompanhando o blog da Remessa Online e fique por dentro dos melhores investimentos para você no Brasil e exterior.